EGF E Fundação do Futebol voltam a marcar golo 17 de maio de 2024

EGF E FUNDAÇÃO DO FUTEBOL VOLTAM A MARCAR GOLO

Novo projeto de sensibilização junta Nuno Gomes e colaboradores EGF

 

Parceiros na área da Sustentabilidade Ambiental, a EGF e a Fundação do Futebol – Liga Portugal, lançam um novo projeto de sensibilização, que tem como mote principal: “Sempre que reciclas, entras em jogo.”

 

Os dois episódios, desenvolvidos para as redes sociais, contam com a participação de Nuno Gomes e onze colaboradores do Grupo EGF, numa perfeita alegoria entre o onze de uma equipa de futebol e as onze empresas da EGF.

 

No dia Internacional da Reciclagem, 17 de maio, é lançado o primeiro episódio, gravado no estádio Municipal de Leiria - Dr. Magalhães Pessoa. Este episódio destaca a importância que cada um de nós tem ao marcar golo sempre que reciclamos corretamente as embalagens, com o antigo internacional português a mostrar que escolhe fazê-lo dentro e fora de campo, sempre.

O segundo episódio é lançado no dia Mundial do Ambiente, 5 de junho, e é direcionado para sensibilizar a população sobre a atividade do Grupo EGF.  As gravações decorreram no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar – Lisboa, onde o protagonista Nuno Gomes teve a oportunidade de conhecer a atividade dos colaboradores e acompanhar a viagem que os resíduos recicláveis fazem nas centrais de triagem.

 

Para Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, “Nestes dois episódios, promovemos a sustentabilidade no futebol e destacamos a relevância da reciclagem, tanto dentro como fora de campo. Este projeto é uma excelente oportunidade para reconhecer o trabalho desenvolvido pelos nossos colaboradores, sensibilizar a população para a importância da nossa atividade e o compromisso com o ambiente e a sustentabilidade."

 

Nuno Gomes, Vice-Presidente do Conselho de Administração da Fundação do Futebol, destacou a importância de sensibilizar para as boas práticas ambientais: "O entusiasmo dos adeptos do Futebol pode ser canalizado para a promoção de boas práticas ambientais, como é o caso da reciclagem, em gestos simples, ao alcance de todos. A forma como este projeto da Fundação do Futebol – Liga Portugal e da EGF passa esta mensagem marca um golo na cultura da reciclagem.”

 

A Fundação do Futebol mantém uma estreita colaboração com a EGF, de forma a tornar o futebol numa prática cada vez mais sustentável e a passar uma mensagem transversal aos adeptos: O Futebol Profissional caminha de mãos dadas com a Sustentabilidade!

 

Assista aos episódios nas redes sociais da Valorsul e da Fundação do Futebol. 

EGF E Fundação do Futebol voltam a marcar golo 17 de maio de 2024

EGF E FUNDAÇÃO DO FUTEBOL VOLTAM A MARCAR GOLO

Novo projeto de sensibilização junta Nuno Gomes e colaboradores EGF

 

Parceiros na área da Sustentabilidade Ambiental, a EGF e a Fundação do Futebol – Liga Portugal, lançam um novo projeto de sensibilização, que tem como mote principal: “Sempre que reciclas, entras em jogo.”

 

Os dois episódios, desenvolvidos para as redes sociais, contam com a participação de Nuno Gomes e onze colaboradores do Grupo EGF, numa perfeita alegoria entre o onze de uma equipa de futebol e as onze empresas da EGF.

 

No dia Internacional da Reciclagem, 17 de maio, é lançado o primeiro episódio, gravado no estádio Municipal de Leiria - Dr. Magalhães Pessoa. Este episódio destaca a importância que cada um de nós tem ao marcar golo sempre que reciclamos corretamente as embalagens, com o antigo internacional português a mostrar que escolhe fazê-lo dentro e fora de campo, sempre.

O segundo episódio é lançado no dia Mundial do Ambiente, 5 de junho, e é direcionado para sensibilizar a população sobre a atividade do Grupo EGF.  As gravações decorreram no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar – Lisboa, onde o protagonista Nuno Gomes teve a oportunidade de conhecer a atividade dos colaboradores e acompanhar a viagem que os resíduos recicláveis fazem nas centrais de triagem.

 

Para Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, “Nestes dois episódios, promovemos a sustentabilidade no futebol e destacamos a relevância da reciclagem, tanto dentro como fora de campo. Este projeto é uma excelente oportunidade para reconhecer o trabalho desenvolvido pelos nossos colaboradores, sensibilizar a população para a importância da nossa atividade e o compromisso com o ambiente e a sustentabilidade."

 

Nuno Gomes, Vice-Presidente do Conselho de Administração da Fundação do Futebol, destacou a importância de sensibilizar para as boas práticas ambientais: "O entusiasmo dos adeptos do Futebol pode ser canalizado para a promoção de boas práticas ambientais, como é o caso da reciclagem, em gestos simples, ao alcance de todos. A forma como este projeto da Fundação do Futebol – Liga Portugal e da EGF passa esta mensagem marca um golo na cultura da reciclagem.”

 

A Fundação do Futebol mantém uma estreita colaboração com a EGF, de forma a tornar o futebol numa prática cada vez mais sustentável e a passar uma mensagem transversal aos adeptos: O Futebol Profissional caminha de mãos dadas com a Sustentabilidade!

 

Assista aos episódios nas redes sociais da Valorsul e da Fundação do Futebol. 

Toneladas de Ajuda para quem mais precisa um simples gesto – Reciclar 09 de maio de 2024

Campanha da EGF, que alia a causa ambiental às causas sociais, desafia a fazer a diferença na vida que quem mais precisa. O gesto é simples, basta reciclar.

 

A EGF desafia as instituições de solidariedade social a participar na campanha Toneladas de Ajuda para que, em 2024, reciclar continue a ajudar quem mais precisa, e transformem a sua reciclagem em prémios monetários.

 

As instituições que queiram participar devem inscrever-se e, ao longo do ano, entregar nas Concessionárias da EGF, em cada área geográfica, o material reciclável para ser posteriormente tratado. No final, as toneladas que cada IPSS entregar para reciclar revertem num prémio monetário a seu favor e das suas causas.

 

A comunidade é também convidada a ajudar já que, quando se dirige a uma das Empresas EGF, pode escolher deixar os seus materiais recicláveis nos contentores de cada uma das IPSS participantes.

 

Esta campanha apresenta em 2024 uma imagem renovada, que foi desenvolvida pela agência Tux & Gill, que traduz o espírito desta iniciativa e apela a comportamentos ambientais adequados.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, destaca que “O contributo da campanha Toneladas de Ajuda para as instituições que participam é muito significativa, deixam-nos muito contentes as metas que vamos alcançando de ano para ano. É importante para a EGF o trabalho com as comunidades onde opera, todas as nossas campanhas têm um elo comum: trabalhamos para e com os cidadãos.”

 

Em 2023 participaram 304 instituições que, juntas, recolheram 4.830 toneladas de embalagens traduzidas em 657.261€ de prémios entregues.

 

 

Mais informações e inscrições através da Linha da Reciclagem:

Telefone gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Website: www.linhadareciclagem.pt

 

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL/URBASER, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Mais informação em https://www.egf.pt

 

 

Valorsul substitui frota de ligeiros por veículos 100% elétricos 16 de abril de 2024

Eletrificação da frota de ligeiros reforça o compromisso com a proteção do ambiente, evitando a emissão de 90 toneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalente para a atmosfera.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, está a substituir a frota de ligeiros por viaturas 100% elétricas, planeando estender a medida a todas as viaturas ligeiras ao serviço da empresa.

 

Neste sentido, estão a ser instalados postos de carregamento elétrico para abastecimento de viaturas nas unidades da Valorsul. Até ao momento foram substituídos 30 veículos a combustão por viaturas elétricas, o que permitirá evitar a emissão de 90 toneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalente para a atmosfera, por ano.

 

Enquanto empresa do Grupo EGF /Mota Engil, a Valorsul é abrangida pelo Plano Estratégico – Building 26, em que se estabeleceram compromissos claros ao nível da sustentabilidade, impacto ambiental e eficiência. Estes compromissos têm em conta a situação global vivida e marcada pela transição energética, a crescente conversão dos veículos a combustão para veículos elétricos e o contexto inflacionista, o que veio despoletar a atualização da política de gestão de viaturas do Grupo.

 

"A Valorsul tem na sua génese valorizar o ambiente e contribuir para um Planeta mais sustentável. A nossa atividade já tem essa missão, mas também a incorporamos nos nossos processos de gestão, pelo que temos vindo a implementar medidas concretas no sentido de contribuirmos efetivamente para a redução de emissões de CO2. A substituição dos nossos veículos ligeiros de passageiros por veículos 100% elétricos, no âmbito alargado do plano estratégico do Grupo, vai permitir atingir esses objetivos e contribuir assim para a estratégia de descarbonização das economias mundiais", realça a CEO da Valorsul, Marta Neves.

 

É propósito da Valorsul, e do Grupo EGF/Mota Engil, valorizar o ambiente de forma efetiva e contribuir para um amanhã melhor.

Campanhas de Educação Ambiental da EGF batem record 02 de abril de 2024

13,7 mil toneladas

Campanhas de educação ambiental da EGF batem record de recolha de embalagens 

 

Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar. Em 2023, foram atribuídos 883 358€ para ajuda social.

 

As campanhas de comunicação e educação ambiental, promovidas pela EGF, em 2023, voltaram a atingir recordes nas toneladas de embalagens recolhidas, subindo 49% na quantidade de materiais recicláveis e 39% no número de pessoas impactadas, em relação ao ano anterior, e atingindo a maior quantidade de material reciclável de sempre.

No total, foram recolhidas 13,7 mil toneladas de embalagens no acumulado das cinco campanhas: Ecovalor, Toneladas de Ajuda, EcoEventos, EcoPraias e Mercado a Reciclar, que são desenvolvidas pelas empresas do Grupo EGF para vários públicos e promovem a reciclagem sempre e em qualquer lugar. Estas campanhas permitem medir a quantidade de embalagens separadas para reciclagem e aferir os seus resultados diretos nas quantidades recolhidas. 

Das 13,7 mil toneladas de embalagens recolhidas, 7.564 toneladas foram papel e cartão, 3.601 toneladas plástico e metal e 2.541 toneladas de vidro. A recolha de vidro, no caso concreto das campanhas ambientais, teve um aumento de 100%, face a 2022, o papel e cartão um aumento de 38% e o plástico e metal de 45%. Estes números refletem o investimento da EGF e das suas concessionárias na sensibilização ambiental e o compromisso das comunidades com o ambiente, o que resulta na resposta positiva ao desafio lançado por cada uma das campanhas.

A EGF e as suas concessionárias, no global, contribuíram com 883.358€ para ajuda social, através dos prémios associados a estas campanhas, um valor que destaca o seu papel como entidades que contribuem para a melhoria das condições de vida das várias comunidades dentro das suas áreas de intervenção.

 

ECOVALOR 2022/2023

O programa Ecovalor é desenvolvido para as comunidades escolares. Entre ações de sensibilização, visitas às várias instalações das empresas do Grupo EGF e o concurso “Recicla e Ganha”, o programa mobiliza as escolas para a reciclagem das embalagens.

As escolas que participam no concurso “Recicla e Ganha” concorrem para um prémio monetário que é atribuído em função do seu desempenho na recolha de embalagens. Os prémios atribuídos pelas concessionárias da EGF são utilizados para a aquisição de equipamentos ou melhorias estruturais de recreios, por exemplo. Em 2023 foram atribuídos 199.737€ no âmbito deste concurso.

No concurso “Recicla e Ganha” participaram 1.155 escolas, desde o Jardim de Infância ao Ensino Secundário, abrangendo 351.345 alunos.  Juntas, estas escolas, conseguiram recolher 4.975 toneladas de materiais para reciclagem: 2.639 de cartão e papel, 1009 de vidro e 1.327 de plástico e metal, o que representa um aumento de 41% no total das toneladas recolhidas.

TOP 3

No TOP 3 nacional das escolas participantes neste concurso, destacou-se em primeiro lugar a EB 2/3 D. Martim Fernandes, de Albufeira, com 44 toneladas recolhidas e entregues na Algar.  No segundo lugar ficou o Centro Escolar de Chainça, em Abrantes, que pertence à área de atuação da Valnor, e em que foram recolhidas 42 toneladas. O terceiro lugar, com 31,5 toneladas, foi atribuído à Escola do Monte, em Vila Nova de Gaia, que integra a área da Suldouro.

 

TONELADAS DE AJUDA 2023

Aliando a causa ambiental à social, a campanha Toneladas de Ajuda destina-se a Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS). Cada instituição participante entrega, na empresa do Grupo EGF da sua zona, material reciclável que, depois, é convertido num valor monetário em seu benefício. Também qualquer pessoa pode ajudar uma instituição e entregar material para reciclar nas empresas e escolher a IPSS para a qual quer doar o material.

No ano passado participaram 304 IPSS que conseguiram recolher 4.830 toneladas de embalagens, um crescimento de mais de 13% de recicláveis entregues: 3.539 de papel e cartão, 147 de vidro e 1.143 de plástico e metal, que se traduziram em 657.261€ de prémios entregues.

TOP 3

As três IPSS que mais contribuíram foram a APPACDM Trofa com 491 toneladas; na área da Resinorte, o Banco Alimentar do Algarve com 471 toneladas, pertencente à Algar; e o Banco Alimentar de Setúbal com 229 toneladas, na zona de atuação da Amarsul.

 

ECOEVENTOS 2023

A campanha Ecoeventos destina-se, como sugere o nome, a eventos que podem ser culturais, desportivos ou recreativos, e que se comprometem a fazer a responsável gestão de resíduos aí produzidos. No caso desta campanha, as empresas ajudam, in loco, nos eventos inscritos com a logística da recolha das embalagens nos recintos, a recolha seletiva e a sensibilização dos comerciantes e do público.

Em 2023 participaram 335 eventos, mais 35% que na edição anterior, que abrangeram 13,3 milhões de pessoas e registou-se um aumento bastante significativo de 342% de toneladas de embalagens recolhidas, que se pode atribuir à realização da Jornada Mundial da Juventude. Foram separadas para reciclar 2.853 toneladas de embalagens: 943 toneladas de papel e cartão, 983 toneladas de vidro e 926 toneladas de plástico e metal, que se materializaram em 26.360€ de prémios atribuídos.

TOP 3

Com 1.840 toneladas e 373 toneladas ficaram na liderança com mais quantidades de recicláveis a Jornada Mundial da Juventude, de Lisboa (Valorsul) e de Leiria (Valorlis), respetivamente, seguidas do Boom Festival (Valnor), um já conhecido vencedor de outras edições, com 142 toneladas.

 

ECOPRAIAS 2023

Ecopraias é a campanha da EGF com a premissa que mesmo de férias, todos temos de fazer o nosso papel no que respeita à reciclagem. Equipas de monitores percorrem as praias e sensibilizam os banhistas para separarem o lixo que produzem durante o tempo que estão no areal.

No Verão de 2023, participaram nesta campanha 49 praias, a grande maioria da região de Setúbal e da área da Amarsul, onde foram impactadas 59.108 pessoas que separaram nos ecopontos de praia 4.830 toneladas de embalagens – 164 de papel e cartão, 251 de vidro e 90 de plástico e metal.

 

MERCADO A RECICLAR 2023

O Mercado a Reciclar desafia comerciantes e fregueses a mudarem de hábitos e participarem na reciclagem. Os mercados são locais onde se produzem grandes quantidades de resíduos recicláveis e é na criação de condições para a sua correta separação, a par da sensibilização dos seus públicos, que a campanha atua. Foram, em 2023, abrangidos 28 mercados, e houve um aumento de mais 3 mercados face a 2022, mas a quantidade de toneladas recolhidas cresceu 93%, o que correspondeu a 280 toneladas de embalagens separadas e encaminhadas para tratamento.

Valorsul promove "PORTAS ABERTAS" 15 de março de 2024

Esta iniciativa é uma oportunidade única para dar a conhecer às comunidades locais as nossas instalações e saber mais sobre os processos de tratamento e valorização de resíduos.

 

A Valorsul abre as suas portas no dia 23 de março, dia em que se assinala a Hora do Planeta, com o intuito de aproximar as comunidades locais. Esta visita permite dar a conhecer aos cidadãos os processos relacionados com a recolha e valorização de resíduos urbanos e sensibilizar para as boas práticas ambientais e a reciclagem.

 

Neste dia, em que a Valorsul estará de portas abertas ao público, será possível perceber o que acontece aos resíduos depois de serem colocados nos respetivos contentores, desconstruir mitos sobre a reciclagem e esclarecer as regras para a correta separação de resíduos.

 

Esta iniciativa traduz o compromisso da Valorsul e do Grupo EGF, que têm como prioridade na sua atividade a prestação de um serviço público de excelência a favor de toda a comunidade e da sustentabilidade ambiental.

 

Instalações abertas para visitas: Central de Valorização Energética; Estação de Tratamento e Valorização Orgânica; Centro de Triagem e Ecocentro; Centro de Triagem do Oeste e Aterro Sanitário do Oeste

 

Horários das visitas: 10h | 11h | 12h

 

Inscrições gratuitas: através do preenchimento do formulário Iniciativa "Portas Abertas Valorsul"  ou envio de e-mail para comunicacao@valorsul.pt com indicação do número total de visitantes (número de adultos e número de crianças), a instalação que pretendem visitar e qual o horário pretendido.

 

Mais informações: contacte a Linha da Reciclagem – 800 911 400 (chamada gratuita) ou email atendimento@linhadareciclagem.pt

 

Informações para a visita:

  • É OBRIGATÓRIO o uso de calçado fechado e raso e roupa confortável.
  • Durante a visita serão disponibilizados equipamentos de proteção individual.
  • Os participantes podem levar resíduos recicláveis (papel/cartão, plástico/metal/pacotes de bebida e vidro).

 

Sobre a Hora do Planeta:

A iniciativa Hora do Planeta existe há 17 anos e é organizada pela WWF, desde 2007. Milhares de cidades em todo o mundo aderem anualmente a esta iniciativa e apagam as luzes de monumentos e casas por todo o mundo. E também por todo o mundo muitos milhares de pessoas aderem a este “apagão”, que hoje é também a luta contra as alterações climáticas e no sentido do cumprimento do Acordo de Paris em 2030.

Mais informação em https://horadoplaneta.pt/.

Recolha seletiva aumentou 5% em 2023 14 de março de 2024

Aumentou a recolha seletiva total e diminuiu a indiferenciada

 

A EGF, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal Continental e de 60% da população registou, em 2023, um aumento de 5% na recolha seletiva total, onde se incluem embalagens, madeira, biorresíduos e monstros.

 

A recolha seletiva de papel e cartão, proveniente do ecoponto azul, registou um aumento de 1.3%, e a recolha de plástico e metal, proveniente do amarelo, um aumento de 3.3%, espelhando o contínuo investimento por parte da EGF em aumentar a capacidade de recolha das suas concessionárias, através dos ecopontos, da recolha doméstica porta-a-porta e da recolha junto do comércio. A recolha seletiva de vidro contraria a tendência de crescimento, um facto ainda em estudo, que indicia a alteração de hábitos de consumo que poderão justificar os -2.4% de embalagens de vidro recolhidas em 2023. 

 

Regista-se também um decréscimo da receção de resíduos indiferenciados de -1,3% - uma redução ainda pouco significativa face aos objetivos de prevenção de resíduos, mas que já ilustram uma tendência descendente.

 

Recolha de biorresíduos aumentou 24%

A recolha seletiva de biorresíduos regista um crescimento relevante de 24%, sendo de realçar que esta é uma recolha que se encontra numa fase inicial em todo o país. Estes valores correspondem a 100 dos 174 municípios da área de intervenção das concessionárias da EGF que entregaram verdes ou restos alimentares para valorização, num total de 100 mil toneladas.

 

A valorização, no contexto de biorresíduos, é orgânica. Estes podem ser valorizados de duas formas, na produção de energia, através do biogás produzido, ou de compostagem.

 

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Valorsul entrega 133 mil euros no âmbito da campanha Toneladas de Ajuda 05 de março de 2024

Em 2023, 74 instituições receberam valores de contrapartida através do encaminhamento de material para reciclagem

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, entregou, em 2023, 133 mil euros em valores de contrapartida às instituições de solidariedade que participaram na campanha Toneladas de Ajuda, pela receção de material reciclável nos dois centros de triagem, em Lisboa e no Cadaval.

A campanha Toneladas de Ajuda é dirigida às instituições de cariz social e sem fins lucrativos em Portugal, e está disponível na área de intervenção da Valorsul, ao nível regional, e em cerca de 60% do território nacional, correspondente ao grupo EGF (com 11 empresas concessionárias).

 

740 toneladas de resíduos encaminhados para reciclagem

 

Ao longo do ano de 2023, as 74 instituições que participaram na campanha Toneladas de Ajuda, da Valorsul, conseguiram encaminhar para reciclagem mais de 740 toneladas de resíduos (465 toneladas de embalagens de papel/cartão, 256 toneladas de embalagens de plástico/metal e 19 toneladas de embalagens de vidro). Cada entidade recebe o prémio em valor monetário, em função da quantidade e fluxo de material entregue nas instalações da Valorsul.

No TOP 3 do ranking das instituições que mais se destacaram a nível regional, no ano passado, pelas toneladas de material reciclável entregues e valores de contrapartida recebidos, está o Clube Gimnofrielas, com a entrega de 70 toneladas de embalagens de plástico/metal (com o valor de contrapartida de 24.375,00 €), a associação O Dom Maior, com 46 toneladas de embalagens de plástico e 8 toneladas de vidro entregues (e o valor de contrapartida de 16.326,00 €) e a Comissão Lar da Associação Cultural de Surdos da Amadora, que entregou 73 toneladas de papel/cartão, 12 toneladas de embalagens de plástico/metal e 1,5 toneladas de embalagens de vidro (com 11.635,00 € em valores de contrapartida).

 

Mais informações sobre a campanha Toneladas de Ajuda aqui.

EGF e Fundação do Futebol unidos por uma Final Four sustentável 22 de janeiro de 2024

Semana do Futebol Profissional volta a ser um Ecoevento onde serão promovidas boas práticas ambientais

 

Pela segunda época consecutiva, a EGF e a Fundação do Futebol – Liga Portugal convertem a Final Four da Allianz CUP num Ecoevento, que está a decorrer em Leiria, até ao dia 27 de janeiro.

 

Mais que três jogos de Futebol onde se irá consagrar o novo Campeão de Inverno, a Final Four é também uma semana plena de entretenimento e atividades que prometem dar um colorido muito especial à cidade do Lis e envolver toda a comunidade local, sendo, simultaneamente, um Ecoevento.

 

Durante esta semana, serão muitas as ativações de sensibilização ambiental promovidas pela EGF e pela Valorlis, responsável pela contentorização na área na Fan Zone, que estarão disponíveis a toda a comunidade no stand da Fundação do Futebol – Liga Portugal neste mesmo espaço, situado em pleno coração de Leiria.

 

Em dias de jogo, o Estádio Municipal de Leiria – Dr. Magalhães Pessoa contará com um reforço de contentorização de reciclagem, para que todo espetáculo futebolístico conte com um forte compromisso de sustentabilidade ambiental, como é apanágio da Fundação do Futebol.

 

Importa referir, ainda, que no dia 26 de janeiro será criada por alunos da Escola Secundária Domingos Sequeira, junto ao Estádio Municipal de Leiria, uma instalação artística feita com materiais reciclados recolhidos ao longo destes dias. Essa mesma instalação será depois exibida no dia mais aguardado por todos: a grande final, a 27 de janeiro.

 

Na aplicação Recycle Bingo, o jogo da EGF que incentiva e premeia as boas práticas ambientais, estará disponível uma missão especial e exclusiva para todos os utilizadores ao longo desta semana dedicada ao Futebol Profissional.

 

Este Ecoevento decorre no âmbito do protocolo de cooperação para a Sustentabilidade entre a EGF e a Fundação do Futebol, que prevê a organização e promoção conjunta de eventos e iniciativas relacionados com as respetivas áreas de atuação.

 

Estão, por isso, reunidos todos os condimentos para que esta seja uma grande festa do Futebol Profissional e com total respeito pelos seus compromissos ambientais!

 

 

Sobre a EGF:

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

 

Sobre a VALORLIS

A VALORLIS é a empresa que gere a recolha seletiva e o tratamento de resíduos urbanos dos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós e continua a apostar na sensibilização junto da comunidade, de modo a garantir um adequado funcionamento do sistema de gestão de resíduos urbanos da região.

 

Sobre a Fundação do Futebol – Liga Portugal:

A Fundação do Futebol tem como objetivo utilizar a notoriedade do Futebol, dos seus intervenientes e das competições profissionais em prol da Responsabilidade Social e da promoção da Sustentabilidade Ecológica, por um Futebol positivo e tolerante tendo em vista uma sociedade mais inclusiva e equitativa.

Tudo isto sendo uma entidade de referência nacional e internacional na área da Responsabilidade Social empresarial e no âmbito do Futebol Profissional, desenvolvendo ações criadoras de valor para a Sociedade Civil, através dos valores do Futebol.

Mais informações em: https://fundacaodofutebol.ligaportugal.pt/

 

 

Valorsul dinamiza nova campanha de sensibilização “Mercado a Reciclar” em parceria com a CM Lisboa 8 de janeiro de 2024

Campanha arrancou ontem na Feira do Relógio, em Lisboa, e contou com a presença do Vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Ângelo Pereira, e do Administrador da Valorsul, Armando Militão.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, lançou ontem, dia 7 de janeiro, a nova campanha de sensibilização ambiental “Mercado a Reciclar”, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, num dos mercados mais emblemáticos e antigos da capital, a Feira do Relógio. Esta campanha inovadora tem como objetivo incentivar feirantes e clientes para a separação dos recicláveis em feiras e mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão e promovendo a sua valorização e transformação em recursos.

Durante a manhã de ontem, uma comitiva composta por membros da Administração da Valorsul e da Câmara Municipal de Lisboa esteve no recinto da feira procurando sensibilizar, através da cedência de ecobags, sacos, magnéticos e material informativo, para a correta separação dos recicláveis e o seu encaminhamento para os ecopontos disponibilizados no local.

“Os mercados são locais de produção significativa de resíduos, nomeadamente de cartão e plástico, que podem e devem ser direcionados para os nossos centros de triagem para serem valorizados e encaminhados para reciclagem. Continuamos empenhados, em conjunto com os municípios nossos parceiros, neste esforço coletivo de aumentar a taxa na valorização de resíduos e utilização de materiais recicláveis”, destaca Armando Militão, Administrador da Valorsul.

“Este tipo de sensibilizações é de extrema importância para a continuação do trabalho que temos vindo a desenvolver para aumentar a taxa de reciclagem de resíduos na nossa cidade. Em 2023, a taxa de recolha seletiva foi de 28,4%, ou seja, pelo 2º ano consecutivo Lisboa aumentou a quantidade de resíduos reciclados", sublinha o Vereador Ângelo Pereira, responsável pelo pelouro da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa.

Esta campanha “Mercado a Reciclar” surge na dinâmica de proximidade da Valorsul com os seus municípios associados, na resolução de problemas comuns e na contribuição para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, estando prevista a implementação da ação em outros mercados da área de intervenção da empresa.

Após monitorização da iniciativa, a Valorsul pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes que se destaquem pelo compromisso de redução do impacto ambiental, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

EGF APOIA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA EM ESTUDO SOBRE FELICIDADE E BEM-ESTAR NAS ESCOLAS PORTUGUESAS 21 de novembro de 2023

EGF APOIA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA EM ESTUDO SOBRE FELICIDADE E BEM-ESTAR NAS ESCOLAS PORTUGUESAS

 

A EGF e a Escola Amiga da Criança promovem, pela primeira vez, um estudo inovador que avalia a felicidade e o bem-estar de alunos e professores nas escolas portuguesas. A iniciativa, que juntou a LeYa à Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa, à Católica Porto Business School, ao Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, ao Instituto de Saúde Ambiental/Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, e à equipa Aventura Social, em parceria com a Escola Amiga da Criança (LeYa Educação, CONFAP e Eduardo Sá), acaba de lançar o estudo “Bem-estar e felicidade nas escolas portuguesas” que se baseia na realização, no último ano letivo, de inquéritos a mais de cinco mil professores e a mais de três mil alunos de todos os níveis de ensino.

 

O estudo pretendeu caraterizar a perceção de felicidade dos alunos e professores portugueses na escola, atendendo às dimensões de bem-estar geral, bem-estar na escola e esperança, e, ainda, identificar, por um lado, a influência dos contextos e/ou ecossistemas (escola, colegas e família) e, por outro, a importância que a perceção de um desenvolvimento sustentável do planeta tem na perceção de felicidade.

 

Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, afirma: “Acreditamos na educação e no seu potencial de mudança quanto aos temas de sustentabilidade ambiental. E acreditamos também que é preciso estudar e aceder a informação que nos oriente na melhor tomada de decisão”.

 

Neste âmbito, os professores têm maiores preocupações de sustentabilidade e ambientais do que os alunos. Contudo, os alunos apresentam, no geral, valores de felicidade superiores aos dos professores. Há uma diferença substancial entre as expetativas dos alunos quanto ao seu bem-estar hoje e aquele que esperam alcançar dentro de 5 anos; em menor grau, também os professores esperam alcançar maior bem-estar dentro de 5 anos.

O lançamento do estudo acontece enquanto decorre a Semana Europeia de Prevenção de Resíduos que, este ano, tem como mote “EMBALAGENS | NÃO TE DEIXES EMBRULHAR!”, com diferentes ações em toda a Europa, nas quais a EGF participa há muitos anos.

 

Consulte as conclusões do estudo “Bem-estar e felicidade nas escolas portuguesas” no PDF

 

 

SEPR 2023 | EMBALAGENS: NÃO TE DEIXES EMBRULHAR! 20 de novembro de 2023

Grupo EGF e Valorsul associam-se à 15ª edição da
Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

 

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (SEPR) 2023 / European Week for Waste Reduction (EWWR) 2023 está a decorrer de 18 a 26 de novembro de 2023 com o tema central: Embalagens: Não te deixes embrulhar!


Em todas as edições da SEPR é escolhido um tema central para chamar a atenção e sensibilizar os europeus, para que ganhem consciência ambiental e alterem comportamentos devido à importância da temática em questão.


As EMBALAGENS são o tema central da SEPR pela segunda vez!
Então porquê a escolha deste tema para chamar a atenção na 15ª edição da SEPR?

O porquê está no facto deste tipo de resíduos ser um dos que mais utiliza matérias-primas e representar 36% dos resíduos sólidos urbanos. Um dos exemplos foi o crescimento do comércio online contribuiu para o aumento do consumo de embalagens, por vezes, desnecessárias e que podiam ser evitadas.


Uma das principais razões para não se conseguir cumprir as metas da reciclagem é a baixa recolha seletiva das embalagens de plástico. Esta situação mostra a importância de promover a prevenção/redução dos resíduos de embalagem pois a reciclagem sozinha não está a conseguir ser a solução.


Para além do tema de cada ano, a SEPR tem sempre os seguintes temas base:


Ações de Limpeza, que podem ser feitas em vários locais (praias, rios, encostas de ribeiras, parques, florestas e outros espaços identificados como sendo necessária intervenção para limpeza, incluindo ações de limpeza submarina, etc). Inclui também Plogging (ações de limpeza que decorrem durante caminhada ou corrida, com recolha de lixo nos espaços onde acontecem).


• Reutilização e preparação para reutilização.


• Prevenção de resíduos e redução na origem (evitar a sua produção).

• Triagem e Reciclagem de Resíduos.


A missão da SEPR é cumprida através de ações de comunicação e sensibilização sobre o tema central - Embalagens: Não te deixes embrulhar! em várias localizações no país e um pouco por toda a Europa.

 

O Grupo EGF e a Valorsul incorpora na sua missão a prevenção na gestão de resíduos urbanos e associa-se mais uma vez à SEPR com 48 ações dedicadas aos temas da SEPR que vão mobilizar várias entidades, só com um objetivo, criar cidadãos ativos e conscientes ambientalmente, capazes de decisões que promovam um futuro sustentável para todos.

 

Estas são as ações da Valorsul:

Ações VALORSUL SEPR 2023

 

Sobre a SEPR:

A SEPR todos os anos centra-se num aspeto diferente, para chamar a atenção para situações com alto impacto relacionadas com os nossos hábitos de consumo insustentáveis enquanto sociedade.

Mais informações em: https://ewwr.eu/por/ e https://ewwr.eu/

SEPR 2023: https://ewwr.eu/actions-db/ - aqui podem consultar as ações que vão decorrer e aquelas em que é possível participar.

 

 

 

EGF renova parceria com a Fundação do Futebol 31 de outubro de 2023

EGF renova parceria com a Fundação do Futebol

 

Novo acordo foi firmado para mais um ano de trabalhos

com foco na sustentabilidade ambiental do Futebol Profissional

  

 

A EGF e Fundação do Futebol – Liga de Portugal, renovaram o protocolo de cooperação para a área da Sustentabilidade, reconhecendo que a parceria de sucesso permitiu ao Futebol Profissional dar passos sólidos na gestão de resíduos.

 

A parceria, em vigor desde 2022, já promoveu a colocação de 72 contentores para a separação seletiva de resíduos junto aos bancos das equipas técnicas, nos 36 estádios onde se disputam jogos das competições organizadas pela Liga Portugal.

 

A assinatura da renovação de parceria contou com a Mascote da Liga Portugal – “O Ligas” foi até à EGF e entregou o contrato que marca mais um ano de aposta na sustentabilidade ambiental no futebol português.

 

Este é o grande mote para a extensão da parceria que se tem revelado um enorme sucesso para ambas as partes: o desenvolvimento de novos projetos na área da Sustentabilidade, em concreto na gestão de resíduos, que sejam estimulantes para que todos os Clubes se continuem a associar e a participar de forma inequívoca.

 

A Liga Portugal pretende manter a colaboração da EGF em todos os eventos organizados pelo organismo que tutela o Futebol Profissional, de forma a torná-los mais sustentáveis e a passar uma mensagem clara a todos os adeptos: O Futebol Profissional caminha de mãos dadas com a Sustentabilidade!

 

 

 

 

 

Linha de Reciclagem assinala dois anos 27 de outubro de 2023

Linha de Reciclagem assinala dois anos

Serviço de atendimento gratuito dedicado aos cidadãos

 

A Linha da Reciclagem do Grupo EGF, um serviço de atendimento público, gratuito e nacional dedicado a dar respostas e soluções aos cidadãos quanto às suas dúvidas relacionadas com a recolha e tratamento de resíduos urbanos assinala hoje dois anos.

 

Lançada em 27 de outubro de 2021, a Linha da Reciclagem já recebeu mais de 81.500 contactos, conseguindo ultrapassar só este ano mais de 46 mil contactos, realizados sobretudo via telefone, email ou website. Apoiada numa equipa de profissionais especializados que dão resposta à população de todo o país, a Linha da Reciclagem é um canal de contacto para o qual o cidadão pode ligar de forma gratuita, com a certeza de que do outro lado está um operador pronto a ajudar a resolver o problema que tem em mãos.

 

A inovação da Linha da Reciclagem está nos processos e na forma expedita como as 11 empresas concessionárias da EGF se articulam para dar resposta a uma necessidade com poucas soluções nacionais – se alguém tem resíduos para entregar e não sabe onde; quais os procedimentos; dúvidas sobre reciclagem; e todo um conjunto de outras questões que este serviço pode ajudar a resolver.

 

No seguimento da necessidade crescente, por parte dos cidadãos, em adotar comportamentos ambientais adequados e de terem disponível um canal de contacto simples e cómodo, a EGF tem planos para o próximo ano que trazem mais funcionalidades interativas e utilização de inteligência artificial, nomeadamente na ligação dos contactos por parte dos cidadãos e a gestão das rotas dinâmicas implementadas em todo o Grupo, que permitirão uma gestão de resíduos mais eficiente.

 

Em apenas dois anos de atividade, a Linha da Reciclagem foi já distinguida com o Grande Prémio APCE 2021, na categoria de Multimédia Externo: Website, blog e apps externas; e com a Menção Honrosa do Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade, da APEE, na categoria do Objetivo 11 de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecido pela Organização das Nações Unidas até 2030: Cidades e Comunidades Sustentáveis.

 

A Linha da Reciclagem funciona gratuitamente, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00, através dos seguintes contactos: Telefone: 800 911 400; email: atendimento@linhadareciclagem.pt, website: www.linhadareciclagem.pt ou pelas redes sociais no Facebook, Linkedin e Instagram.

 

Clique aqui para assistir ao vídeo oficial da Linha da Reciclagem - https://vimeo.com/878316162?share=copy

Valorsul promove participação pública no PAPERSU 24 DE OUTUBRO, 2023

Planos de Ação para a Aplicação do

Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos 2030

 

Valorsul promove participação pública no PAPERSU

A Valorsul promove a participação pública no PAPERSU que se encontra em desenvolvimento – o Plano de Ação para a Aplicação do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos 2030 nas regiões de Lisboa e Oeste.

 

O papel dos cidadãos é fundamental para o sucesso das políticas e das medidas a implementar, e é com este foco que a Valorsul apela à participação dos cidadãos enquanto gestores de recursos que colaboram no processo de decisão. A participação é feita através do website da Valorsul em www.valorsul.pt/pt/sustentabilidade/papersu/, até ao dia 10 de novembro de 2023. É no website que se encontra o formulário de participação pública onde cada participante poderá deixar as suas sugestões.

 

O plano, que neste momento se encontra em desenvolvimento por parte dos municípios e dos Sistemas de Tratamento de Resíduos Urbanos em todo o país, deve incorporar sugestões e propostas por parte dos cidadãos.

 

METAS AMBIENTAIS EXIGENTES

As Metas Ambientais Europeias a que Portugal está sujeito entre 2030 e 2035 são muito exigentes. A Meta da Reciclagem implica atingir entre 60% e 65% do total dos resíduos urbanos existentes, e a Meta de Deposição em Aterro em 2035 não poderá ultrapassar os 10% da totalidade dos resíduos urbanos tratados, o que naturalmente impõe uma alteração profunda aos hábitos da população portuguesa. Em 2021, em Portugal, 56% dos resíduos foram depositados em Aterro e a Meta da Reciclagem atingiu os 32%, e esta é a referência de partida a nível nacional.

 

 

 

 

Programa Ecovalor reforça sensibilização ambiental em escolas de todo o país e apresenta nova imagem 10 DE OUTUBRO, 2023

Nova edição do programa de boas práticas ambientais da EGF

 


O programa de promoção de boas práticas ambientais em escolas de todo o país, que premeia quem apresenta melhor desempenho na reciclagem – o Ecovalor – regressa para mais um ano letivo e com uma nova imagem.

 


Focada nas pessoas que participam no projeto ambiental, a nova imagem do Ecovalor destaca as pessoas que participam no programa, desde o ensino primário até ao secundário. Com uma mensagem simples, mas direta, assente em “Recicla e Ganha”. “Nas escolas reciclar dá prémios” ou “Com o Programa Ecovalor, reciclar é ganhar”, as mensagens do programa pretendem reforçar a sensibilização ambiental da comunidade escolar para a prática diária da reciclagem.

 


Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, destaca “o contributo do programa Ecovalor, para a promoção das boas práticas ambientais e para a valorização da importância da reciclagem de resíduos, com desempenhos crescentes e significativos de ano para ano”.

 


Promovido em todo o país pela EGF e pela VALORSUL, o Programa Ecovalor destina-se a todas as comunidades escolares dos 174 municípios que integram a área de intervenção das 11 concessionárias da empresa, que pretendam candidatar-se, através da Linha da Reciclagem, para o desenvolvimento de atividades de educação e sensibilização ambiental dedicadas ao tema dos resíduos urbanos.

 


Todas as comunidades escolares, desde alunos, professores, auxiliares e famílias, têm a oportunidade de participar em atividades que promovem as vantagens das boas práticas ambientais no âmbito da valorização dos resíduos urbanos, motivando, através do contacto direto, alterações de comportamentos que permitam melhorar o desempenho ambiental dos municípios.

 


No ano letivo anterior participaram 1.029 escolas, desde o Jardim de Infância ao Ensino Secundário, no concurso “Recicla e Ganha”, conseguindo recolher 3.520 toneladas de materiais para reciclagem: 1.876 de cartão e papel, 526 de vidro e 1.118 de plástico e metal. A EGF, através das suas 11 concessionárias, atribuiu ainda um valor global de 178.131€ em prémios no ano passado. O prémio foi utilizado em função das necessidades do estabelecimento escolar, nomeadamente para a aquisição de equipamentos para a aula de Educação Física, quadros interativos, materiais pedagógicos ou pequenas obras no recinto.

 


No âmbito deste programa, a EGF e a VALORSUL promovem ainda ações de sensibilização, visitas de estudo às concessionárias e o concurso “Recicla e Ganha”, que, com candidaturas abertas até ao dia 31 de dezembro, mobiliza as comunidades escolares para a separação das embalagens e premeia o bom desempenho na recolha de embalagens. Promove também a campanha “Escola Electrão”, focada na recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados também nos estabelecimentos de ensino e é parceira da 7ª edição da Escola Amiga da Criança.

 

Este programa tem ainda variações quanto à logística de recolha (adaptada a cada região) e ofertas específicas por zonas do país, dinamizadas pelas concessionárias da EGF.

 

Mais informações e inscrições através da Linha da Reciclagem:

Telefone gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Website: www.linhadareciclagem.pt

“Escola Electrão” associa-se ao Programa Ecovalor da EGF para impulsionar reciclagem de embalagens, pilhas e equipamentos elétricos nas escolas 25 DE SETEMBRO, 2023

25 de setembro – Dia Nacional da Sustentabilidade

 

Electrão e EGF unem esforços para fortalecer sensibilização ambiental e aumentar recolhas  

 

A campanha “Escola Electrão”, focada na recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados, vai associar-se ao concurso “Recicla e Ganha”, uma iniciativa do Programa Ecovalor da EGF, direcionada para a recolha de embalagens nos estabelecimentos de ensino. Electrão e EGF unem assim esforços para reforçar as ações de sensibilização junto da comunidade e impulsionar a reciclagem.

 

Esta procura de sinergias é anunciada esta segunda-feira, 25 de setembro, Dia Nacional da Sustentabilidade, data em que a Organização das Nações Unidas deu a conhecer os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) a atingir em 2030. Os ODS incluem metas como a produção e consumo sustentáveis (ODS 12), proteção da vida terrestre (ODS 15) e todas as parcerias para a implementação destes objetivos (ODS 17).

 

“Com esta procura de sinergias entre as duas campanhas queremos intensificar a sensibilização ambiental e garantir melhores resultados de recolhas de embalagens, pilhas e equipamentos elétricos usados. Só reaproveitando os recursos que já existem podemos tornar a nossa Economia cada vez mais Circular, menos dependente da extração de novos materiais e mais sustentável”, sublinha o Diretor-Geral do Electrão, Ricardo Furtado.

 

 

Para Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF, “esta parceria é uma mais-valia para todas as partes, que desta forma oferece a mais escolas uma solução cómoda e eficaz de encaminhamento de resíduos, permitindo a sua transformação em recursos”.

 

A campanha “Escola Electrão”, que entra na 13ª edição neste ano letivo de 2023/2024, envolvendo mais de 400 escolas, é um projeto do Electrão que tem por objetivo sensibilizar e envolver professores, alunos, funcionários, pais e toda comunidade, em geral, no esforço da reciclagem, com a recolha de pilhas e equipamentos elétricos usados ao longo do ano letivo.  Como contrapartida pelo seu envolvimento as escolas aderentes podem receber vales para a compra de novos equipamentos elétricos com base num sistema de pontos atribuídos em função da quantidade de resíduos recolhidos.

 

O concurso de reciclagem “Recicla e Ganha”, que integra o programa Ecovalor da EGF, envolve mais de 1000 escolas nos 174 municípios servidos pelas empresas do grupo EGF. Tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino em todo o país, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das embalagens usadas. As escolas também recebem prémios monetários como forma de reconhecimento do bom desempenho na quantidade de embalagens separadas para reciclar.

 

Na última edição da “Escola Electrão” foram recolhidas mais de 300 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos nos vários estabelecimentos de ensino aderentes à campanha. No último ano, no universo das 11 concessionárias EGF, o concurso “Recicla e Ganha” reuniu 3.520 toneladas de materiais para reciclagem:  1.876 toneladas de papel/cartão, 526 toneladas de vidro e 1.118 toneladas de plástico/metal/pacotes de bebida.

 

Valorsul marca presença no MEO Kalorama com campanha de sensibilização para a reciclagem 31 DE AGOSTO, 2023

Valorsul, MEO Kalorama e CML estabelecem parceria no âmbito da sustentabilidade ambiental, transformando o festival de música num dos maiores EcoEventos do país

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, é, pelo 2º ano consecutivo, um dos parceiros do MEO Kalorama na área da sustentabilidade, sendo este um dos pilares do festival de verão que decorre de 31 de agosto a 2 de setembro, no Parque da Belavista, em Lisboa.

 

A Valorsul marca presença nos 3 dias do evento com equipas de sensibilização, que percorrerão o recinto com o objetivo de sensibilizar os festivaleiros e os estabelecimentos comerciais para o novo ciclo que as embalagens podem ganhar ao serem colocadas nos corretos contentores, que vão estar estrategicamente disponíveis para a separação dos 5 fluxos (indiferenciado, papel/cartão, plástico/metal, vidro e biorresíduos) com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa (CML).

 

A Valorsul pretende alertar para a sustentabilidade ambiental e para a nova vida que é possível dar aos resíduos, procurando, desta forma, cumprir o propósito de tornar este festival o mais sustentável possível e promover, junto dos jovens, uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e na construção de uma sociedade mais eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Ação “Fora da caixa, dentro do ecoponto”

Também em estreita parceria com a CML, a Valorsul e o MEO Kalorama lançam nesta edição do festival uma iniciativa inovadora – “Fora da caixa, dentro do ecoponto” – que associa os três pilares do evento em torno da música, da arte e da sustentabilidade. Ao longo dos 3 dias do festival, 30 contentores em fim de vida serão decorados ao vivo e, posteriormente, oferecidos ao Grupo Comunitário do Bairro da Flamenga, em Marvila, que os distribuirá por várias entidades locais. A Pitanga é a artista plástica convidada para a 1ª edição desta iniciativa, uma vez que muitas das suas obras já refletem a sua preocupação em conciliar a ilustração e a arte urbana com questões ambientais e de reflexão sobre sustentabilidade, utilizando materiais reciclados e tintas menos poluentes.

 

Ângelo Pereira, Vereador responsável pelo pelouro da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, informa ainda que “O Município está sempre disponível para apoiar ações que promovem a sustentabilidade e reciclagem. Além dos 30 contentores que vão ser decorados e entregues ao Grupo Comunitário do Bairro da Flamenga, o Município vai disponibilizar mil contentores e três compactadores, bem como recolher os resíduos durante os três dias do festival e limpar o recinto no final do evento. Para tal, vamos ter circuitos e equipas alocadas ao MEO Kalorama, à semelhança do ano passado. A Câmara Municipal de Lisboa está comprometida em reduzir o impacto ambiental e promover uma cultura de responsabilidade em todos os eventos na cidade. Como sempre, apelamos a todos para a adoção de práticas sustentáveis, nomeadamente a separação de resíduos.”

 

No que diz respeito aos valores de contrapartida oferecidos pela Valorsul, referentes ao material reciclável recolhido no festival, serão entregues à Associação Jorge Pina, contribuindo, desta forma, para a aquisição de uma carrinha de transporte comunitário.

 

“Os festivais de música, como o MEO Kalorama, são o palco privilegiado para passarmos a mensagem da sustentabilidade e da reciclagem junto dum público cada vez mais atento e dedicado a estas temáticas, mas também às causas sociais, à arte e à cultura. Esta parceria e cooperação com a organização do festival e com a CML faz todo o sentido para juntos chegarmos mais longe com o propósito de aumentar a taxa da reciclagem e tornar o nosso Planeta mais sustentável e habitável para todos”, destaca Susana Silva, Diretora de Comunicação e Sensibilização da Valorsul.

 

“Desde a primeira edição que o MEO Kalorama conseguiu resultados de que nos orgulhamos muito. Em 2022 conseguimos chegar ao fim do evento com zero resíduos em aterro e com uma taxa de reciclagem de mais de 60%, em que o indiferenciado ainda serviu para gerar energia. Estes resultados só foram possíveis em parceria - a Valorsul teve um papel muito relevante, desde o trabalho de sensibilização dos operadores dos espaços dentro do recinto, até à oferta de tratamento de resíduos. Ser um ‘EcoEvento’ é também um motivo de orgulho e mostra que estamos no caminho certo”, sublinha ainda Dora Palma, Diretora de Sustentabilidade do MEO Kalorama. 

 

 

Sobre a Valorsul

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 15% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

 

Recolha de plástico cresce 16% durante a JMJ face ao mesmo período de 2022 11 DE AGOSTO, 2023

Valorsul rececionou, de 1 a 8 de agosto, mais 81 toneladas de embalagens de plástico e metal comparativamente ao período homólogo. Indiferenciado mantém valores.

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos da zona de Lisboa e Região Oeste, e um dos parceiros da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 para a área da Sustentabilidade, registou um aumento significativo de 16% na receção de embalagens de plástico e metal, de 1 a 8 de agosto, face ao mesmo período do ano passado, nos cinco municípios da Grande Lisboa (Lisboa, Loures, Odivelas, Amadora e Vila Franca de Xira). Já no que refere à receção de resíduos urbanos indiferenciados, os valores mantiveram-se praticamente inalterados.

 

Quando analisados, apenas os municípios de Lisboa e Loures, palco dos grandes eventos da JMJ com maior afluência de peregrinos, apurou-se um aumento de 22% na receção de material reciclável do ecoponto amarelo (plástico e metal) nos seis dias de jornada e ainda nos dias 7 e 8 de agosto (dedicados à limpeza do Campo da Graça / Parque Tejo), comparativamente com o período homólogo. Da mesma forma, não se registou qualquer variação na receção de resíduos urbanos indiferenciados na Central de Valorização Energética da Valorsul.

 

Resultados apenas possíveis graças ao trabalho prévio de cooperação entre várias entidades, nomeadamente com os municípios de Lisboa e de Loures e com o Comité Organizador da JMJ, na gestão e contenção da produção de resíduos, assim como na sensibilização para a correta separação dos resíduos e reforço de contentorização em todos os recintos onde estiveram a decorrer eventos, evidenciando assim o empenho e o compromisso de tornar esta Jornada a mais Sustentável de sempre.

 

Com o Quim Toca a Reciclar 9 DE AGOSTO, 2023

Boas práticas ambientais e incentivos à reciclagem:

Quim Barreiros é protagonista de campanha da EGF

“Com o Quim Toca a Reciclar”

 

O artista português Quim Barreiros é o protagonista da campanha da EGF “Com o Quim toca a reciclar”.

 

Inspirada na nova música do Quim Barreiros “Lixo Zero”, a EGF desenvolveu uma campanha de comunicação em torno deste universo, que promove boas práticas ambientais e incentiva à reciclagem.

 

A campanha “Com o Quim toca a reciclar” vai estar disponível no site institucional e nas redes sociais  da EGF e das suas 11 concessionárias, de Norte a Sul do país, bem como na aplicação Recycle Bingo, com destaque para a música “Lixo Zero” que promove bons comportamentos ambientais. Na aplicação, o cidadão vai encontrar o Quim Barreiros como nova personagem e mestre da reciclagem, e um sábio que se chama “Lixo Zero” e com os quais os utilizadores poderão jogar em realidade aumentada.

 

Procurando alcançar de forma abrangente vários públicos através da música, a campanha “Com o Quim Toca a Reciclar” pretende alertar para a necessidade de se implementar boas práticas ambientais no dia-a-dia, desafiando os cidadãos a reciclarem sempre e em qualquer lugar.

 

Oiça a música "Lixo Zero" aqui: https://www.youtube.com/watch?v=tKGKLx-ZTcw

 

Valorsul apela à reciclagem durante a JMJ Lisboa 2023 com nova campanha 25 DE JULHO, 2023

“Uma Boa Ação Muda o Mundo” é o mote da campanha que apela às práticas sustentáveis durante a semana da Jornada Mundial da Juventude

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, acaba de lançar uma nova campanha institucional no âmbito da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, com o objetivo de sensibilizar os peregrinos para a redução, reutilização e reciclagem dos resíduos, procurando minimizar o impacto ecológico da sua presença em Lisboa através da adoção de práticas sustentáveis. 

 

Uma boa ação muda o mundo. Pratica a tua! Recicla!” é o mote da nova campanha, que arranca hoje e que combina uma intervenção na fachada da Valorsul, com dinâmicas digitais que destacam o empenho e o compromisso com a Sustentabilidade, fazendo coincidir de forma única os valores da empresa e da JMJ.

 

A campanha tem como protagonistas os trabalhadores da Valorsul, que todos os dias praticam boas ações, seja na recolha, na separação ou na valorização dos resíduos que chegam diariamente às instalações, e que assumirão um papel ainda mais fundamental na semana da JMJ, pelo incremento de produção de embalagens e resíduos esperado nesse período.

 

Com esta campanha, a empresa quer ir ainda mais longe e estender as boas ações a todos, ao comportamento individual e de grupo, em relação às práticas de produção e deposição de resíduos, através de voluntários que irão marcar presença em Belém e no Parque Tejo, de 1 a 6 de agosto, com foco na sensibilização e consciencialização dos peregrinos para que todos contribuam com pequenos gestos.

 

«A Valorsul é um dos parceiros da JMJ para a área da sustentabilidade, pelo que assumimos o compromisso de dinamizar iniciativas que deixem um legado duradouro em todos os que participam nesta jornada e que reflitam os nossos valores comuns, para juntos construirmos a Jornada mais sustentável de sempre”, sublinha Susana Silva, Diretora de Comunicação e Sensibilização da Valorsul. “Quisemos também valorizar os trabalhadores e as suas boas ações, como uma forma de reconhecimento pelo importante papel que as nossas pessoas desenvolvem diariamente em prol de um futuro melhor.”

Linha da Reciclagem – Novo Horário 31 DE JULHO, 2023

Linha da Reciclagem – Novo Horário

A partir do dia 1 de agosto a Linha da Reciclagem tem um novo horário.

A linha de atendimento ao cliente passará a funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00.

Do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias.

 

A Linha da Reciclagem é um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.

 

Este serviço do Grupo EGF tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM

Telefone Gratuito: 800 911 400

Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

Horário: segunda a sexta-feira, entre as 09h00 e as 19h00

 

Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2022 28 DE JULHO, 2023

Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2022

Sob o mote “Paradigm Shift – Actions for a Sustainable future”, a Mota Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2022, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuíram com informação específica sobre a sua atividade.

 

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

 

 

Para mais informações e download:

Relatório de Sustentabilidade 2022

Tabela GRI

Dia da Reciclagem | EGF promove experiência virtual 17 DE MAIO, 2023

Para assinalar o Dia da Reciclagem, que se comemora hoje, e contribuir para uma maior sensibilização ambiental da população, a EGF apresenta Visitas Virtuais às suas diferentes unidades de tratamento e valorização de resíduos urbanos, disponíveis online no website da EGF e das suas 11 concessionárias.

 

Procurando alertar o cidadão para o seu papel enquanto gestor de recursos, as Visitas Virtuais às unidades da EGF pretendem partilhar a experiência nos diferentes processos, valorizando o percurso do tratamento de resíduos, desde que o lixo é recolhido até à sua transformação.

 

Ao longo das Visitas Virtuais é possível conhecer todo o processo de tratamento e valorização de resíduos, desde a recolha nos ecopontos de rua ou porta a porta, passando pelo seu tratamento nas diferentes as unidades e, posteriormente, à sua triagem, reciclagem e transformação em novos produtos, promovendo a economia circular.

 

Disponíveis com locução em Português e Inglês, as Visitas Virtuais mostram muitos espaços das instalações filmados em 360º e permitem viajar por cinco diferentes centrais de tratamento de resíduos, nomeadamente: centros de triagem, centrais de valorização orgânica e de tratamento mecânico e biológico, central de valorização energética da Valorsul e aterros sanitários.

 

Com esta iniciativa, a EGF reforça a sua missão de educação ambiental, mostra o que acontece ao lixo dos Portugueses e promove a adoção de comportamentos ambientais adequados de prevenção, reutilização e reciclagem.

 

As Visitas Virtuais estão disponíveis no site da VALORSUL através do link.

 

 

Valorsul e Lipor apresentam caminhos para atingir neutralidade carbónica até 2050 15 DE MAIO, 2023

Empresas organizam Conferência sobre a Utilização de Carbono nas Centrais de Valorização Energética e caminhos para atingir as metas do Acordo de Paris

 

 

A Valorsul e a Lipor organizaram uma Conferência para debater, com os principais especialistas internacionais, a problemática da Captura, do Armazenamento e a Utilização de Carbono gerado nas Centrais de Valorização Energética, tendo por objetivo atingir a neutralidade carbónica até 2050.

 

O debate realizou-se hoje em Lisboa e contou com a presença do Ministro do Ambiente e Ação Climática, Duarte Cordeiro. A sessão contou ainda com as presenças de José Manuel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Lipor, Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, e Nuno Lacasta, Presidente do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente.

 

O Acordo de Paris, firmado na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas em 2015, estabeleceu o compromisso de rumar à neutralidade carbónica até 2050, com a finalidade de travar as alterações climáticas e prevenir consequências nefastas para o Planeta. Em debate estiveram os caminhos, as soluções e os compromissos para colocar em prática, por Organizações e Estados nos próximos anos.

 

A Valorsul desde o início da sua constituição que trabalha diariamente com este desígnio, tendo sido pioneira na utilização de viaturas pesadas para transporte de resíduos movidas a gás natural, assim como na valorização do fluxo seletivo de biorresíduos, que tem ganho cada vez mais destaque ao nível ambiental pelo facto de contribuir largamente para a redução das emissões de CO2 equivalente. Continua também a trabalhar na transição da atual cadeia de valor de resíduos para uma cadeia de valor de recursos, maximizando a reintrodução de materiais na economia, e a procurar encontrar soluções de baixo carbono para as futuras centrais de tratamentos e sistemas de recolha e de transporte da empresa.

 

Segundo Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, “É da máxima urgência que pensemos como vamos trabalhar todos em conjunto neste setor, para alcançar estas importantes metas do Acordo de Paris, que devem ser uma preocupação comum de organizações privadas, organismos públicos e cidadãos. Os objetivos que temos de alcançar fazem já parte da estratégia da Valorsul. Os caminhos, esses sim, são os que hoje estamos a discutir com elevado nível técnico."

 

Na Lipor, há um claro objetivo de descarbonização das atividades operacionais de Valorização dos Resíduos Urbanos, produzidos na região do Grande Porto.

Para além de outras iniciativas e Projetos em marcha, a questão da Captura do CO2 produzido na Central de Valorização Energética da Maia é fundamental para a redução significativa da pegada carbónica da LIPOR, para além de representar um importante ativo que permitirá encarar o desenvolvimento de um Projeto de produção de combustíveis sintéticos ecológicos.

 

Para José Manuel Ribeiro, Presidente do Conselho de Administração da Lipor, “naquilo que significa a transformação do atual modelo de negócio da LIPOR, a nossa busca de parcerias para desenvolver produtos de alto valor acrescentado, é uma realidade a que não são alheios projetos de elevada complexidade, mas de altíssimo valor ambiental e até económico, como é o caso da produção de combustíveis ecológicos para o Setor da aviação.”

 

 

A conferência contou com a presença de:

  • Fabio Poretti, Technical & Scientific O_cer, CEWEP – Confederation of European Waste to Energy Plants
  • Johnny Stuen, CCUS, Hydrogen, WtE/EfW and biogas - project development and Execution
  • Rahul Anantharaman, Sintef / TNO – Norwegian Research Institute
  • Alicia Mansour, Strategy & Innovation Veolia, Portugal
  • Christoph Weber, P2X (H&R Gruppe + Mabanaft), Hamburg
  • Pedro Guedes Campos, Smartenergy Portugal
  • Pedro Furtado, REN – Redes Energéticas Nacionais
  • Lídia Pereira, Member of the European Parliament
  • Mark Preston Aragonès, Bellona-Europa | The EU taxonomy and CCSU projects
  • Assunção Cristas, Vieira de Almeida/Nova School of Law | Financing CCSU
  • Sofia Santos, Systemic
  • Kim Brinck, Ramboll
  • Sónia Montón Subías, Technip Energies, Norway

 

Informações gerais

 

Sobre a Lipor:

 

A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.

Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.

A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

 

Sobre a Valorsul:

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 15% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Contactos com a imprensa

Valorsul:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 219535900 Telemóvel: 961021722 E-mail: susana.silva@valorsul.pt

 

 

Loures e Odivelas com ecopontos novos para uma separação de recicláveis mais eficaz 12 de abril de 2023

Iniciativa junta Valorsul e SIMAR num novo projeto de recolha seletiva

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, deu início, em parceria com os Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos dos Municípios de Loures e Odivelas (SIMAR), à implementação de um novo projeto-piloto de recolha seletiva de proximidade. A primeira fase do projeto está neste momento a decorrer na Vila da Bobadela, concelho de Loures, através da renovação do parque dos ecopontos naquela localidade, com o objetivo de prestar um serviço mais próximo à população, promovendo e sensibilizando para a correta separação dos materiais recicláveis.

Durante as últimas semanas foram colocados 65 ecopontos novos na zona da Bobadela, para os três fluxos de embalagens: azul (papel/cartão), verde (vidro) e amarelo (plástico/metal). Os contentores de 1.100 litros existentes foram substituídos por novos, com capacidade até 2.500 litros, com aberturas mais acessíveis e sensores de enchimento, o que permite aumentar a capacidade de deposição de resíduos e uma gestão mais eficaz da sua recolha. Por outro lado, a introdução de circuitos georreferenciados e dinâmicos vai melhorar ainda mais a qualidade do serviço.

 

Campanha de sensibilização a decorrer esta semana

 

Como complemento à colocação de ecopontos novos, decorrerá durante esta semana uma campanha de sensibilização junto dos moradores e comerciantes da zona, com a entrega de material informativo e ecobags (disponíveis na Junta de Freguesias de Santa Iria da Azóia, São João da Talha e Bobadela, e limitados ao stock existente), promovendo e apelando à correta separação dos materiais recicláveis.

A 2ª e 3º fases do projeto decorrerão, ainda, este ano na União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho e na Freguesia de Odivelas, respetivamente, com um reforço de contentorização nestas áreas de elevada densidade populacional e, desta forma, alcançar o objetivo de 180 habitantes por ecoponto e recolher 42 kg/habitante por ano.

Este investimento da Valorsul, em conjunto com os SIMAR, materializa o compromisso das duas entidades e dos municípios na aposta da recolha de proximidade e da sensibilização da população como fatores essenciais para alcançar as metas ambientais.

Valorsul entrega 103 mil euros através da campanha Toneladas de Ajuda 28 de março de 2023

76 instituições receberam valores de contrapartida através do encaminhamento de material para reciclagem

 

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, entregou, em 2022, 103 mil euros em valores de contrapartida pela receção de material reciclável nos dois centros de triagem, em Lisboa e no Cadaval.

A campanha Toneladas de Ajuda é dirigida às instituições de cariz social e sem fins lucrativos em Portugal, e está disponível na área de intervenção da Valorsul, ao nível regional, e em cerca de 60% do território nacional, correspondente ao grupo EGF (com 11 empresas concessionárias).

 

610 toneladas de resíduos encaminhados para reciclagem

 

Ao longo do ano de 2022, as 76 instituições sem fins lucrativos inscritas na campanha Toneladas de Ajuda, da Valorsul, conseguiram encaminhar para reciclagem mais de 610 toneladas de resíduos (406 toneladas de embalagens de papel/cartão, 185 toneladas de embalagens de plástico/metal e 19 toneladas de embalagens de vidro). Cada entidade recebe o prémio em valor monetário, em função da quantidade de material entregue nas instalações da Valorsul.

No TOP 3 do ranking das instituições que mais se destacaram a nível regional, no ano passado, pelas toneladas de material entregues e valores de contrapartida recebidos, está a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Merceana, com 78 toneladas de material reciclável entregues, a Associação Partilha, Ajuda Sol Oeste, com 75 toneladas, e a Associação O Dom Maior, com 57 toneladas.

Reciclagem cresceu 10% em 2022 na Valorsul 27 de fevereiro de 2023

A Valorsul, empresa responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 19 Municípios da zona de Lisboa e Região Oeste, que serve 1,6 milhões de habitantes, registou em 2022 um crescimento de 10% na recolha seletiva de embalagens (plástico e metal, cartão e vidro), face a 2021, e um decréscimo na receção de resíduos urbanos indiferenciados na ordem dos 8%. Resultados apenas possíveis graças ao trabalho de cooperação entre municípios e a Valorsul, na sensibilização para a correta separação dos resíduos e na recolha seletiva dos materiais para reciclagem.     

A receção com origem na recolha seletiva de embalagens (plástico e metal, cartão e vidro) foi de 105 mil toneladas, apresentando um crescimento de 10% face ao ano 2021 (em valor absoluto, aproximadamente mais 9 mil toneladas). A receção de resíduos urbanos indiferenciados nas regiões servidas pela Valorsul teve um decréscimo de 8% face ao mesmo período do ano 2021 (em valor absoluto, aproximadamente menos 57 mil toneladas).

 

A maior participação por parte dos cidadãos, as ações dos municípios e o investimento consistente em viaturas, contentores, instalações e educação ambiental, tem permitido à Valorsul aumentar a quantidade de materiais valorizados e encaminhados posteriormente para a indústria recicladora.

 

Tratamento de biorresíduos regista aumento significativo

Os restos alimentares e os resíduos de podas e jardins já representam 26% no global da recolha seletiva da Valorsul, uma tendência que tem vindo a aumentar à medida que os municípios avançam com a recolha seletiva deste fluxo de resíduos. Estes biorresíduos são transformados em corretivos orgânicos, um fertilizante natural utilizado na agricultura. Em 2022, como resultado da valorização de biorresíduos, foram produzidas na Estação de Tratamento e Valorização Orgânica (ETVO), localizada na Amadora, cerca de 1.560 toneladas (número que mais do que duplicou face ao total de toneladas produzidas em 2021 – 679 toneladas no ano anterior) deste produto tão necessário aos solos nacionais, que permite reter o carbono nos solos e aumentar a retenção da água das chuvas.

 

Resíduos geram eletricidade para abastecer quase 70 mil famílias

Temos a tecnologia e a inovação como base de todos os processos desenvolvidos nas várias unidades da Valorsul (Central de Valorização Energética, Estação de Tratamento e Valorização Orgânica de recolha seletiva de biorresíduos e Aterros Sanitários do Oeste e de Mato da Cruz), o que permite produzir eletricidade a partir dos resíduos comuns e dos biorresíduos. Em 2022, foram exportados para a rede elétrica nacional 254 GWh, o equivalente ao consumo doméstico de quase 70 mil famílias portuguesas.

Receção de RCD no Ecocentro do Lumiar 09 de fevereiro de 2023

Por força da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 102-D/2020, a gestão de RCD deixou de estar incluída no âmbito da gestão de resíduos urbanos, a atividade que é o objeto da concessão da Valorsul. Deste modo, a receção de RCD no Ecocentro do Lumiar está cancelada.

 

A Valorsul lamenta os efeitos que este cancelamento poderá ter para os utilizadores, mas não lhe é possível manter, formalmente, a receção deste fluxo.

 

A consulta de operadores de gestão de RCD, e respetivos locais para entrega deste fluxo, poderá ser feita online, através do Sistema de Informação de Operadores de Gestão de Resíduos (SILOGR): https://silogr.apambiente.pt/pages/publico/index.php.

 

 

 

800 911 400 - Linha da Reciclagem 13 de dezembro de 2022

Valorsul mais próxima dos cidadãos


800 911 400 - Linha da Reciclagem
A Valorsul iniciou hoje um novo serviço de contacto e apoio aos cidadãos da sua região – a Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento PÚBLICO, GRATUITO e NACIONAL que foi criado para dar respostas eficazes ao cidadão, nomeadamente para responder a dúvidas, pedidos de informação, sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviço relacionados com a recolha e tratamento de resíduos urbanos.


Este novo serviço do Grupo EGF, do qual a Valorsul faz parte, dá resposta a 19 municípios e tem disponíveis os seguintes contactos:

 

CONTACTOS LINHA DA RECICLAGEM
Telefone Gratuito: 800 911 400
Website: www.linhadareciclagem.pt
Email: atendimento@linhadareciclagem.pt

A linha de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 20h00, e do outro lado da linha encontrará operadores experientes que o vão ajudar com todas as dúvidas e questões para as quais precise de ajuda e que estejam relacionados com os resíduos e recursos que gerimos todos os dias. Também poderá utilizar o novo website com informações úteis e de contacto mais fácil e direto, que permitem resolver com eficácia as suas questões.


Para mais informações sobre esta iniciativa, consulte o website www.linhadareciclagem.pt

 


Informações:

Susana Silva| Telemóvel: 961 021 722 | E-mail: susana.silva@valorsul.pt

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Sobre a EGF
A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.
A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,2 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

VALORSUL INAUGURA NOVA ESTAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA E ECOCENTRO DE TORRES VEDRAS 16 de maio de 2022

A Valorsul, concessionária da EGF, inaugurou hoje no município de Torres Vedras, a nova Estação de Transferência e Ecocentro, que implicou um investimento de cerca de 3 Milhões de Euros e permitirá reduzir mais de 160 mil km/ ano em distâncias percorridas, o que representa uma redução considerável de emissão de gases de efeito de estufa.


O evento contou com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro; da Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues, do Presidente do Conselho de Administração da EGF, Emídio Pinheiro e da Presidente do Comissão Executiva da Valorsul, Marta Neves.


Este investimento resulta de um compromisso entre a Valorsul e o Município de Torres Vedras, desde a fusão com a Resioeste, e assume-se como determinante para a eficiência dos serviços de recolha de resíduos do Município de Torres Vedras que, em 2019, apresentou uma capitação média de recicláveis trifluxo equivalente a 52kg/habitante/ano.

A nova Estação de Transferência tem capacidade para receber 35 mil toneladas por ano de resíduos comuns, assim como capacidade de receber no Ecocentro resíduos recicláveis, como madeiras, plásticos, papel e cartão, vidro, sucata metálica, resíduos volumosos e resíduos de jardins, que podem ser entregues pela população.


A propósito desta iniciativa, Marta Neves, Presidente da Comissão Executiva da empresa, refere que “a estação de Torres Vedras é mais um passo da Valorsul na aproximação aos municípios, aos cidadãos, tendo sempre a ambição de uma melhor atuação ambiental, seja a nível da reciclagem seja a nível do tratamento dos resíduos urbanos gerados.”

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

RECICLAGEM NA VALORSUL REGISTA SUBIDA 12 de abril de 2022

A empresa alcançou o melhor ano de sempre


A Valorsul alcançou o melhor ano de sempre na reciclagem, tendo registado uma subida de 9.900 toneladas de materiais recicláveis, comparativamente a 2020.
Em 2021 foram valorizadas nos Centros de Triagem da Valorsul, mais de 95 mil toneladas de embalagens de vidro, papel/cartão, assim como de plástico/metal. A separação de plástico e metal apresentou o maior crescimento (14%), em relação ao ano anterior, seguida pelo papel/cartão com 12% e pelo vidro com mais 9%.
A Valorsul terminou 2021, com uma capitação anual de 55 kg de resíduos de embalagens separados por habitante, e conjuntamente com os seus 19 Municípios, continua a superar as metas nacionais.

 

Meta cumprida. Em 2021, a Valorsul depositou em aterro apenas 2% dos resíduos recebidos.
A meta de deposição aterro situava-se nos 10% dos resíduos recebidos para tratamento e a Valorsul depositou apenas 2% da totalidade dos resíduos que entraram nas suas instalações. Sendo esta uma opção de fim de linha na gestão de resíduos, a Valorsul, integrando a responsabilidade ambiental na sua atividade diária, continua empenhada em minimizar esta deposição. Esta significativa redução de colocação de resíduos em aterro, é de extrema importância para o cumprimento da meta de redução da deposição de resíduos biodegradáveis em aterro.

 

Mais energia, mais valor no tratamento de resíduos indiferenciados.
Em 2021, as exportações para a rede elétrica nacional foram cerca de 350 milhões de KWh, um acréscimo de 19% face a 2020. O maior contributo foi da Central de Valorização Energética que exportou para a rede elétrica nacional cerca de 327 milhões de KWh.

Esta icónica instalação da Valorsul, que já completou 27 anos de laboração, tem uma expressão significativa na valorização energética dos resíduos no nosso país.

 

Os resultados obtidos em 2021, revelam que estamos a reciclar mais e melhor.
A performance da Valorsul em 2021, com a aplicação de 6.4 milhões de euros do seu plano de investimentos revela o compromisso assumido com os cidadãos e também na procura de soluções inovadoras, para a prestação dum serviço público de excelência. Destaque para o investimento na construção do novo Ecocentro de Torres Vedras, no valor de 2,8 milhões de euros.


Os resultados obtidos são promissores, mas temos pela frente desafios exigentes, que envolvem a recolha seletiva dos Resíduos Urbanos e a sua respetiva valorização e tratamento, que vão implicar uma coordenação otimizada entre a Valorsul e os seus Municípios para, conjuntamente, cumprirem as novas metas comunitárias que se avizinham.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

VALORSUL RECEBE ÁRVORES DE NATAL NATURAIS PARA RECICLAR 04 de janeiro de 2022

A Valorsul associou-se à campanha de Inverno da Green City Makers, através da EGF, que promove a reciclagem de Árvores de Natal naturais. A campanha vai decorrer entre os dias 10 e 16 de janeiro de 2022 em vários pontos do país, disponíveis para consulta em https://greencitymakers.com/campanha-inverno.

As Árvores devem ser entregues sem enfeites e sem vasos, para serem posteriormente processadas e transformadas em composto na Estação de Compostagem de Verdes da Valorsul, contribuindo, assim, para a melhoria dos solos do país. Uma parte do composto resultante das árvores entregues será doado a projetos de educação ambiental e à Green City Makers para a plantação de pequenos bosques.

Datas e locais onde pode ser entregue a sua árvore de Natal natural
A Valorsul disponibilizará diversos pontos de receção das Árvores de Natal naturais entre os dias 10 e 16 de janeiro, nas seguintes instalações da Valorsul:
- Estação de Tratamento e Valorização Orgânica
- Ecocentro do Lumiar
- Centro de Tratamento de Resíduos do Oeste
- Estação de Transferência e Ecocentro de Alenquer
- Estação de Transferência e Ecocentro da Nazaré
- Estação de Transferência e ecocentro de Óbidos
- Estação de Transferência e Ecocentro de Rio Maior
- Estação de Transferência e Ecocentro de Sobral de Monte Agraço

A localização e os horários de cada instalação podem ser consultados aqui.

 

Pontos de entrega disponíveis em todo o país
As entregas também podem ser feitas em vários pontos do país nas concessionárias do Grupo EGF. Os utilizadores da App Recycle Bingo que entreguem a sua árvore de Natal natural nos ecocentros ou nos locais identificados das empresas do Grupo EGF receberão ainda pontos adicionais neste jogo que dá prémios a quem recicla e que é, provavelmente, o jogo mais amigo do planeta.


A Linha da Reciclagem, um serviço de atendimento do Grupo EGF, está disponível através do n.º gratuito 800 911 400, de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 20h00, para dar mais informações sobre esta campanha.

 

Sobre a Compostagem de Verdes
A Estação de Compostagem de Verdes da Valorsul tem capacidade para reciclar 8.000 toneladas de resíduos verdes e transformá-los num composto de alta qualidade. Esta instalação veio reforçar o tratamento de biorresíduos recolhidos seletivamente na Área Metropolitana de Lisboa. O seu funcionamento está registado neste pequeno filme de 1 minuto.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

VALORSUL PROMOVE AÇÕES DE PREVENÇÃO DE RESÍDUOS 23 de novembro de 2021

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos


Está em curso a 13ª edição da Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, entre os dias 20 e 26 de novembro. Este programa visa sensibilizar para a redução de resíduos, reutilização e reciclagem.

O objetivo destas ações é alterar os padrões de consumo e os hábitos que levam à produção de resíduos com o propósito de atingir os grandes objetivos para os resíduos e clima. Na área da Valorsul, este ano, estão previstas 37 ações.

A Valorsul convida todos os interessados a participar nas várias iniciativas da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos que estão disponíveis e podem ser consultadas aqui.

Das várias iniciativas promovidas na área da Valorsul, podem destacar-se as seguintes:

● A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa promove dois webinars: um dedicado ao tema Comunidades Educativas "Circulares" e outro sobre Cidades Saudáveis e Sustentáveis.
● Em Alcobaça, a reutilização vai estar na ordem do dia. O Município vai entregar a munícipes e comerciantes sacos de pano reutilizáveis.
● Para evitar o desperdício de produtos alimentares a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição lança nesta semana a campanha “Saber a diferença, faz a diferença” sobre os prazos de validade dos produtos.
● Workshops de reutilização e reciclagem dos SMAS de Torres Vedras. Ideias e dicas verdadeiramente úteis para alterar o nosso dia a dia e para reduzir a nossa pegada ecológica.
● O que fazer com o óleo usado? A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, promove sessões de sensibilização aos munícipes sobre este tema durante a SEPR 2021.
● Finalmente uma solução para aquela lata com tinta! No Ecocentro da Valorsul do Lumiar, de 22 a 26 de novembro, será possível depositar pequenas quantidades de resíduos perigosos, por exemplo, os resíduos que resultam de pequenas ações de bricolage ou outros: latas com tinta, diluentes, líquidos de fotografia, etc.
Estas e outras ações contribuem para fazer a diferença. Junte-se a este movimento!

 

Sobre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos
A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 20 e 28 de novembro de 2021. “Comunidades Circulares!” é o tema central deste ano, ou seja, desafia-nos a agir em conjunto para prevenir a produção de resíduos. Destaca o papel que as (pequenas) comunidades podem desempenhar na transição para padrões de consumo e produção sustentáveis. A SEPR pretende chamar a atenção para áreas com alto impacto relacionadas com os nossos hábitos de consumo insustentáveis enquanto sociedade. Em 2021, esta edição apela à necessidade dos cidadãos, individualmente e, da comunidade em geral, serem envolvidos, de se investir e valorizar localmente, procurar benefícios locais na busca pelo desperdício zero e atividades circulares.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

 

ESTÁ A CHEGAR O CONTENTÃO! 24 de setembro de 2021

VALORSUL E SIMAR LOURES E ODIVELAS INOVAM NA RECOLHA SELETIVA E APOIAM ASSOCIAÇÕES

 


A Valorsul, em parceria com os SIMAR de Loures e Odivelas, vai lançar um projeto inovador de recolha seletiva. Intitulado de “Contentão, um contentor com um grande coração” tem como objetivo envolver as comunidades locais na reciclagem, garantir a separação dos seus resíduos e através duma dinâmica de conversão em apoio financeiro, ajudar uma associação da sua freguesia.

Na prática, o Contentão é um espaço de grandes dimensões onde as famílias e o comércio podem entregar os seus recicláveis, sabendo que todo o material corretamente separado vai reverter a favor duma associação local.

A primeira fase do projeto arranca já em outubro nas freguesias de Bucelas e Odivelas. As associações para quem o apoio financeiro será canalizado, durante o primeiro ano, também já foram selecionadas pelo júri do projeto. Na freguesia de Bucelas será parceiro o Grupo Musical e Recreativo da Bemposta, uma coletividade com 70 anos e que, entre outros méritos, mantém viva a cultura e a tradição locais. Em Odivelas, será a Associação de Moradores das Colinas do Cruzeiro, que promete dinamizar a separação de recicláveis no bairro e na freguesia, angariando assim fundos para desenvolver a sua missão.

O Contentão vem dar continuidade à estratégia da Valorsul de aliar o crescimento da empresa à sua responsabilidade social, numa altura em que a maioria das associações se depara com dificuldades, devido à pandemia. Este projeto poderá contribuir anualmente com valores de contrapartida até 7.500€. E o montante a atribuir a cada associação, estará diretamente relacionado com a quantidade e a correta separação de recicláveis neste novo equipamento, durante todo o ano.

Mediante a adesão da população a este projeto piloto, o Contentão poderá chegar “com o seu grande coração” a todas as freguesias de Loures e Odivelas.

 

SOBRE A VALORSUL
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e Região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda Dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas Da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

VALORSUL COMEMORA 27º ANIVERSÁRIO 16 de setembro de 2021

A Valorsul completa hoje 27 anos de existência. São 27 anos de vida, de história, de crescimento, de serviço público – só possível com o contributo de todos.

 

Hoje, passados 27 anos desse momento histórico no tratamento dos resíduos urbanos no nosso país, é possível afirmar que o sistema implementado pela Valorsul - um sistema integrado, tecnicamente avançado, ambientalmente correto e economicamente sustentável para tratamento e valorização dos resíduos urbanos – serve 19 municípios das regiões de Lisboa e Oeste de Portugal, 14 municípios mais do que os 5 que inicialmente integravam a Valorsul à data da sua criação, continua a cumprir os objetivos que guiam a sua atividade e coincidem com a prestação de um serviço público de excelência e elevado nível de profissionalismo, reconhecido pela ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos a Entidade) com o Prémio de Excelência na 1ª edição do Prémio de Qualidade dos Serviços de Gestão de Resíduos Urbanos, em ERSAR 2018.

 

O sistema de tratamento e valorização de resíduos urbanos da Valorsul alcançou nesta área reconhecimento nacional e internacional. O cumprimento da missão da Valorsul é resultado de uma empresa com bons profissionais, alinhada com os mais exigentes objetivos e preparada para superar desafios.

 

Conheça de perto a Valorsul.

 


SOBRE A VALORSUL
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e Região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda Dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas Da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

MUNÍCIPIO DA AMADORA DISTINGUE VALORSUL COMO “EMPRESA SOLIDÁRIA 2020” 27 de agosto de 2021

A Câmara Municipal da Amadora atribuiu à Valorsul o “Selo Empresa Solidária Amadora 2020” pela participação em diversos projetos e ações de Responsabilidade Social na sua área de atuação.
O “Selo Empresa Solidária” visa premiar as empresas com sede ou intervenção no município que se destaquem pelo seu trabalho de responsabilidade social junto da comunidade.

 

Os principais objetivos deste galardão são: reconhecer e premiar o trabalho das empresas presentes no município ao nível das suas práticas de responsabilidade e solidariedade social, e ainda sensibilizar e mobilizar estas empresas para a participação ativa em programas de responsabilidade social que envolvam a comunidade, orientados para a partilha e divulgação de boas práticas destes programas desenvolvidas nas empresas no Município.

 

A Valorsul desenvolve o Programa Ecovalor que, através dos concursos “Separa e Ganha no Azul e no Amarelo”, permite que as escolas e instituições recebam contrapartidas financeiras pelos materiais recicláveis e assim tenham possibilidade de canalizar estas verbas para aquisição do que mais necessitam.Em 2019/2020 no Município da Amadora as escolas participantes receberam cerca de 1.500,00 euros.

 

A campanha Toneladas de Ajuda é um projeto, de cariz social e ambiental, no qual a Valorsul recebe, nos Centros de Triagem e nos Ecocentros, os resíduos recicláveis entregues pelas instituições associadas ou por qualquer outra pessoa em seu nome, atribuindo contrapartidas financeiras às associações. Em 2019/2020, as instituições aderentes do Município da Amadora receberam cerca de 3 mil euros.

 

SOBRE A VALORSUL
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e Região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda Dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas Da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

Nota de Pesar 23 de julho de 2021

A Valorsul lamenta o falecimento de António Norton de Matos

 

A Valorsul lamenta o falecimento de António Norton de Matos. Foi o primeiro Presidente do Conselho de Administração da Valorsul (1994 a 2002) e marcou profundamente todos os que com ele trabalharam nos primeiros anos.

Contribuiu decisivamente para a criação da Valorsul e da construção das suas principais infraestruturas, tendo sido um dos responsáveis pelo inovador, à época, modelo do Sistema de Gestão Integrada de Resíduos da Valorsul. Os que com ele privaram recordam o seu ânimo, dedicação e a sua serenidade.

À sua família, a Valorsul apresenta sentido pesar, saudade e gratidão pelos serviços prestados.

VAMOS LIMPAR A EUROPA! 02 de julho de 2021

O movimento “Vamos Limpar a Europa” surgiu em 2015 e é acompanhado pela Valorsul desde o primeiro momento. Este movimento tem por objetivo sensibilizar os cidadãos para as questões ambientais, em especial para os resíduos abandonados em espaços naturais e a necessidade de limpeza desses espaços.

A edição de 2021 deste projeto decorre de 09 de maio a 28 de novembro de 2021 e a Valorsul é mais uma vez a entidade coordenadora desta iniciativa para os seus 19 municípios. Se quiser fazer a diferença e participar deste movimento pode contar com o apoio da Valorsul.

O projeto “Vamos Limpar a Europa”, este ano, tem uma maior duração, para dar oportunidade a todos os interessados de organizarem eventos de limpeza compatíveis com as condições climatéricas, sempre com respeito das restrições impostas pela situação pandémica.

Em 2021, pela primeira vez, é possível organizar e inscrever ações de plogging - uma prática desportiva que faz bem à saúde e ao ambiente ao combinar corrida com recolha de lixo: incentiva as pessoas à prática de exercício físico e também à recolha de lixo durante a sua prática, com o objetivo de tornar os espaços mais limpos.
Mais informação sobre esta iniciativa, de âmbito europeu, está disponível no site da Valorsul - http://www.valorsul.pt/pt/seccao/educacao-ambiental/vamos-limpar-europa/ - incluindo sobre a inscrição das ações de limpeza. Todos podem participar e organizar uma ação, desde grupos de vizinhos, individualmente, autarquias, empresas, escolas, associações, etc..

 

SOBRE A VALORSUL
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e Região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda Dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas Da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

ESCOLAS DO MUNÍCIPIO DE LOURES RECOLHEM CERCA DE 15,5 TONELADAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS 28 de junho de 2021

A edição 2020/2021 do Programa Ecovalor, no Município de Loures envolveu mais de 16 mil alunos chegou ao fim com a Missão 3 R’s cumprida. No concurso separa e ganha no amarelo, com a participação de 19 escolas do município, foi possível recolher 7,5 toneladas de plástico & metal, das quais o metal não ferroso seria suficiente para fabricar 15 bicicletas e as garrafas de bebida (PET) para produzir 5 980 t-shirts XL. já no concurso separa e ganha no azul a participação de 11 escolas permitiu a recolha de 8 toneladas de papel, o que equivale a 144 árvores. no total, como contrapartida financeira, a Valorsul entregou cerca 800 euros às escolas que obtiveram melhor resultado nos concursos.

A ação de sensibilização online – A SOLUÇÃO É REDUZIR – dedicada ao tema da prevenção de resíduos chegou a 30 turmas do 1º ciclo de Loures, mas os seus conteúdos continuarão disponíveis para todos, de forma gratuita, no endereço www.asolucaoereduzir.com.

Este programa, desenvolvido em parceria com o Município de Loures, distingue os estabelecimentos de ensino ou Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do Concelho que separam maiores quantidades destes resíduos. Este ano, o primeiro lugar no ECOPONTO AMARELO foi conquistado pela “Associação O Saltarico” e no ECOPONTO AZUL pela “Escola EB de Camarate”.

De notar que sendo este um ano letivo atípico, devido à COVID-19, e que as escolas estiveram parte do ano letivo em ensino não presencial, se registou um menor número de estabelecimentos inscritos, mas ainda assim as quantidades separadas, consideradas em proporção, nestas condições não habituais, demonstram um envolvimento e interesses especiais pela reciclagem. Estão todos de parabéns: Município, escolas, instituições e todos os que se empenharam em separar para ganhar.

 

SOBRE A VALORSUL
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e Região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda Dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas Da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Susana Silva – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Telemóvel: 961 021 722

E-mail: susana.silva@valorsul.pt

VALORSUL OFERECE AO 1º CICLO CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO ONLINE 22 de abril de 2021

No Dia Mundial da Terra, a Valorsul apresenta a campanha de sensibilização 100% digital “A SOLUÇÃO É REDUZIR”.

 

O objetivo é sensibilizar o 1º ciclo para o problema da crescente produção de resíduos.

O projeto “A SOLUÇÃO É REDUZIR!” já está disponível online em www.asolucaoereduzir.com para que todas as escolas e famílias possam aceder aos seus conteúdos. O kit de sensibilização inclui o Livro Digital Animado “Qual é a solução?”, que conta a história do Manuel, um motorista que recolhe o lixo, e da sua preocupação com a quantidade cada vez maior de resíduos que as pessoas fazem; a original Música do Manuel com dicas para a redução e reutilização e ainda atividades associadas à Redução, Reutilização e Reciclagem.

 

Durante o 3º período, 300 turmas vão receber uma ação de sensibilização por videoconferência para dinamizar os conteúdos.
Numa sessão interativa entre 4 turmas, explorada de forma lúdica e educativa, pretende-se levar os mais novos a refletir sobre a mudança de hábitos diários necessária para reduzir a quantidade de resíduos que fazemos em casa e na escola.
A Redução dos resíduos é a medida mais importante na hierarquia da gestão de resíduos: o primeiro dos 3Rs. É por isso que surge este projeto com conteúdos dedicados especificamente a este tema, em que a Valorsul aposta na formação para a prevenção.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

VALORSUL TRANSFORMA ÁRVORES DE NATAL NATURAIS EM COMPOSTO 07 de janeiro de 2021

CAMPANHA DE RECOLHA


De 7 a 14 de janeiro decorre uma campanha de recolha de árvores de Natal naturais pela Câmara Municipal de Lisboa. As árvores de Natal naturais recolhidas vão ser transformadas em composto na nova Estação de Compostagem de Verdes da Valorsul. O composto resultante será usado na plantação das primeiras Tiny Forest em Portugal, promovidas pela A Piece of Lemon Cake (https://www.apieceoflemoncake.com/), que começará ainda este ano em Lisboa.

 

Até quando e onde pode ser entregue a sua árvore de Natal natural?
A campanha decorre de 7 a 14 de janeiro, entre as 9h e as 17h, nos seguintes Postos de Limpeza da Cidade de Lisboa:
- Boavista: Rua Dom Luís I, 10 (Misericórdia).
- Monsanto: Estrada da Pimenteira, no acesso à Casa dos Animais de Lisboa (Alcântara).
- Filipe de Mata: Rua Filipe da Mata, sob o viaduto (Avenidas Novas).
- Vale do Forno: Estrada Militar, à Quinta do Olival (Lumiar).
- Infante D. Henrique: Avenida Infante D. Henrique, sob o Viaduto de Santa Apolónia (São Vicente)
A entrega pode também ser feita na LX Factory, no ponto de venda da iniciativa O Pinheiro Bombeiro (https://app.rnters.com/pinheirobombeiro), dias 8, 9 e 10 de janeiro, das 9h à 01h.
Pode ainda solicitar a recolha da árvore aos serviços da Câmara Municipal de Lisboa (https://informacoeseservicos.lisboa.pt/servicos/detalhe/pedido-de-intervencao-ambiente).

 

Compostagem de Verdes
A Estação de Compostagem de Verdes da Valorsul tem capacidade para reciclar 8.000 toneladas de resíduos verdes e transformá-los num composto de alta qualidade. Esta nova instalação veio reforçar o tratamento de biorresíduos recolhidos seletivamente na Área Metropolitana de Lisboa. O seu funcionamento está registado neste pequeno filme de 1 minuto: https://youtu.be/hpZkHCZQjvw.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier – Responsável de Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Campanha “TONELADAS DE AJUDA” distinguida por Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade 26 de novembro de 2020

A Associação Portuguesa de Ética Empresarial atribuiu à campanha Toneladas de Ajuda o Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social respeitante ao 11º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas: Cidades e Comunidades Sustentáveis.

A cerimónia, dedicada ao tema “2020-2030: A Década da Sustentabilidade”, integrada na 15.ª Edição da Semana da Responsabilidade Social, aconteceu dia 19 de novembro e contou com a participação do Secretário de Estado do Tesouro, Dr. Miguel Cruz.

Através da campanha Toneladas de Ajuda, a Valorsul recebe nos Ecocentros os resíduos recicláveis entregues pelas instituições associadas ou por qualquer outra pessoa em seu nome, atribuindo contrapartidas financeiras às associações.

A campanha existe na Valorsul e noutras empresas do universo da EGF. Na área da Valorsul, mobilizou este ano um total de 75 instituições, tendo sido recolhidas, até 15 de novembro, 305 toneladas de embalagens para reciclar, o que permitirá financiar estas associações em cerca de 57.000 euros.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2020 10 de novembro de 2020

Apelo à reflexão dos consumidores


A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos acontece entre os dias 21 a 29 de novembro. Em 2020, esta iniciativa pretende chamar a atenção para resíduos que causam grande impacto no nosso planeta, relacionados com hábitos de consumo insustentáveis.


A 12ª edição da SEPR, na qual a Valorsul continua como coordenadora regional, centra-se no alerta para a grande quantidade de resíduos que é gerada durante o processo de fabrico de produtos, e que em grande parte não pode ser reciclada, os RESÍDUOS INVISÍVEIS. O objetivo é consciencializar para a elevada quantidade de resíduos produzida sem nos apercebermos enquanto consumidores e levar à procura de novas formas de combater o desperdício invisível. Além do tema deste ano, as ações a implementar na SEPR 2020 continuam a sensibilizar para os “3Rs”: Reduzir os resíduos produzidos, Reutilizar os produtos/objetos e Reciclar os materiais e embalagens.
A Valorsul vai estar envolvida diretamente em várias ações que vão acontecer durante esta semana:

 

Finalmente uma solução para aquela lata com tinta!
No âmbito da SEPR 2020, a Valorsul vai abrir o Ecocentro do Lumiar de 23 a 27 de novembro, para que os seus munícipes possam depositar pequenas quantidades de resíduos perigosos, por exemplo, os resíduos que resultam de pequenas ações de bricolage ou outros: latas com tinta, diluentes, inseticidas, líquidos de fotografia. Toda a informação sobre esta campanha está disponível em www.valorsul.pt, na área dedicada à Prevenção de Resíduos.

 

Valorsul oferece compostor e formação em compostagem
Durante os próximos meses, a Valorsul está a oferecer, em parceria com os Municípios, ações de formação e ainda um compostor a cada família participante. Em Portugal, 38% dos resíduos domésticos são bioresíduos, desta forma, a Valorsul convida as famílias residentes dos seus municípios que tenham quintal, horta ou jardim a dedicar-se à compostagem.
Esta edição do programa irá formar mais 2500 famílias para a prática da compostagem e permitirá desviar muitas toneladas de materiais biodegradáveis dos contentores dos municípios, reduzindo assim a quantidade de resíduos urbanos.

As inscrições estão abertas, basta aceder ao link que se encontra disponível na página de facebook da Valorsul.
Durante a semana da prevenção estarão a decorrer ações de formação em Loures.

 

Todos somos parte!
E porque o futuro do planeta não é reciclável, durante a SEPR, esta campanha da Valorsul e das 10 empresas da EGF, vai abordar este tema e sensibilizar para o excesso de resíduos, com mensagens de alerta sobre esta questão para que os cidadãos consumam de forma consciente: reduzindo, reutilizando e reciclando.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Maior Centro de Triagem de Embalagens Renovado 03 de novembro de 2020

Valorsul apresenta novas instalações


Já está completamente operacional a maior e mais tecnológica linha de triagem de embalagens do nosso país. Fica no Centro de Triagem do Lumiar, em Lisboa, e vem tornar mais rápida e rigorosa a triagem, sobretudo de vários tipos de plásticos e metais que as famílias e comércio separam para reciclar nos contentores e ecopontos amarelos.

Investimento de 5,5 milhões garante aumento de capacidade

O investimento, de cerca 5,5 milhões de euros no novo Centro de Triagem da Valorsul, veio dotar esta infraestrutura de uma capacidade de processamento superior a 7 toneladas por hora de plástico e metal, o que permitirá fazer face ao crescimento das quantidades separadas pelas pessoas nos próximos anos. Foram ainda instalados 7 leitores óticos que separam automaticamente diferentes plásticos e mais de 100 equipamentos e transportadores permitem o máximo aproveitamento de todo o material que chega a esta linha de triagem.

Diariamente, este Centro de Triagem trata e encaminha para reciclagem as embalagens de plástico e metal que ali chegam (44 toneladas/dia) mas também 105 toneladas de papel e cartão e 88 toneladas de vidro. *
O novo Centro de Triagem emprega 70 trabalhadores, em dois turnos, que garantem toda a operação e um elevado controlo de qualidade dos materiais.

A Valorsul convida a uma visita virtual a esta importante peça de tecnologia na área da separação de resíduos recicláveis, através da visualização de um breve vídeo de 2 minutos em: https://www.youtube.com/watch?v=BBoeY4P1wEY.

No Centro de Triagem do Cadaval estão também concluídas as obras de atualização e aumento de capacidade, para fazer face aos crescimentos alcançados na recolha seletiva do Oeste.
A nova linha de embalagens, em Lisboa, foi financiada pelo PO SEUR.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Campanha Inclusiva 29 de outubro de 2020

Concessionárias EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos por todo o país para promover a inclusão e aumentar a reciclagem
“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que levou a EGF e as suas 11 concessionárias - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - a desenvolver um movimento de mudança de comportamentos ambientais.

 

Entre as várias ações planeadas está a reorganização dos ecopontos, por forma a promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos de Norte a Sul do país terão uma nova ordem - Azul, Verde e Amarelo, ajudando assim todos aqueles que tiverem limitações visuais. Esta ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021.

 

A solução é simples, basta ordenar os contentores dos ecopontos sempre da mesma forma, da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material.

 

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha - O Futuro do Planeta Não é Reciclável - é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

As concessionárias do Grupo EGF já arrancaram com este projeto, nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar esta prática em todo o país.

 

AUDIODESCRIÇÃO

Para além da ordenação dos ecopontos, também o código da reciclagem presente em vários suportes informativos, passa a estar disponível em audiodescrição. Se por um lado a sinalética já tinha os símbolos colorADD (que apoia a identificação das cores pelos daltónicos), também agora os cidadãos cegos ou com dificuldades de visão podem ouvir estas regras disponíveis no website da EGF ou ouvir o anúncio da campanha neste formato.

 

OUTRAS INICIATIVAS
A estas iniciativas, acresce a legendagem de todos os filmes divulgados, entre os quais o anúncio de TV, o que permite à comunidade surda o seu entendimento, e alguns conteúdos apresentados por colaboradores da empresam cuja limitação física e/ou psicológica não foram limitações de participação.

 

Lançada este mês pela EGF e pelas 11 concessionárias, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.

 

Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

Mais informações sobre os conteúdos inclusivos: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/campanha-inclusiva/

Golfinho a Saltar Fora de Água” feito de lixo por Xico Gaivota para visita em Lisboa 21 de outubro de 2020

O Futuro do Planeta não é Reciclável


Peça artística, criada pelo artista plástico Xico Gaivota, promove o movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável”;
A obra pode ser visitada, gratuitamente, na Loja Capital Verde Europeia 2020, da Câmara Municipal de Lisboa, de 2ª a 6ª feira, entre as 9h e as 18h, até 31 de dezembro;
As peças do artista português pretendem alertar para a flagelo atual do lixo marinho, fomentando a mudança de comportamentos;
O artista plástico Xico Gaivota juntou-se ao movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e criou uma escultura de um golfinho, a partir de lixo marinho, por ser uma das espécies marinhas mais icónicas, despertando assim a atenção de ainda mais portugueses para a reciclagem.

A peça pode ser visitada, de forma gratuita, na Loja Capital Verde Europeia 2020, na Praça do Município, em Lisboa, de 2ª a 6ª feira, entre as 9h e as 18h, até dia 31 de dezembro. Após esta data, a peça entrará em digressão por vários espaços em todo o país.

"Foi com muito orgulho que aceitei o convite para fazer esta peça no âmbito da campanha ‘O Futuro do Planeta não é reciclável’. O objetivo é fazer-nos pensar nos nossos comportamento enquanto habitantes deste planeta”, refere Xico Gaivota.

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista usa nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa.

 

 

Xico Gaivota é habitualmente reconhecido pelas suas intervenções para a consciencialização e sensibilização global sobre o lixo existente no mar. Há vários anos que percorre quilómetros pelas praias nacionais, de norte a sul, recolhendo plásticos e outros materiais que se tornam na matéria-prima para as suas criações originais, onde a temática dos animais marinhos é constante.

 

A obra desenvolvida integra assim a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável”, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Lançada este mês pelas concessionárias EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul -, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.

 

Para ver o making of da criação da peça, aceder a https://www.youtube.com/watch?v=3A8_FoebR_A.

Mais informações sobre o artista em http://www.xicogaivota.com.

Mais informações sobre a campanha em http://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel

 

Loja Capital Verde Europeia 2020
Horário: 2ª a 6ª feira, das 09.00 às 18.00
Local: Praça do Município

VALORSUL ASSINALA 26º ANIVERSÁRIO 16 de setembro de 2020

Há 26 anos que a Valorsul está presente no dia a dia dos munícipes servidos pelo seu Sistema de Tratamento de Gestão de Resíduos Urbanos. A nossa missão é cumprida 24 horas por dia ao tratarmos e valorizarmos 20% de todos os resíduos domésticos produzidos no país de forma sustentável e ambientalmente correta.

E, decorridas mais de duas décadas da implementação deste Sistema Integrado de Gestão de Resíduos Urbanos, estamos ao nível do que de melhor se faz em Portugal no setor dos resíduos, sendo mesmo uma referência internacional.

O modelo de gestão de resíduos da Valorsul é composto pela Central de Valorização Energética, pela Estação de Tratamento e Valorização Orgânica, por 2 Centros de Triagem para os 3 fluxos dos Ecopontos; por 8 Ecocentros para vários materiais recicláveis; por 6 Estações de Transferência para otimização de transporte e recursos e por 2 Aterros Sanitários como apoio ao sistema de gestão de resíduos.

Ao longo da sua existência, sem nunca esquecer que, em primeiro lugar a Valorsul presta um serviço público e que o assume e desempenha com o máximo profissionalismo e excelência, a estratégia seguida pela empresa assentou sempre na inovação e numa abordagem que procura a solução para problemas e novos desafios.

Constituída em 1994, a Valorsul marca o passado e o presente dos resíduos urbanos em Portugal e, com certeza, fará parte do seu futuro.

VALORSUL ENTREGA 94 MIL EUROS PARA AJUDA SOCIAL 07 de setembro de 2020

Com a reciclagem, TONELADAS DE AJUDA chegam a mais de 60 instituições...


Em 2018 teve início a campanha Toneladas de Ajuda. A Valorsul abriu as portas dos seus centros de triagem e ecocentros para receber materiais recicláveis das instituições e, como contrapartida, passou a ajudar financeiramente as associações participantes.

 

DUPLA MISSÃO: AMBIENTAL E SOCIAL
Estão inscritas mais de 60 instituições nesta campanha e, desde o seu arranque, a ajuda financeira da “Tonelada de Ajuda” já ultrapassou os 94 mil euros, conseguindo enviar para reciclar cerca de 475 toneladas de materiais entregues pelas instituições. A Valorsul uniu assim a sua missão ambiental à missão social destas instituições. Todas as instituições sem fins lucrativos interessadas em participar na campanha “Toneladas de Ajuda” podem contactar a Valorsul e qualquer pessoa ou empresa pode contribuir para ajudar através da entrega de materiais recicláveis para esta campanha.

 

QUANTIDADES DO 1º SEMESTRE DE 2020 SUPERAM EXPECTATIVAS
No primeiro semestre de 2020, a campanha Toneladas de Ajuda angariou 138 toneladas de material reciclável, um resultado acima do esperado, considerando que as entregas estiveram suspensas durante o estado de emergência, devido à pandemia COVID-19. Foram entregues 2 toneladas de vidro, 87 toneladas de papel&cartão e 49 de plástico&metal por 53 instituições. Como contrapartida financeira, a Valorsul entregou 25 mil euros em função das quantidades entregues.

 

A QUEM CHEGA A AJUDA
Temos como exemplo de maior sucesso desta campanha, o caso da Associação O Dom Maior que oferece diversas terapias e fisioterapia para crianças. “Há que reconhecer este trabalho, destas pessoas que se dedicam a separar os materiais para esta campanha, que, em alguns casos se tratam de famílias que vivem em situações muito complicadas e com acrescidas responsabilidades”, como refere Sofia Terceiro, Presidente da Associação, “em muitas das situações, ausentes de seguros de saúde, este é o único meio que viabiliza os tratamentos necessários.” Dá como exemplo as crianças de 10 famílias aderentes, onde se incluem 3 casais de gémeos, que têm acesso a cuidados de saúde, ensino especial e terapias de reabilitação de que necessitam com verba que resulta da “Toneladas de Ajuda”. Esta associação foi das primeiras a aderir à campanha e tem mobilizado muitas pessoas e até empresas que fazem chegar à Valorsul materiais que revertem em terapias e medicamentos para os seus utentes.

 

Os Bombeiros Voluntários de Bucelas aderiram à campanha “Toneladas de Ajuda” em 2019 e, há já alguns anos que, acrescentaram ao seu trabalho em prol da comunidade, uma vertente ambiental que traz benefícios para a população que servem e também para a corporação. Este foi o motivo que levou Rui Máximo Santos, Comandante desta corporação a abraçar mais este projeto em que, ao mesmo tempo que contribuem para o ambiente, recebem um incentivo financeiro. Vitor Santos, Presidente da Direção, reforça a importância destas parcerias e vê potencial na participação na “Toneladas de Ajuda” para representar um apoio ainda maior nas despesas fixas desta entidade.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

ECOCENTROS DA VALORSUL JÁ REABIRAM 02 de julho de 2020

Na sequência da declaração do Estado de Emergência, e para garantir a segurança dos nossos trabalhadores, clientes e utilizadores, a Valorsul encerrou os Econcentros a particulares e instituições.

No entanto, os Ecocentros reabriram no passado dia 29 de Junho. Mantêm o mesmo horário de funcionamento, e cumprem todas as normas de segurança recomendadas.

Para que os clientes possam descarregar o material, devem cumprir todas as medidas de proteção impostas pela Valorsul em contexto COVID-19.

Reciclar é ficar sempre a ganhar 01 de julho de 2020

VALORSUL OFERECE ÀS ESCOLAS 45 MIL EUROS EM PRÉMIOS


“Separa e Ganha no Azul e no Amarelo” foi o desafio lançado às escolas e instituições. Durante o ano, a Valorsul pediu que separassem as embalagens de plástico e metal e de papel e cartão. Ao mesmo tempo que a comunidade escolar ganhava hábitos de reciclagem, todas as escolas poderiam ser premiadas pela Valorsul. A edição de 2019/2020, que agora terminou, mobilizou 295 escolas do jardim de infância ao ensino secundário e 26 instituições de âmbito social. Esta foi a edição mais participada de sempre, nos concursos, abrangendo 86.000 participantes, que se revelaram entusiastas da reciclagem.

No global foram recolhidas 780 toneladas de material reciclável, ainda que esta edição tenha durado menos dois meses que o habitual, devido ao encerramento antecipado das escolas e de outros estabelecimentos participantes. Este empenho é digno de destaque pelo que todos os envolvidos, desde alunos, auxiliares, professores, técnicos, utentes, operacionais de recolha merecem ser reconhecidos.

Pelo seu excelente desempenho, 450 prémios monetários foram atribuídos a escolas e instituições, chegando aos 45.000€. Com estes prémios, algumas escolas têm a possibilidade de adquirir novos equipamentos e recursos, por exemplo, para a ginástica, para os recreios, biblioteca, sala de aulas, etc.

Os materiais recolhidos pelos alunos seguem para reciclagem. Com uma parte do plástico recolhido será possível, por exemplo, produzir 226 mil novas t-shirts. E o alumínio será suficiente para fabricar, por exemplo, 808 bicicletas.

Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Valorsul - o Programa Ecovalor -que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos, que chegaram a mais de 9.700 alunos.

 

Sobre a Valorsul

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 93 99 00 503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

 

COVID-19: VALORSUL SUSPENDE TEMPORARIAMENTE A RECEÇÃO DE RESÍDUOS DE PARTICULARES NA CTRSU E ECOCENTROS 24 de março de 2020

A Valorsul suspendeu temporariamente a receção de resíduos de entidades particulares na CTRSU, por motivos de falta de capacidade excedentária.
Apenas situações pontuais de destruições de resíduos, poderão vir a ser aceites.

Para garantir a segurança dos nossos trabalhadores, clientes e utilizadores, como medida de contenção do COVID-19, e na sequência da declaração de Estado de Emergência, também os nossos Ecocentros estão encerrados a particulares e instituições. Os municípios e Juntas de Freguesia podem continuar a utilizar.

Esperamos retomar o normal funcionamento tão breve quanto possível.

PREVENÇÃO DO COVID-19: NOVOS CUIDADOS NA DEPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS 18/03/2020 VER MAISVER MAIS 18 de março de 2020

Durante o combate à pandemia, a Valorsul solicita à população que todos cumpram novas regras no manuseamento do lixo doméstico:

1. Se tiver, na sua família pessoas infetadas (ou com essa suspeita) lembre-se que os seus resíduos também podem estar infetados. Nesse caso deverá:
Colocar os resíduos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, com enchimento até 2/3 (dois terços) da sua capacidade – não encher totalmente os sacos;
Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados).
Os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor – não deixe o saco no chão. Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível.
2. Para além disso, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum.

Os trabalhadores da Valorsul e dos municípios continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas e a garantir a recolha e o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Valorsul poderão ter de fazer.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

RECICLAGEM NA VALORSUL VOLTA A BATER O RECORDE 19 de fevereiro de 2020

A empresa cumpriu em 2019 todas as metas ambientais
Em 2019 a reciclagem voltou a aumentar em todos os materiais: vidro; papel e cartão; plástico e metal. No global, entraram nos Centros de Triagem da empresa mais 8,5 mil toneladas de material para reciclar do que no ano anterior. As entregas nos Centros de Triagem da Valorsul totalizaram em 2019 mais de 93 mil toneladas.
A separação nos ecopontos de plástico e metal foi a que registou um crescimento superior (mais 13% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de vidro para reciclagem (mais 10%). A reciclagem de papel e cartão cresceu 9%.

Em 2019, cada habitante enviou, em média, 55 kg de materiais para reciclar
A exigente meta imposta à Valorsul foi cumprida. Em 2019 registou-se o envio para as indústrias recicladoras de 55 kg de material por cada habitante da região. Este valor significa que, em apenas dois anos cada pessoa separou em média mais 10 kg. Lisboa é o município da região com maior reciclagem per capita, com 102 kg de separação de embalagens por habitante.
A Valorsul também não podia ultrapassar os 16% de resíduos biodegradáveis depositados em aterro e cumpriu. No global, a Valorsul enviou para reciclagem (embalagens, orgânicos e outros) 40% dos seus resíduos urbanos, cumprindo também esta importante meta.

 

Região Oeste regista os maiores crescimentos
Nos 14 municípios do Oeste, esta evolução na reciclagem foi ainda mais positiva, com crescimentos de mais 20% no vidro, mais 21% no papel/cartão e mais 25% de entrega de embalagens de plástico e metal. Este crescimento acentuado deveu-se a um forte investimento na recolha seletiva realizado pela empresa com mais 1500 ecopontos, mais 28 viaturas de recolha e campanhas de sensibilização e co-financiado pelo programa POSEUR.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

CENTRAL DE VALORIZAÇÃO ENERGÉTICA DA VALORSUL CELEBRA 20 ANOS 14 de fevereiro de 2020

14 milhões toneladas de resíduos transformadas em energia, em 20 anos de existência.
A primeira Central de Valorização Energética (CVE) do país foi inaugurada a 14 de fevereiro de 2000. Destinada a tratar resíduos provenientes da recolha indiferenciada, por dia a CVE recebe perto de 2000 toneladas de resíduos e produz energia suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes.
Passados 20 anos desde a sua construção foi possível desviar de deposição em aterro 14 milhões de toneladas de resíduos, transformando-as em energia.
Esta energia foi enviada para a rede elétrica poupando o recurso a outras fontes e evitando importações.

Municípios servidos pela Valorsul na zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

EM 2 ANOS: RECICLAGEM CRESCE 21% NA REGIÃO DE LISBOA E OESTE 16 de outubro de 2019

A Valorsul, empresa responsável pela gestão dos resíduos urbanos em 19 municípios das regiões de Lisboa e Oeste, prevê que sejam recolhidas, até ao final deste ano, cerca de 91.000 toneladas de materiais recicláveis nos seus municípios. Face à quantidade de material recolhida em 2017, verifica-se um expressivo crescimento de cerca de 21% na separação para reciclagem de papel, cartão, plástico, metal e vidro.
Esta melhoria no desempenho ambiental da região deve-se a uma maior consciência ambiental, a um forte investimento em novos ecopontos, viaturas e centros de triagem e a campanhas de incentivo à reciclagem que a Valorsul e os municípios têm vindo a desenvolver em conjunto.
Entre 2016 e 2021 o plano de investimentos da Valorsul ascende a 45 milhões de euros com o objetivo de melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa, dos quais 16 milhões são investimentos na recolha seletiva e triagem de recicláveis.
Além dos benefícios ambientais, o aumento das recolhas seletivas também representa uma poupança efetiva para os 19 municípios. Assim, vão ser desviadas dos caixotes do lixo indiferenciado mais cerca de 16.000 toneladas de recicláveis (trifluxo) que em 2017, o equivalente a uma poupança anual de cerca de 1,1 milhões euros em custos municipais de recolha e deposição em aterro ou valorização energética.

 

SEIS MUNICÍPIOS CRESCEM ACIMA DOS 50%
A separação para reciclagem cresceu acima dos 50%, nos últimos 2 anos, em 6 municípios: Alcobaça, Arruda dos Vinhos, Nazaré, Rio Maior, Sobral de Monta Agraço e Torres Vedras. O crescimento maior verificou-se em Arruda dos Vinhos que se estima vir a terminar 2019 com mais 77% de recicláveis recolhidos que em 2017.
Na região de Lisboa, destacam-se os Serviços Municipalizados de Loures e Odivelas com um crescimento de 20% e o município de Lisboa que, além de ser o município com maiores quantidades recolhidas per capita, cresceu nos últimos dois anos mais 16%.
A estratégia seguida pela Valorsul e pelos municípios foi de aproximar, o mais possível, o número de ecopontos ao número de contentores de lixo indiferenciado. Os resultados demostram que a opção de recolha com ecopontos continua a ser uma boa solução e permite às famílias a liberdade de deposição, todos os dias, 24 horas por dia.

 

SEPARAÇÃO E RECICLAGEM DE BIORESÍDUOS
VALORSUL PREPARA-SE PARA AS NOVAS METAS COMUNITÁRIAS

A recolha seletiva de bioresíduos - os restos alimentares e de jardim – é feita em colaboração com os municípios há 12 anos. Este material é transformado pela Valorsul em composto para agricultura.
Para cumprir as exigentes metas nacionais e comunitárias, nos próximos anos, a Valorsul e os municípios pretendem incrementar esta recolha seletiva - que atualmente está focada sobretudo em restaurantes e mercados - e abranger também as famílias nesta separação. Face ao aumento esperado na quantidade de bioresíduos separados, a Valorsul vai candidatar um investimento de 9,6 milhões de euros para aumentar também a capacidade da sua Estação de Valorização Orgânica.

A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul também produz eletricidade através da valorização dos resíduos e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

Municípios servidos pela Valorsul na zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

VALORSUL CELEBRA 25 ANOS 16 de setembro de 2019

O sistema de tratamento de resíduos domésticos da VALORSUL é um marco na história da valorização de resíduos urbanos no nosso país.
A VALORSUL celebra 25 anos. A 16 de setembro de 1994 nasce a VALORSUL com o objetivo ambicioso de encontrar uma solução e destino para os milhares de toneladas de resíduos urbanos produzidos na Grande Lisboa e mais tarde, em 2010, na Região Oeste.

O sistema de tratamento de resíduos domésticos da VALORSUL é um marco na história da valorização de resíduos urbanos no nosso país.

Ao longo de 25 anos, a VALORSUL investiu no potencial dos resíduos como verdadeiros recursos. Foi na Valorsul que Portugal viu nascer a sua primeira central de valorização energética e, anos mais tarde, a primeira estação para tratar bioresíduos recolhidos seletivamente.

O resultado do trabalho desenvolvido no último quarto de século é notável: por ano, uma produção de energia elétrica equivalente a 2% dos consumos domésticos nacionais usando como matéria prima exclusivamente os resíduos; uma produção de mais de 600 toneladas de composto para a agricultura, 74 mil toneladas de materiais encaminhados para reciclar e o cumprimento de todas as metas ambientais com menos custos para os cidadãos.

A prioridade da VALORSUL é melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa aos municípios e aos cidadãos, tendo sido a primeira empresa a obter o reconhecimento da entidade reguladora com a atribuição do “Prémio Excelência ERSAR” pela qualidade dos serviços de gestão de resíduos urbanos, em 2018.

O futuro da VALORSUL continuará a passar por um forte investimento na inovação e o compromisso com os mais elevados padrões de qualidade e que passa por estratégias inovadoras de sensibilização, pelo aumento da capacidade de recolha seletiva, pelo crescimento da recolha seletiva de matéria orgânica e pela otimização das infraestruturas de tratamento.

O território servido pela VALORSUL abrange uma área geográfica muito diversa com 19 municípios e onde residem 1.6 milhões de habitantes. Por ano, recebe e trata quase 1 milhão de toneladas de resíduos, valorizando 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal.

Municípios servidos pela Valorsul na zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel. 21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Reciclagem nas escolas atinge valores record 08 de julho de 2019

Valorsul oferece 60 mil euros em prémios
Mais de 300 escolas aceitaram o desafio da Valorsul e participaram nos concursos “Separa e Ganha no Azul e no Amarelo”. O objetivo era mudar os hábitos de reciclagem na escola e em toda a comunidade onde estão inseridas.
Todas as expectativas foram superadas e foram enviadas para reciclagem 500 toneladas de plástico&metal e 475 toneladas de papel&cartão. O empenho dos mais de 76.000 alunos participantes traduziu-se na reciclagem de papel&cartão. Este ano, o concurso salvou a vida a 7.000 árvores. Uma parte do plástico recolhido permitirá, por exemplo, produzir 70.000 novos pares de ténis.
Pelo seu excelente desempenho, 214 escolas foram merecidamente premiadas, no total em mais de 60.000€.
Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Valorsul, o Programa Ecovalor, que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos, que chegaram a mais de 2.000 turmas.
Foi também possível, durante o ano letivo, dotar as escolas com bolsas pedagógicas para a separação de recicláveis, na ordem das 30.000 unidades para cada material: Azul e Amarelo.

 


INSTITUIÇÕES REPETEM SUCESSO
O envolvimento das instituições no Ecovalor aconteceu pela segunda vez e trouxe resultados muito positivos.


O contributo das 24 instituições participantes (Centros de Dia, Universidades Seniores, Associações de Apoio à Comunidade, Escuteiros) foi superior a 18 toneladas ao separarem as suas embalagens de plástico&metal e ultrapassou as 42 toneladas na separação de papel&cartão. As instituições receberam prémios de participação no valor global de € 2.200,00.

PROGRAMA ECOVALOR


Conta já com 18 anos dedicados a promover a adoção de comportamentos sustentáveis na comunidade escolar, em parceria com os 19 municípios.
O Ecovalor começou com 40 escolas, 20.000 alunos e 57, 8 toneladas no arranque dos concursos. No ano letivo de 2018/19, os resultados excederam tudo o que foi alcançado até aqui, separando 800 toneladas de material reciclável, mais 47% que na edição anterior.

A Valorsul vai manter, como até aqui, a sua aposta na educação ambiental, orientada para o cumprimento das metas da reciclagem, e que ao mesmo tempo promove a redução do lixo e diminuição da utilização dos recursos naturais.
A mecânica do Programa Ecovalor permite estabelecer uma relação direta entre as ações de educação ambiental e as quantidades de materiais encaminhadas para reciclar. A par da Valorsul, o modelo do Ecovalor foi exportado para o universo EGF já durante o ano letivo de 2018/19, abrangendo os 174 municípios servidos pelas 11 Concessionárias EGF.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA.

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

TODOS PODEM COMPOSTAR! 08 de agosto de 2019

Projeto inovador na área metropolitana de Lisboa:


São cada vez mais os cidadãos com preocupações ambientais no seu dia a dia e que estão dispostos a alterar comportamentos e a dar o seu contributo para reduzir a sua pegada ecológica. A compostagem é um processo 100% natural onde os restos de vegetais ganham uma nova vida, transformando-se em fertilizante para a terra.

A pensar nas famílias que residem em prédios e que também gostariam de fazer compostagem, a Valorsul desenvolveu um projeto inovador de compostagem comunitária.

O programa “Todos podem compostar” disponibilizou um compostor comunitário em cinco espaços verdes da Área metropolitana de Lisboa. A população residente na envolvente de cada um destes cinco locais pode participar, entregando os seus resíduos orgânicos para serem transformados em fertilizante natural.

A implementação do projeto “Todos Podem Compostar”, foi realizada em parceria com os municípios, que são agora responsáveis pela sua gestão e manutenção. O composto resultante será oferecido aos utilizadores ou utilizado pelo próprio município.

Esta iniciativa permite a redução da quantidade de resíduos depositados nos contentores municipais ao mesmo tempo que valoriza a matéria orgânica presente nos resíduos urbanos.
Para além do próprio compostor comunitário, o projeto promovido pela Valorsul assegurou a formação dos funcionários municipais responsáveis pelos compostores e desenvolveu uma campanha de comunicação e sensibilização para a prática da compostagem comunitária, dirigida à população residente na envolvente de cada um dos cinco locais para dar a conhecer a existência do novo equipamento e os benefícios da compostagem.
O programa "Todos Podem Compostar" beneficia do apoio do PO SEUR, que financiou as ações de formação e os materiais de comunicação.


“Todos Podem Compostar” está disponível nos seguintes locais:
● Parque Central da Amadora.
● Parque Integrado da Ribeirada, Odivelas.
● Parque Verde das Colinas do Cruzeiro, Odivelas.
● Quinta Pedagógica dos Olivais, Lisboa.
● Jardim do Ecobairro, Vila Franca de Xira.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

COMPOSTAR RIMA COM RECICLAR 17 de maio de 2019

No dia 17 de Maio assinala-se o Dia Internacional da Reciclagem. Foi esta a data escolhida pela Valorsul para realizar mais uma sessão de formação em compostagem doméstica, na Sede da empresa, em Loures, e que contou com a presença de mais de 50 pessoas. Após a ação receberam um compostor e um “Guia Prático de Compostagem”.
Esta ação fez parte do programa de compostagem doméstica, “Compostar, outra forma de reciclar”, que decorreu entre Setembro e Novembro de 2018, e que contou com cerca de 2400 participantes. Neste âmbito, foram realizadas 100 ações de formação em que a Valorsul ofereceu um compostor por agregado familiar. A implementação deste projeto aconteceu em estreita parceria com os Municípios e Juntas de Freguesia e permitiu sensibilizar a população para a prática da compostagem, indo ao encontro dos objetivos da prevenção de resíduos, promovendo a diminuição da quantidade de matéria orgânica que é encaminhada para aterro.

 

17 de Maio – Dia Internacional da Reciclagem
Esta é uma iniciativa que contribui para uma outra forma de reciclagem: a compostagem doméstica é uma reciclagem 100% natural de matéria orgânica que todos podemos fazer se tivermos quintal, horta ou jardim. Os vegetais, as folhas do jardim e as plantas secas ganham uma vida nova e transformam-se em composto para fertilizar a terra.
As ações de formação e os materiais de comunicação do programa "Compostar, outra forma de reciclar" beneficiaram do apoio do PO SEUR.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Valorsul promove iniciativa europeia 08 de maio de 2019

VAMOS LIMPAR A EUROPA!

A iniciativa “Vamos Limpar a Europa” é um projeto que tem por objetivo sensibilizar os cidadãos para as questões ambientais, em especial para os resíduos abandonados em espaços naturais e as necessárias intervenções de limpeza nesses espaços. Este movimento, de âmbito europeu, incentiva a realização destas ações mantendo presente os 3Rs: Reduzir, Reutilizar, Reciclar. As ações de limpeza são uma oportunidade única de sensibilizar para o problema dos resíduos e levar a população a mudar de comportamento. No ano passado, realizaram-se 14.347 ações de limpeza por toda a Europa!

Este ano estão já agendadas 17 ações na área da Valorsul, que vão envolver 1000 pessoas. Já no próximo fim-de-semana semana, no dia 11, destacamos a ação de limpeza das margens da Lagoa de Óbidos, com mais de 100 participantes previstos.

Esta campanha, pela sua dimensão europeia, é uma mais-valia na chamada de atenção para as questões dos resíduos ao mobilizar os mais diversos agentes da sociedade a aderir voluntariamente e envolverem-se no tema dos resíduos: desde associações, coletividades, escolas, grupos de cidadãos, estabelecimentos de comércio e serviços até instituições públicas, por exemplo. Esta iniciativa teve início a 1 de Março e termina a 30 de Junho mas as inscrições para as ações de limpeza são aceites até 15 de Junho.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

TASQUINHAS DE RIO MAIOR FORAM ECOVENTO VALORSUL 23 de abril de 2019

VALORSUL PROMOVE A RECICLAGEM DE UMA TONELADA NAS TASQUINHAS DE RIO MAIOR


A Valorsul atribuiu, mais uma vez, a certificação “Ecoevento” às Tasquinhas de Rio Maior. Este ano, quase 1 tonelada de materiais foi encaminhada para reciclar: cerca de 250 kg papel e cartão e perto de 750 kg de plástico e metal.

A 34ª edição desta festa teve lugar de 29 de março a 10 de abril e contou com cerca de 100 mil visitantes. O compromisso, assumido pelo Município de Rio Maior em promover a gestão adequada de resíduos deste evento e o planeamento em parceria com a Valorsul, vem mostrar que é possível separar para reciclar sempre e em todos os espaços.

O apoio da Valorsul passou pela cedência de equipamentos, materiais informativos sobre as regras da reciclagem e pela “Brigada da Limpeza”, que assegurou a correta separação dos resíduos, para além da própria recolha pela equipa da Valorsul.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

“TROCA DE PAPEL POR PLANTAS” EM ALCOBAÇA PRESERVA 120 ÁRVORES 17 de abril de 2019

ECOEVENTO VALORSUL

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Árvore, a campanha “Troca de papel por plantas”, em Alcobaça, conseguiu encaminhar para reciclagem perto de 8 toneladas de papel e cartão.

Durante 3 dias o município ofereceu plantas e kits de ecopontos a quem entregasse papel, revistas, jornais e cartão para reciclar, num evento com o apoio da Valorsul.

Como contrapartida financeira, a Valorsul entregou 435€ ao município, mas o maior contributo deste evento ambiental foi evitar o abate de 120 árvores.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

EXCELÊNCIA DA VALORSUL NA GESTÃO DE RESÍDUOS DISTINGUIDA 15 de abril de 2019

PRÉMIOS ERSAR

A Valorsul foi reconhecida pela excelência do serviço que presta como entidade gestora de resíduos ao vencer os “Prémios Qualidade dos Serviços de Gestão de Resíduos Urbanos”, atribuídos, pela primeira, vez no Fórum Nacional de Resíduos. Para além de ter recebido o Selo de Qualidade de Serviço ERSAR 2018, a Valorsul foi eleita como vencedora na sua categoria, entre as oito entidades nomeadas.

Os “Prémios de Excelência” visam distinguir a entidade com melhor desempenho, considerando a cobertura dos gastos, a reciclagem de resíduos de recolha seletiva, a renovação do parque de viaturas, resposta a reclamações, entre outros critérios.

A atribuição deste prémio é realizada por um Júri independente constituído pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas, Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental, Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos, Associação para a Gestão de Resíduos, Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais, DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, Jornal Água & Ambiente e pela própria ERSAR.

Este prémio reconhece o mérito e empenho da empresa que cumpriu, em 2018, todas as metas ambientais com menos custos para os cidadãos e que, além disso, viu a reciclagem aumentar em todos os materiais. A Valorsul mantém-se comprometida com os mais elevados padrões de qualidade e de serviço público que presta aos municípios e cidadãos.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

VALORSUL EQUIPA ESCOLAS DE LISBOA 11 de abril de 2019

Terminou hoje a entrega dos equipamentos que vão facilitar a separação dos materiais para reciclar nas escolas de Lisboa que responderam afirmativamente ao desafio da Valorsul para aumentarem a sua participação na reciclagem. Foram entregues em 63 escolas de Lisboa, 230 suportes de sacos, 6900 sacos para recolha de embalagens e 1700 kits de bolsas reutilizáveis Azuis e Amarelas para separação nas salas de aula.
As escolas aderentes estão a partir de agora, ainda mais preparadas para garantir a separação do papel, cartão, plástico e metal nos recintos escolares.

Estas escolas pertencem a um grupo de mais de 300 estabelecimentos e dezenas de instituições de 19 municípios que participam no Programa ECOVALOR e nos concursos de separação de recicláveis promovido pela empresa de tratamento de resíduos Valorsul.

A Valorsul paga um prémio a todas as escolas que consigam atingir um bom desempenho na reciclagem. E quanto melhor for esse desempenho, maior é o prémio. Na edição do ano passado, no global, foi possível atribuir prémios no valor de 40 mil euros. E maior é também a recompensa ambiental. Na edição do ano passado as escolas da Valorsul reciclaram 309 toneladas de plástico & metal e 190 toneladas de papel & cartão.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

 

Com o apoio:

CARNAVAL DE TORRES VEDRAS BATE RECORDE DE RECICLAGEM 14 de março de 2019

VALORSUL RECEBEU 13 TONELADAS PARA RECICLAR DESTE ECOEVENTO
ESTE ANO, ATÉ AS SERPENTINAS FORAM RECICLADAS!


O Carnaval de Torres Vedras é um exemplo de evento que aposta na reciclagem dos resíduos produzidos. Os participantes separaram nos ecopontos disponíveis perto de 7 toneladas de plástico e metal; mais de 4 toneladas de vidro e perto de 2 toneladas de papel e cartão, batendo o recorde de reciclagem deste evento.
Devido a este bom desempenho, a Valorsul vai entregar uma contrapartida no valor de 1.950 euros. Este ano, o município decidiu que será entregue à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras.
O evento contou ainda com o apoio da Novo Verde, com “ecopontos humanos” que ajudaram a tornar a separação ainda mais fácil e divertida.

 


25 ECOEVENTOS NA VALORSUL EM 2018
Todos os anos, a Valorsul desafia os municípios organizadores de eventos a solicitar a classificação de Ecoevento. A Valorsul oferece formação e apoio para a gestão adequada de resíduos e uma contrapartida financeira de acordo com a quantidade de resíduos recolhidos seletivamente. Em 2018, na Valorsul, foram promovidos 25 Ecoeventos que possibilitaram a reciclagem de mais de 100 toneladas de material e o apoio a inúmeras instituições a quem foi entregue a contrapartida.

 

E DEPOIS DO EVENTO, O QUE ACONTECE AO MATERIAL?
Os materiais recicláveis recolhidos de forma seletiva durante os eventos da região Oeste (plásticos, metais, vidro, papel e cartão) são desviados do aterro e transportados para o centro de triagem da Valorsul, no concelho do Cadaval, onde vão ser preparados para serem aceites por cada uma das indústrias de reciclagem, a quem serão entregues.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

RECICLAGEM NA VALORSUL ATINGE VALOR MAIS ALTO DE SEMPRE 14 de janeiro de 2019

A empresa cumpriu em 2018 todas as metas ambientais com menos custos
Estão de parabéns os habitantes dos 19 municípios servidos pela Valorsul. A empresa conseguiu cumprir, em 2018, todas as metas ambientais impostas pelo Estado Português no que respeita à reciclagem e desvio de resíduos dos aterros.
Em 2018 a reciclagem aumentou em todos os materiais: vidro; papel e cartão; plástico e metal. No global, entraram nos Centros de Triagem da empresa mais 9 mil toneladas de material para reciclar do que no ano anterior e foi ultrapassado o record de recicláveis recebidos num ano.
A separação nos ecopontos de papel e cartão foi a que registou um crescimento superior (mais 17% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de plástico e metal para reciclagem (mais 14%). A reciclagem de vidro cresceu 6%.

Em 2018, cada habitante enviou, em média, 50 kg de materiais para reciclar
A exigente meta imposta à Valorsul foi cumprida. Em 2018 registou-se o envio para as indústrias recicladoras de 50 kg de material por cada habitante da região. A Valorsul também não podia ultrapassar os 23% de resíduos biodegradáveis depositados em aterro e cumpriu. No global, a Valorsul enviou para reciclagem (embalagens, orgânicos e outros) 40% dos seus resíduos urbanos, cumprindo também esta importante meta.

 

Metas cumpridas com menos custos para os cidadãos
O resultado foi conseguido poupando cerca de 30 milhões de euros do investimento inicialmente previsto (por isso com menos custos para os cidadãos). Esse investimento foi substituído por uma forte aposta na otimização e partilha de infraestruturas já existentes.

 

Região Oeste regista os maiores crescimentos
Nos 14 municípios do Oeste, esta evolução na reciclagem foi ainda mais positiva, com crescimentos de mais 11% no vidro, mais 24% no papel/cartão e mais 26% de entrega de embalagens de plástico e metal. Este crescimento acentuado deveu-se a um forte investimento na recolha seletiva realizado pela empresa com mais 1500 ecopontos, mais 28 viaturas de recolha e campanhas de sensibilização.

 

Com o apoio:

 

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

RECYCLE BINGO VENCE MAIS UM PRÉMIO 27 de novembro de 2018

A APLICAÇÃO MOBILE QUE DÁ PRÉMIOS REAIS A QUEM RECICLA TAMBÉM GANHA PRÉMIOS

Os Prémios de Criatividade Sapo 2018 reconheceram como vencedor o Recycle Bingo, na categoria serviços. De entre várias dezenas de nomeados, os Prémios SAPO distinguiram a melhor criatividade, talento e inovação em Portugal em termos de comunicação digital.

Esta aplicação já tinha sido galardoada este ano pelos Prémios Meios & Publicidade (OURO) e recebeu o prémio prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda bronze em User Design Experience (UX), prémios do XX Festival Anual de Publicidade, organizado pelo Clube de Criativos de Portugal.

Até agora o Recycle BinGo conta com 17.200 downloads, 7.600 utilizadores, 23.000 check-ins e 6.343 fãs no facebook. Com esta app ir ao ecoponto é uma animação e acreditamos que o Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir os objetivos nacionais em matéria de reciclagem.

É por isso que este é, provavelmente, o jogo mais amigo do planeta, que resulta de um trabalho conjunto entre a VALORSUL, a AMARSUL e a VALORLIS. As 3 empresas tratam e valorizam cerca de um quarto de todos os resíduos urbanos do país, tendo uma importante responsabilidade no cumprimento das exigentes metas de reciclagem até 2020. Este projeto foi financiado pelo Fundo Ambiental e já está disponível também na área da ALGAR e da ERSUC.

 

Sobre a APP
A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

COMPOSTAR, OUTRA FORMA RECICLAR! 21 de novembro de 2018

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos


COMPOSTAR, OUTRA FORMA RECICLAR!
Durante o mês de Novembro, a Valorsul está a oferecer, em parceria com os Municípios e Juntas de Freguesia, ações de formação e ainda um compostor a cada família participante.
A compostagem doméstica é um processo 100% natural. Os vegetais, as folhas do jardim e as plantas secas ganham uma vida nova e transformam-se em composto para fertilizar a terra.
A Valorsul convida as famílias residentes num dos 14 municípios do Oeste que tenham quintal, horta ou jardim a dedicar-se à compostagem. Para tal devem contactar o seu município para saber onde se realizam as próximas formações e se ainda há vagas ou inscrever-se na ação que se vai realizar nas instalações da Valorsul.

Valorsul oferece compostor e formação em compostagem
Inserida na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2018, haverá uma formação gratuita, com entrega de um guia prático de compostagem e a oferta de um compostor. Esta sessão vai acontecer no dia 24 de novembro, às 11h00, nas instalações da Valorsul, no Cadaval. As famílias interessadas, que morem na região Oeste ainda vão a tempo de participar. As inscrições estão abertas até ao dia 17/11/2018 e devem ser feitas para o e-mail valorsul@valorsul.pt e aguardar confirmação.

O programa "Compostar, outra forma de reciclar" beneficia do apoio do PO SEUR, que financiou as ações de formação e os materiais de comunicação.

 

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos
A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 17 e 25 de novembro de 2018. O tema central este ano é alertar para a necessidade de reduzir o consumo de produtos com conteúdos perigosos. É tempo de diminuir o uso deste tipo de produtos nos espaços que nos rodeiam, como por exemplo nas casas de banho, cozinhas, garagens, sotãos, etc! O objetivo é aumentar a consciência da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Finalmente uma solução para aquela lata de tinta! 09 de novembro de 2018

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

Tem em casa um produto perigoso e não sabe como se desfazer dele sem prejudicar o ambiente? Aqui tem uma solução. De 17 a 25 de novembro, a Valorsul lança uma campanha de recolha de pequenas quantidades de resíduos perigosos. Exemplos de resíduos que estaremos a receber: latas com tinta, diluentes, pesticidas, inseticidas, líquidos de fotografia, devidamente acondicionados em embalagem fechada. A entrega só é possível no Ecocentro do Lumiar que vai estar aberto nos dois sábados (17 e 24). Os resíduos recolhidos serão depois encaminhados para um operador licenciado.
Esta campanha insere-se nas iniciativas da "Semana Europeia da Prevenção", uma semana para refletirmos sobre a quantidades de resíduos que produzimos na europa.
As ações dedicadas à prevenção de resíduos podem ter como tema qualquer um dos “3 R’s”: reduzir, reutilizar e reciclar e vão, por exemplo, desde a reutilização e recuperação de objetos até ao combate do desperdício alimentar. Todos podem contribuir, organizações e cidadãos, para a redução do lixo e para a promoção da economia circular.
Junte-se a este movimento que contribui para uma Europa com menos resíduos e inscreva a sua ação até 9 de Novembro em www.ewwr.eu.

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos
A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 17 e 25 de novembro de 2018. O tema central este ano é alertar para a necessidade de reduzir o consumo de produtos com conteúdos perigosos. É tempo de diminuir o uso deste tipo de produtos nos espaços que nos rodeiam, como por exemplo nas casas de banho, cozinhas, garagens, sotãos, etc! O objetivo é aumentar a consciência da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

VALORSUL REFORÇA CAPACIDADE DE RECICLAGEM 06 de novembro de 2018

Entrega de viaturas aos municípios da Região Oeste


Estão já entregues aos municípios da região Oeste 9 das 14 viaturas que vêm reforçar a frota de recolha seletiva. Estas carrinhas vão apoiar a realização de circuitos de maior proximidade, em escolas e no pequeno comércio, por exemplo.

Este investimento faz parte do plano de investimentos da Valorsul a realizar até 2021, que totaliza 55 milhões de euros. As novas viaturas permitirão otimizar as condições para a recolha de recicláveis assim como aumentar as quantidades encaminhadas para reciclagem.

O objetivo é dotar os concelhos desta região - Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras – de capacidade adicional de reciclagem, contando para tal com a parceria das respetivas autarquias.

A disponibilização destes meios complementares de recolha seletiva, financiados pelo programa POSEUR, vem contribuir para o alcance das metas de reciclagem do PERSU 2020, cujo compromisso para a área da Valorsul se traduz na reciclagem 49 quilos de embalagens por habitante, por ano.

Com o apoio:

 

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

COMÉRCIO A RECICLAR CHEGA AO OESTE 07 de agosto de 2018

A Região Oeste recebe hoje a campanha Comércio a Reciclar, uma iniciativa da Valorsul para de promoção da reciclagem dirigida ao pequeno comércio. Entre 7 e 17 de Agosto serão visitados estabelecimentos comerciais nos municípios de Alcobaça, Lourinhã, Nazaré e Peniche.

Mais 1500 ecopontos. Mais 1500 razões para separar.

Até ao final do ano, serão instalados pela Valorsul mais 1500 ecopontos e a campanha Comércio a Reciclar coincide com a disponibilização destes novos equipamentos, procurando sensibilizar o pequeno comércio para separar para reciclagem as suas embalagens. Assim será possível desviar estes materiais do aterro e atingir as metas ambientais do país.
Na 1ª fase da campanha Comércio a Reciclar no Oeste, está prevista a visita a cerca de 1000 estabelecimentos como restaurantes, cafés, lojas e mercearias.
A sensibilização a estabelecimentos comerciais irá continuar durante este ano nos restantes municípios servidos pela Valorsul e até final de Novembro prevê-se que sejam visitados mais de 8.000 estabelecimentos.


Este projeto de incentivo à reciclagem tem o apoio PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

“É SÓ UM QUILO!” 30 de julho de 2018

CAMPANHA ARRANCA EM 4 MUNICÍPIOS


Arrancou, no dia 27 de Julho, na Nazaré, uma nova campanha de sensibilização às famílias para promover a reciclagem. Até ao final do mês, serão ainda visitados os municípios de Alcobaça, Lourinhã e Peniche.
“É só um quilo” é o que é pedido a cada pessoa para separar semanalmente nos ecopontos. Pode ser plástico, metal, vidro ou cartão. Se todos separarmos um quilo por semana, cumprimos as metas nacionais.
Os moradores das áreas servidas por novos ecopontos vão receber uma carta nas suas caixas do correio e a possibilidade de solicitar á Valorsul um Kit de reciclagem com 3 sacos para separar as embalagens em casa.
A campanha vem promover a utilização de mais 1500 ecopontos que a Valorsul está a instalar nos municípios da região Oeste, o que significa um aumento expressivo, de mais 50%, nos ecopontos disponibilizados pela empresa e é resultado de uma clara aposta da Valorsul na reciclagem.

Até 2021 o plano de investimentos da empresa ascende a 55 milhões de euros.


O reforço de ecopontos e a campanha de sensibilização “É só um quilo!” contam com o apoio do PO SEUR.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

PO SEUR: Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Comércio a Reciclar 17 de julho de 2018

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA E VALORSUL REUNEM ESFORÇOS PARA PROMOVER A RECICLAGEM NO COMÉRCIO


Arranca hoje em Lisboa uma campanha de sensibilização dirigida ao pequeno comércio para a correta deposição dos resíduos recicláveis. Entre 17 e 30 de Julho serão visitados cerca 2500 estabelecimentos.
A campanha Comércio a Reciclar coincide com a disponibilização de novos equipamentos subterrâneos, pela Câmara Municipal de Lisboa, que vêm facilitar a participação na reciclagem por parte do comércio pois estão dotados de porta comercial. Será distribuído um cartão de utilizador aos estabelecimentos para abrir esta porta.

Os novos ecopontos subterrâneos não pretendem substituir a recolha porta-a-porta mas complementá-la indo ao encontro das necessidades do comércio e restauração e a sua utilização não tem custos para os aderentes.
A campanha de sensibilização que decorre este mês é realizada em parceria com a Valorsul. A sensibilização a estabelecimentos comerciais irá continuar nos 19 municípios servidos pela Valorsul. Até final de Novembro prevê-se a visita a mais de 8.000 estabelecimentos, como restaurantes, cafés, lojas e mercearias.

O projeto tem o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

 

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Escolas da Valorsul salvam a vida a 3.700 árvores 05 de julho de 2018

E evitam a importação de 1.900 litros de peróleo


Estão de parabéns as 250 escolas participantes nos concursos “Separa e Ganha” da Valorsul, que enviaram para reciclar 309 toneladas de plástico & metal e 190 toneladas de papel & cartão.
A maior recompensa é a ambiental: a reciclagem do papel e cartão evitou o abate de 3.700 árvores e todo o plástico separado equivale a 1.900 litros de petróleo. As escolas foram também premiadas, num total de mais de 39.700€.
No ano letivo que agora termina, o Ecovalor, programa de educação ambiental da Valorsul para a comunidade escolar, chegou a 250 escolas, o que se traduziu no envolvimento de mais de 50 mil alunos. Para além dos concursos escolares, a Valorsul complementa a sua oferta com ações de sensibilização, visitas às suas instalações e materiais informativos sobre a reciclagem.
Mantendo o seu compromisso com a educação ambiental e também com as metas da reciclagem, a Valorsul reconhece o papel fundamental das escolas e do trabalho em parceria com os municípios.

 


INSTITUIÇÕES TAMBÉM APRENDEM A RECICLAR
Este ano letivo, pela primeira vez, o Ecovalor recebeu o contributo de instituições que quiseram associar-se ao projeto e separar também as suas embalagens e papel participando neste concurso.
Logo no primeiro ano, foi possível envolver 22 instituições (Bombeiros, Centros Paroquiais, Centros de Dia e Lares) que no global separaram mais de 18 toneladas de plástico e metal e 13 toneladas de papel e cartão.
As instituições receberam prémios de participação no valor global de € 1.500,00.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Recycle BinGo vence melhor aplicação 2018 02 de julho de 2018

Prémios de criatividade da revista "Meios e Publicidade"


O jogo Recycle BinGo alcançou o OURO na categoria "melhor aplicação" da edição 2018 dos Prémios Meios & Publicidade.

É mais um prémio, que acresce aos prémios do XX Festival Anual de Publicidade, importante evento nacional no âmbito da Comunicação Social que é organizado pelo Clube de Criativos de Portugal desde o ano de 1997. A App Recycle BinGo, desenvolvida pelas empresas Amarsul, Valorsul e Valorlis, recebeu o prémio prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda um bronze em User Design Experience (UX).

 

Sobre a APP

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele.

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

www.recyclebingo.pt

VALORSUL RECEBE SELO DE QUALIDADE 23 de abril de 2018

VALORSUL RECEBE SELO DE QUALIDADE


A ERSAR, entidade que regula o setor das águas e dos resíduos, anunciou os vencedores do “Selo de qualidade em gestão de resíduos urbanos”. A Valorsul é uma das 12 empresas que mereceram essa distinção. A cerimónia de entrega dos selos decorreu no dia 19 de abril, durante o 12.º Fórum Nacional de Resíduos, em Lisboa

VALORSUL INVESTE 55 MILHÕES 20 de abril de 2018

VALORSUL INVESTE 55 MILHÕES PARA MELHORAR A GESTÃO DE RESÍDUOS

Está em marcha, na Valorsul, um forte investimento com o objetivo de melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa aos municípios e aos cidadãos.
Até 2021 o plano de investimentos da empresa ascende a 55 milhões de euros e vem compensar a última meia década de contenção.

 

FORTE APOSTA NA RECICLAGEM
O plano já está a ser executado e inclui 8100 contentores para reciclagem e 1500 novos locais de recolha seletiva; 28 viaturas para renovar e reforçar a recolha de recicláveis e ainda a remodelação dos dois Centros de Triagem.
Está também prevista uma nova unidade para compostagem de resíduos verdes e a instalação de painéis solares em 5 unidades da empresa.

 

ESTRATÉGIAS INOVADORAS PARA SENSIBLIZAR
A mobilização dos cidadãos é imprescindível para que estes investimentos resultem num expressivo aumento da reciclagem. Por isso, a empresa está focada em sensibilizar as pessoas. Haverá, nos próximos meses, um grande investimento em comunicação com diferentes estratégias para escolas, comércio, eventos e famílias.

Contribuindo para a viabilizar a implementação destas estratégias, a Valorsul viu serem aprovadas 3 candidaturas ao PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos. Na globalidade, a contribuição do fundo será cerca de € 4.700.000 para as 3 operações. Prevê-se que estes investimentos sejam realizados em 2018:

- Equipamento de recolha seletiva e estudo de localização: €2.400.000.

- Comunicação Ambiental: candidatura liderada pela Valorsul e que tem como beneficiárias todas as empresas do grupo EGF: €2.200.000. Caberá à Valorsul executar 32,5% deste montante, com as seguintes ações:

I - Programa Ecovalor: programa de educação ambiental da Valorsul que tem por missão promover a reciclagem e as boas práticas ambientais. O objetivo é ter as escolas e as instituições na linha da frente da separação de materiais recicláveis. Para tal, os participantes terão acesso a ações de sensibilização, visitas à Valorsul e aos concursos “Separa e Ganha no Amarelo e no Azul”.

II- Comércio a Reciclar: projeto de incentivo à reciclagem através da sensibilização porta a porta a estabelecimentos comerciais nos 19 municípios servidos pela Valorsul e prevê-se a visita a mais de 8.000 estabelecimentos.

III - Programa Eco Eventos: tem como objetivo reduzir o impacte ambiental e aumentar as recolhas de recicláveis dos eventos realizados na área de intervenção da Valorsul através do apoio aos municípios e entidades organizadoras com equipamento auxiliar à recolha, ações de sensibilização aos colaboradores dos estabelecimentos produtores de resíduos e aos participantes no evento. Seja um grande ou pequenos evento, um evento desportivo local ou uma corridas e maratona, a aposta é em desviar para reciclagem os resíduos produzidos.

- Campanhas de sensibilização: € 92.000, para as áreas da compostagem e recolha seletiva.

 

Com o apoio:

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

RECICLAGEM CRESCE NA VALORSUL 15 de março de 2018

RECICLAGEM CRESCE NA VALORSUL

A recolha seletiva de embalagens assistiu em 2017 a um aumento de 6%, na área da Valorsul. A tendência positiva foi registada em todos os materiais e em todos os municípios. A Valorsul voltou a cumprir este ano a meta estabelecida de envio de embalagens para reciclar, alcançando, em 2017, os promissores 45 kg por habitante por ano.

O grande objetivo é chegar a 2020 com este indicador nos 49 kg/habitante.

Atualmente a Valorsul envia para reutilização e reciclagem 28% dos seus resíduos municipais (incluindo a valorização orgânica).

Reduzir a colocação de resíduos biodegradáveis em aterro também é um objetivo nacional e a Valorsul manteve a deposição inferior à meta.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Ecovalor - Programa de Educação Ambiental 02 de janeiro de 2018

Ao reciclar estamos todos a ganhar
Está em curso a 17ª edição do Ecovalor, o programa de educação ambiental da Valorsul que tem por missão promover a reciclagem e as boas práticas ambientais.
O Ecovalor decorre nos 19 municípios da área de intervenção da Valorsul e está previsto o envolvimento de 200 escolas e de 80 instituições de solidariedade social. O objetivo é ter as escolas e as instituições na linha da frente da separação de materiais recicláveis.


Neste programa a reciclagem tem duplo valor. Os materiais recicláveis voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria prima e as escolas e instituições são premiadas pelo seu bom desempenho ambiental.
Para tal, os participantes terão acesso a ações de sensibilização, visitas à Valorsul e a prémios que poderão ir até 1000 euros. Estes prémios são atribuídos, no concurso “Separa e Ganha”, aos estabelecimentos de ensino ou IPSS pela separação de plástico & metal e de papel & cartão e distinguirá as que mais quantidade separarem por município. A expectativa para esta edição é enviar para reciclar cerca de 430 toneladas de embalagens de plástico & metal e 306 toneladas de papel & cartão.
Mais informações através do email valorsul@valorsul.pt ou ecovalor@valorsul.pt.

 


Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA
Tel.: 21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

A Corrida de S. Silvestre da Amadora é um EcoEvento 29 de dezembro de 2017

Mantendo a tradição, a São Silvestre da Amadora realiza-se no último dia do ano, a 31 de dezembro. Para a 43.ª edição, a organização da São Silvestre mais antiga de Portugal Continental aposta forte no desporto para todas as idades. Além da habitual corrida de 10 km, surge a novidade: uma prova só para crianças. As inscrições encontram-se disponíveis e poderão ser feitas no sítio oficial do evento: saosilvestredaamadora.pt.

Outra das novidades desta prova é a preocupação ambiental da organização (CM Amadora e Desportivo Operário do Rangel), que em conjunto com a Valorsul, irão proceder à recolha das embalagens produzidas no evento, com o objetivo de serem encaminhadas para reciclagem.

A Valorsul cede o apoio logístico para a recolha de embalagens e atribuirá uma contrapartida financeira em função da quantidade de embalagens recolhidas, que reverterá para a coletividade organizadora.

Termine o ano 2017 a correr! Participe na Corrida São Silvestre da Amadora!

Finalmente uma solução para aquela lata com tinta! 23 de novembro de 2017

Tem em casa um produto perigoso e não sabe como se desfazer dele sem prejudicar o ambiente? Aqui tem uma solução. De 20 a 24 de novembro, a Valorsul lança uma campanha de recolha de pequenas quantidades de resíduos perigosos. A entrega só é possível no Ecocentro do Lumiar. Os resíduos recolhidos serão depois encaminhados para um operador licenciado. Esta campanha insere-se nas iniciativas de " Semana Europeia da Prevenção", uma semana para refletirmos sobre a quantidades de resíduos que produzimos na europa. Veja mais iniciativas em Portugal em http://www.ewwr.eu/">www.ewwr.eu e em www.valorsul.pt.

Na área da Valorsul vão decorrer 25 ações dedicadas à prevenção de resíduos, desde a reutilização e recuperação de objetos até ao combate do desperdício alimentar. Saiba quais são em www.valorsul.pt e junte-se também a este movimento que pretende a redução do lixo e a promoção da economia circular.

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos
A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 18 e 26 de novembro de 2017. Este ano o tema é "Dê uma nova vida" aos resíduos, que visa encorajar a reutilização e separação de resíduos em vez de os deitar fora. O objetivo é aumentar a consciencialização da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

 

Exclusivo do Tratamento de Resíduos Urbanos de Pequenos Produtores é da Valorsul 22 de agosto de 2017

Exclusivo do Tratamento de Resíduos Urbanos de Pequenos Produtores é da Valorsul
Um particular pode entregar ou vender os seus resíduos urbanos a qualquer operador?
Não. Se for um pequeno produtor na área da Valorsul deve entregar a esta entidade.

O site da Agência Portuguesa de Ambiente explica de forma clara: "só podem ser entregues a um operador de gestão de resíduos que não o SGRU" (no nosso caso, a Valorsul), "se se tratar de um produtor com produção superior a 1100 L/dia. No caso de pequenos produtores de resíduos (menor que 1100 L/dia), a gestão do resíduo é da exclusividade do Município, pelo que não pode ser entregue a um operador de gestão de resíduos que não os SGRU."

A exclusividade tem uma razão de ser: É que é aos municípios e aos Sistemas que cabe cumprir as metas nacionais de reciclagem destes resíduos, fazer os investimentos para as alcançar e pagar as penalizações se as não cumprir.
Desviar resíduos urbanos recicláveis de pequenos produtores para outros operadores, sem envolver a Valorsul, é penalizar os municípios e os munícipes que irão ver os investimentos menos rentabilizados e a tarifa do sistema penalizada.

Ajude-nos a cumprir a nossa missão.
Fonte - P.12 em: http://apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=84&sub2ref=1414&sub3ref=1417

Escolas da Valorsul salvam a vida a 2.900 árvores 21 de junho de 2017

Resultados divulgados em encontro ambiental


ESCOLAS DA VALORSUL
SALVAM A VIDA A 2.900 ÁRVORES
E EVITAM A IMPORTAÇÃO DE 2.000 LITROS DE PETRÓLEO


Estão de parabéns as 352 escolas participantes nos concursos "Separa e Ganha" da Valorsul, que enviaram para reciclar 324 toneladas de plástico & metal e 147 toneladas de papel & cartão.
A maior recompensa é a ambiental: a reciclagem do papel & cartão evitou o abate de 2.900 árvores e todo o plástico separado permitiu baixar a importação de petróleo em 2.000 litros. As escolas foram também premiadas, num total de mais de 37.000€.

Nas embalagens destaca-se o desempenho da EB1/JI Sacadura Cabral da Amadora que separou mais de 6.500 kg e de duas escolas do Cadaval: a EB1 Painho EB1/JI com cerca de 10.000 Kg e a EB1/JI Dagorda que atingiu 11.500 Kg!
Já no Azul, salienta-se o empenho das escolas EB1 de São Martinho do Porto, com mais de 6.500 Kg, e da EB1 de Vimeiro, que ultrapassou os 7.000 Kg, ambas de Alcobaça. E ainda a EB1/JI Moita dos Ferreiros, na Lourinhã, que apresentou um excelente resultado, com 13.000 Kg de papel & cartão.

No ano letivo que agora termina, o Ecovalor, programa de educação ambiental da Valorsul para a comunidade escolar, chegou a 300 escolas, o que se traduziu no envolvimento de 53.000 alunos. Para além dos concursos escolares, a Valorsul complementa a sua oferta com ações de sensibilização, visitas às suas instalações e materiais sobre a reciclagem.

Mantendo o seu compromisso com a educação ambiental e também com as metas da reciclagem, a Valorsul reconhece o papel fundamental das escolas e do trabalho em parceria com os municípios.
No dia 30 de Junho, foram apresentados oficialmente os resultados, nas instalações da Valorsul, no Cadaval, perante os técnicos de ambiente e resíduos dos 19 municípios.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça | Alenquer | Amadora | Arruda dos Vinhos | Azambuja | Bombarral | Cadaval | Caldas da Rainha | Lisboa | Loures | Lourinhã | Nazaré | Óbidos | Odivelas | Peniche | Rio Maior | Sobral de Monte Agraço | Torres Vedras | Vila Franca de Xira.A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA
Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Valorsul lança novo agregado 12 de maio de 2017

Produto inovador

VALORSUL LANÇA NOVO AGREGADO
E OFERECE 20 TONELADAS ÀS PRIMEIRAS 20 ENCOMENDAS


Na sua campanha de lançamento, a Valorsul cede gratuitamente uma carga de 20 toneladas, com transporte incluído, às primeiras 20 encomendas. As quantidades adicionais só pagam o transporte. A oferta é limitada a um raio de 60 km das instalações em Vila Franca de Xira.

O agregado da Valorsul é um produto com marcação CE, conforme com a legislação europeia e com as normas europeias harmonizadas. O material foi estudado, com excelentes resultados, e aprovado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil. Este material é inovador em Portugal, mas é habitualmente usado noutros países do norte da Europa, como Reino Unido, Noruega e Alemanha.

No domínio da pavimentação rodoviária, este agregado artificial - próprio para camadas não ligadas de base e sub-base - constitui uma solução muito bem adaptada à construção rodoviária dado que possui características idênticas às dos agregados naturais, sendo uma alternativa de confiança, que associa um comportamento não plástico, elevados valores de resistência ao corte a uma boa capacidade resistente. De granulometria extensa, foi já utilizado na sub-base de estradas onde circulam habitualmente viaturas pesadas e também em arranjos paisagísticos em diversas obras municipais. A sua produção está em conformidade com as especificações da NP EN 13242:2002 + A1:2010.

 

VANTAGENS AMBIENTAIS
O agregado artificial da Valorsul, provém da valorização de resíduos, pelo que se enquadra nos 5% de materiais reciclados que obrigatoriamente todas as obras públicas devem incorporar. Além disso, é um exemplo perfeito de economia circular, poupando o recurso aos agregados naturais, tantas vezes extraídos de pedreiras e rios.

Para quem está a construír estradas ou caminhos e precisa de adquirir brita ou tout venant (e vai arcar com avultados custos de transporte), esta é uma oportunidade de poupar na conta da sua obra e nos recursos do seu planeta.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça | Alenquer | Amadora | Arruda dos Vinhos | Azambuja | Bombarral | Cadaval | Caldas da Rainha | Lisboa | Loures | Lourinhã | Nazaré | Óbidos | Odivelas | Peniche | Rio Maior | Sobral de Monte Agraço | Torres Vedras | Vila Franca de Xira.A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

Informações adicionais:

Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA
Tel.21 953 59 91

Telemóvel: 939900503

E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Valorsul vence prémio "Empresa Solidária" 20 de março de 2017

Valorsul vence prémio "Empresa Solidária"


A Valorsul foi uma das 3 vencedoras do Prémio Empresa Solidária, distinção atribuída pela Câmara Municipal da Amadora às empresas que mais se destacaram durante o ano 2016, em matéria de Responsabilidade Social. Nesta edição, concorreram à distinção 13 empresas.

O objetivo é homenagear organizações que contribuem, de forma positiva, para a sociedade, gerindo também os seus impactes ambientais. A Valorsul concorreu com o seu Programa Ecovalor que em 2016 proporcionou aos estudantes do município 36 visitas às suas instalações, para 800 participantes e 21 ações de sensibilização na sala de aula, abrangendo 450 participantes.

O maior sucesso do Ecovalor são os concursos de separação de recicláveis nas escolas, em que os estabelecimentos de ensino recebem prémios monetários de acordo com as quantidades de materiais que enviam para reciclar. Em 2016, as escolas da Amadora receberam prémios no valor de quase € 2.000,00 e foi possível recolher 10 toneladas de plástico e metal e 14 toneladas de papel e cartão. O papel e cartão separados pouparam o abate de 300 árvores.

O júri incluiu representantes do município, das associações relacionadas com a responsabilidade social e do mundo empresarial.

EPAL e Valorsul parceiras na sensibilização para a gestão eficiente da água e dos resíduos 30 de janeiro de 2017

Parceria entre a EPAL e a Valorsul


EPAL e Valorsul parceiras na sensibilização para o uso eficiente da água e para as boas práticas face aos resíduos produzidos.

No dia 31 de janeiro, às 17 horas, no Museu da Água, em Lisboa, a EPAL e a Valorsul assinam um Protocolo, no âmbito da Comunicação e Educação Ambiental, que passa por um plano conjunto de iniciativas a implementar junto das escolas e da população em geral. Neste trabalho de parceria as duas entidades vão tratar dois temas de relevo, quer para os cidadãos quer para o ambiente.

Os princípios de desenvolvimento sustentável da EPAL e da Valorsul refletem-se neste acordo e, aliados aos objetivos e estratégia de Comunicação e Educação Ambiental de ambas as empresas, vão fazer coincidir a mensagem das ações a desenvolver. Será dado destaque à importância do Uso Eficiente da Água e do Ciclo Urbano da Água e à prevenção, reutilização e reciclagem máxima dos resíduos. As duas entidades comprometem-se assim a articular as matérias comuns de Comunicação e Educação Ambiental nos domínios da água e dos resíduos.

As duas empresas acordaram em desenvolver uma estratégia conjunta junto de públicos-alvo específicos, em toda a área geográfica abrangida por ambas as entidades. Os estabelecimentos de ensino serão um público-alvo prioritário e serão desenvolvidas campanhas de voluntariado conjuntas, envolvendo a comunidade escolar. Serão partilhados recursos para comunicação de objetivos ambientais comuns e poderão ser realizadas em conjunto candidaturas a projetos, no âmbito dos programas da União Europeia ou outros.

Ainda no âmbito desta parceria, o concurso "Separa e Ganha", promovido pela Valorsul com o objetivo de aumentar a quantidade e qualidade das embalagens separadas no Ecoponto Amarelo, será apoiado também pela EPAL na vertente do uso eficiente da água, na atribuição de prémios às escolas vencedoras no concelho de Lisboa, com a instalação de novos bebedouros de água, entrega de garrafas Fill Forever aos melhores alunos e instalação gratuita do serviço waterbeep®. No presente ano letivo, em Lisboa, esta iniciativa conta com a participação de 22 escolas e na edição anterior foram separadas 4 toneladas de plástico e metal.
A assinatura do Protocolo contará com a presença do Eng.º José Sardinha, Presidente da EPAL, e da Dra. Gabriela Ventura, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul.

Valorsul tem uma nova marca 08 de novembro de 2016

Valorsul tem uma nova marca


Como empresa de referência no setor do Ambiente, a Valorsul concretiza o desafio de alteração da sua marca, passando a assumir o novo logotipo em todas as suas formas de representação corporativa.

Mantendo a designação da empresa tal qual é conhecida e em respeito pela sua história, a Valorsul pretende com esta alteração ter um posicionamento corporativo alinhado com os seus valores e assumindo uma imagem moderna para um novo ciclo que se abre.

Lisbon Week and Valorsul in partnership 28 de outubro de 2016

Lisbon Week and Valorsul in partnership


At the 4th edition of Lisbon Week, Valorsul is a partner of the educational project directed at schools in the parish of Lumiar. With this partnership, Valorsul will open the doors of its Triage and Ecocentro Center and carry out awareness actions for these students. The objective is to make known the activity of this facility and what to do with the garbage they produce.

Located in Lumiar and operating since February 2002, the Valorsul Triage and Ecocenter Center receives and treats the recyclable materials that citizens have separated in the counties of Amadora, Lisbon, Loures, Odivelas and Vila Franca de Xira. In 2015, approximately 57,000 tonnes of recyclables were received.

2,000 students will be involved, from 13 Lumiar schools, in creative workshops, in which students will reuse packaging, the Lisbon Week educational project, complies with the 3 R's policy - Reduce, Reuse and Recycle - and meets the objectives of Valorsul, in promoting the reuse of materials.

Escolas da Área Valorsul Separam e Ganham 21 de julho de 2016

Escolas da Área Valorsul Separam e Ganham


Mais de 24 mil euros em prémios e 233 toneladas separadas.

Terminou o concurso "Separa e Ganha", promovido pela Valorsul que levou 240 escolas de 19 municípios a separar o maior número de embalagens possível.

Em causa estava um prémio monetário de 50 cêntimos por cada saco fornecido pela empresa, cheio de embalagens para reciclar. As regras de separação eram as mesmas do Ecoponto Amarelo: latas, embalagens de plástico e pacotes de bebida. Além deste prémio acessível a todas as escolas, havia um prémio especial de 2,5 € por saco para as escolas de cada município que tivessem o melhor desempenho.

No final, 153 escolas tiveram direito a prémio e, no total, serão atribuídos mais de 24 mil euros.

As escolas que mais se destacaram foram a EB1/JI Sacadura Cabral, na Amadora, que separou 5.135 kg de embalagens; a EB1 Paínho, no Cadaval, que separou 5.486 kg e a EB1/JI Moita dos Ferreiros, na Lourinhã que conseguiu enviar para reciclagem 7.553 kg de embalagens.


Sobre a Valorsul


A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça | Alenquer | Amadora | Arruda dos Vinhos | Azambuja | Bombarral | Cadaval | Caldas da Rainha | Lisboa | Loures | Lourinhã | Nazaré | Óbidos | Odivelas | Peniche | Rio Maior | Sobral de Monte Agraço | Torres Vedras | Vila Franca de Xira.

A Valorsul valoriza mais de um quinto de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

 

 

 

Valorsul eleita Marca de Confiança dos Portugueses em 2016 05 de maio de 2016

Valorsul eleita Marca de Confiança dos Portugueses em 2016


A Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A., foi distinguida com o prémio Marca de Confiança dos Portugueses em 2016, na categoria de Ambiente, como a "empresa de tratamento de lixo" em que os consumidores mais confiam, com 24% dos votos dos inquiridos.

Numa pergunta aberta e sem referências de resposta, dirigida a 13.200 assinantes da revista Seleções de Reader's Digest, este foi o resultado de um estudo que todos os anos avalia a opinião dos consumidores sobre a confiança que depositam nas variadas marcas de diferentes produtos e serviços do mercado.

Este prémio é uma prova da confiança que a população deposita no trabalho da Valorsul e reflete o empenho e profissionalismo constantes no exercício da sua atividade.

A Valorsul considera que o reconhecimento recebido representa uma responsabilidade acrescida, a que continuará a responder com um profundo sentido de serviço público e de compromisso com os seus clientes e parceiros. Esta distinção é motivadora para dar continuidade a uma história que tem tanto de positivo no passado como tem de promissor no futuro.

Atualmente, a Valorsul afirma-se como uma empresa de excelência, inovadora, sustentável e socialmente responsável, dando especial importância ao incentivo de comportamentos ambientais corretos através de diversas ações de educação e sensibilização junto da população, contribuindo desta forma para a valorização do ambiente e para uma sociedade mais sustentável.

Vídeos Valorsul recebem prémio de comunicação 16 de julho de 2015

Vídeos Valorsul recebem prémio de comunicação


A Valorsul foi distinguida com o Grande Prémio APCE - Excelência em Comunicação, da APCE - Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa, na categoria de Video e Webcast, com três vídeos pedagógicos de curta duração, sobre o tema da gestão de resíduos.

Os 20 anos de atividade Valorsul, dicas de prevenção de resíduos e regras para a correta separação das embalagens, são os temas de 3 vídeos pedagógicos que têm vindo a ser apresentados nas visitas realizadas às instalações da Valorsul, alcançando cerca de 6 mil visitantes por ano.

Esta campanha da Valorsul, pretende incutir na população comportamentos corretos relativamente aos resíduos que produzem e promoção da gestão sustentável dos recursos do planeta.
Os vídeos foram produzidos em finais de 2014, no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, pela empresa criativa Videoattack.

A cerimónia de entrega do Grande Prémio APCE 2015 realizou-se a 14 de julho, em Lisboa, e tem por missão distinguir a excelência na Comunicação Organizacional, estimulando, reconhecendo e divulgando as iniciativas dos profissionais desta área.

Valorsul eleita Marca de Confiança dos Portugueses em 2015 11 de maio de 2015

Valorsul eleita Marca de Confiança dos Portugueses em 2015


A Valorsul foi distinguida com o prémio Marca de Confiança dos Portugueses em 2015, na categoria de Ambiente, como a "empresa de tratamento de lixo" em que mais confiam, com 25% dos votos dos inquiridos.
Numa pergunta aberta e sem referências de resposta, dirigida a 12.000 assinantes da revista Seleções de Reader's Digest, este foi o resultado de um estudo que todos os anos avalia a opinião dos consumidores sobre a confiança que depositam nas variadas marcas de diferentes produtos e serviços do mercado.

Este prémio é uma prova da confiança que a população deposita no trabalho da Valorsul e reflete o empenho e profissionalismo constantes no exercício da sua atividade.

Em 20 anos de atividade, celebrados em 2014, a Valorsul tratou e valorizou 14 milhões de toneladas de resíduos urbanos, produzidos por 1.6 milhões de cidadãos de 19 municípios das regiões de Lisboa Norte e Oeste.

O sistema de gestão integrada da Valorsul produziu nos últimos 20 anos mais de 4.4 milhões de energia e recolheu seletivamente 856 mil toneladas de resíduos de embalagem, que foram devidamente encaminhados para reciclagem. Foram ainda processadas 210 mil toneladas de matéria orgânica que deram origem a energia e a composto para a agricultura.

Atualmente, a Valorsul afirma-se como uma empresa de excelência, sustentável e socialmente responsável, dando especial importância ao incentivo de comportamentos ambientais corretos através de diversas ações de educação e sensibilização junto da população, contribuindo desta forma para uma sociedade com mais futuro.

Mais de 6,6 toneladas de embalagens geradas na Meia Maratona enviadas para reciclagem 02 de abril de 2015

Durante a Mini e Meia Maratona de Lisboa, que decorreu no dia 22 de março, foram recolhidas e enviadas para reciclagem mais de 6,6 toneladas de embalagens usadas. Os resíduos gerados durante a prova foram separados com a ajuda dos primeiros contentores concebidos especialmente para eventos ao ar livre, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa e da Sociedade Ponto Verde. No final, a Valorsul ajudou a tornar a iniciativa na primeira corrida ambientalmente sustentável ao recolher as embalagens geradas no local pelos mais de 40 mil participantes na prova.

Através deste projeto pioneiro, as três entidades contribuíram para dar um destino adequado aos mais de 6.600 kg de embalagens de bebidas consumidas durante e após a prova.

"As diversas corridas que se realizam hoje em dia são normalmente eventos onde existe uma grande produção de resíduos, razão que levou a Sociedade Ponto Verde a juntar-se à Câmara Municipal de Lisboa e à Valorsul para fazer deste um evento mais amigo do ambiente, dando o destino mais adequado aos resíduos produzidos", salienta Luís Veiga Martins, Diretor Geral da Sociedade Ponto Verde.

"A adesão à separação de embalagens por parte dos atletas e da população foi muito positiva. Este primeiro exemplo servirá com certeza de modelo e inspiração para outras iniciativas.", afirma João Figueiredo, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul.

A Meia Maratona de Lisboa foi o primeiro evento a receber a contentorização desenhada especificamente para este tipo de iniciativas, mas o objetivo é que a experiência possa ser alargada a outras cidades e eventos.

Meia Maratona de Lisboa recebeu primeiros contentores 23 de março de 2015

Meia Maratona de Lisboa recebeu primeiros contentores concebidos para a separação de embalagens em grandes eventos ao ar livre
No passado dia 22 de março, a Mini e Meia Maratona de Lisboa receberam os primeiros contentores concebidos especialmente para eventos ao ar livre, permitindo aos atletas colocar as garrafas de bebidas enquanto participavam na prova. A iniciativa resultou de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Sociedade Ponto Verde no desenvolvimento destes contentores especiais. Por sua vez, a Valorsul, reforçou os meios humanos de recolha de embalagens no local.

Através deste projeto, as três entidades pretendem contribuir para o aumento das taxas de reciclagem, incentivando a separação das embalagens usadas durante e após a prova.

"As maratonas são normalmente eventos onde existe uma grande produção de resíduos, podendo ser produzidas mais de duas toneladas de garrafas de PET de água e de refrigerantes. Ao apoiar este projeto, a Sociedade Ponto Verde pretende dar o seu contributo para que este tipo de eventos não deixe para trás um rasto de resíduos e para que uma cada vez maior quantidade de resíduos de embalagens sejam encaminhados para reciclagem", explica Luís Veiga Martins, Diretor Geral da Sociedade Ponto Verde.

"Aumentar os meios de sensibilização e assegurar que estas embalagens vão parar ao sítio certo é o nosso objetivo. Esta será com certeza uma de muitas iniciativas semelhantes que vamos incentivar, para garantir a reciclagem máxima das embalagens que são consumidas", afirma João Figueiredo, Presidente da Comissão Executiva da Valorsul.

A Meia Maratona de Lisboa foi o primeiro evento a receber a contentorização desenhada especificamente para este tipo de iniciativas, mas o objetivo é que a experiência possa ser alargada a outras cidades e eventos.

Valorsul comemora 20.º Aniversário 15 de setembro de 2014

A Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, SA, celebra amanhã, dia 16 de setembro, o seu 20.º aniversário.

Em 20 anos de atividade, a Valorsul tratou e valorizou 14 milhões de toneladas de resíduos urbanos, produzidos por 1.6 milhões de cidadãos de 19 municípios das regiões de Lisboa Norte e Oeste.

O sistema de gestão integrada da Valorsul produziu em 20 anos 4.215.864 MW de energia, o que representa uma receita de 337.067 milhões de euros, essencial para o equilíbrio do sistema e para a manutenção de uma tarifa de valorização de resíduos das mais baixas da Europa.

Em 20 anos foram ainda recolhidas seletivamente 856 mil toneladas de resíduos de embalagem, que foram devidamente encaminhados para reciclagem. Foram ainda processadas 210 mil toneladas de matéria orgânica que deram origem a energia e a composto para a agricultura.

Atualmente, a Valorsul afirma-se como uma empresa de excelência, sustentável e socialmente responsável, dando especial importância ao incentivo de comportamentos ambientais corretos através de diversas ações de educação e sensibilização junto da população, contribuindo desta forma para uma sociedade com mais futuro.

Parque temático ecológico da Turma da Mônica inaugurou na Amadora 15 de novembro de 2013

O parque temático ecológico da Turma da Mônica inaugurou no passado sábado, dia 16 de novembro, na Amadora. O dia ficou marcado por uma festa de celebração, com muita animação e insufláveis para os mais pequenos. Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal da Amadora e da Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A.

O parque, com cerca de quatro mil metros quadrados, encontra-se no espaço da Fábrica da Cultura, onde durante vários anos foi realizado o Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, e foi construído com recurso a vários materiais reciclados, alguns deles resultantes do desmantelamento das estruturas que estavam no local. No total, foram reutilizados na obra 100m3 de material orgânico, 1000 m3 de resíduos de demolição e construção retirados das edificações que se encontravam erigidas no local, e 14 m3 de borracha reciclada.

Foram ainda instalados 21 bancos de jardim, que resultam na sua totalidade de material reciclado. Além disso, durante a manutenção do parque, o corte da relva, que ronda os dois m3 em cada operação de corte é sempre entregue no Ecocentro e, posteriormente reencaminhada para a Estação de Tratamento e Valorização Orgânica.

Dada a quantidade dos materiais utilizados na obra (reciclados e reutilizados), o Parque foi submetido a uma candidatura no âmbito da Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos (que se realiza este ano de 16 a 24 de novembro), por intermédio da Valorsul.

No ano em que se celebra o 50.º aniversário da Mônica, personagem brasileira incontornável da história da banda desenhada, e num concelho conhecido pela divulgação da 9.ª arte, a Amadora e a Valorsul prestam homenagem ao criador da Turma da Mônica, Maurício de Sousa, que esteve associado a todo o processo de construção deste novo espaço verde.

A construção do parque permitiu requalificar uma zona degradada da cidade e implementar uma nova referência urbana, com características e vocações únicas, que conta com a presença das personagens da Turma da Mônica - a Mônica, o Cascão, o Cebolinha, a Magali, o Bidu, o Zé Lelé, o Chico Bento, entre tantos outros - a uma escala aumentada, estrategicamente posicionadas em vários locais, que possibilitam e incentivam o contacto direto e interativo com as crianças.

Filme da Valorsul premiado 15 de julho de 2013

O vídeo institucional "Valorsul, Cuidamos do Ambiente" foi galardoado pela revista Meios e Publicidade na categoria Setores de Atividades - Ambiente e Energia.

Lançado em abril de 2012, o vídeo ilustra de forma criativa a valorização dada aos resíduos de 1,6 milhões de habitantes que residem e trabalham na área de intervenção da Valorsul, num total de 19 municípios. Educativo e pedagógico, este filme já foi visto por mais de 6.000 visitantes às instalações da Valorsul e está disponível no portal da Valorsul e no Youtube.

Uma das particularidades do filme são os participantes do mesmo - colaboradores da empresa das várias instalações que dão o seu contributo diário para garantir que o lixo se transforma num recurso, como energia elétrica, agregado para a construção rodoviária, composto para a agricultura e materiais para reciclagem.

A concurso, na mesma categoria, esteve também um vídeo da EDP, que chegou à lista dos finalistas (shortlist) com o trabalho da Valorsul.

Os prémios foram entregues numa cerimónia realizada na terça-feira, dia 9 de Julho, em Lisboa, na sede da Microsoft em Lisboa.

Diretora de comunicação da Valorsul recebe prémio 'Comunicadora do Ano' 03 de julho de 2013

A diretora de comunicação da Valorsul, Ana Loureiro foi distinguida com o prémio 'Comunicadora do Ano' da Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa (APCE).

Numa cerimónia realizada ontem à noite em Lisboa, Ana Loureiro subiu ao palco para receber o galardão da APCE, que premeia anualmente os melhores profissionais e projetos na área da comunicação empresarial.

"Apesar de ter sido um ano de forte contenção orçamental, a equipa de comunicação da Valorsul conseguiu implementar projetos de grande valor para a população e dar uma resposta de qualidade em todas as vertentes da comunicação ambiental", destacou Ana Loureiro.

Entre os projetos mais emblemáticos, destacam-se o programa Ecovalor, reformulado para dar resposta a 19 municípios e à comunidade escolar, desde os jardins-de-infância até às universidades, incluindo universidades seniores.

Para a diretora de comunicação da Valorsul, a atividade de relações públicas e o contacto muito próximo com a população é um dos fatores de sucesso da comunicação da empresa, que aposta na proximidade e disponibilidade para receber as pessoas e informar com transparência.

Especialista em comunicação ambiental, Ana Loureiro é membro ativo de organizações nacionais e internacionais, onde participa com regularidade em conferências, reuniões e parcerias, com especial destaque para a ISWA - International Solid Waste Association e D-Waste. Através da D-Waste publicou textos e relatórios dedicados ao tema da comunicação ambiental e gestão de resíduos.

Ana Loureiro é licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, tem uma Pós-Graduação em Marketing Público pelo Instituto Superior de Comunicação Empresarial e várias formações técnicas em comunicação e ambiente.

Valorsul e Instituto da Segurança Social assinam protocolo 05 de junho de 2012

No âmbito do programa "Menos Lixo, Mais Futuro".

A Valorsul e o Instituto da Segurança Social, I.P. (ISS) assinaram hoje, Dia Mundial do Ambiente, um protocolo de cooperação, no âmbito do programa "Menos Lixo, Mais Futuro". A principal meta desta parceria é reduzir a produção de resíduos no Instituto. Nesta cerimónia foi ainda apresentado o novo filme institucional da Valorsul, que chama a atenção para a necessidade de uma melhor gestão dos resíduos produzidos por todos, e as mais-valias da atividade da Valorsul, em nome de um melhor ambiente.

O protocolo agora assinado prevê a definição de planos de gestão de resíduos para os edifícios do ISS, IP situados na área de intervenção geográfica da Valorsul, abrangendo assim cerca de 2800 trabalhadores.

Para isso, o protocolo prevê a prestação de consultoria gratuita por parte da Valorsul na implementação e monitorização de um plano de gestão de resíduos no ISS. A Valorsul será também responsável por ações de sensibilização sobre prevenção e gestão de resíduos dirigidos à equipa técnica do ISS.

Por outro lado, o ISS compromete-se a implementar os planos de gestão de resíduos nas suas instalações, bem como promover as boas práticas ambientais nesses locais.

O Programa "Menos Lixo, Mais Futuro" integra as iniciativas de prevenção de resíduos promovidas pela Valorsul na prossecução do Plano Nacional de Prevenção de Resíduos que tem como meta reduzir em 47 kg a produção de resíduos urbanos por ano, per capita, até 2016.

João Figueiredo, presidente da Comissão Executiva da Valorsul, destaca a importância da iniciativa, "especialmente num dia dedicado ao ambiente. As instituições governamentais são um veículo relevante para divulgar junto da população a importância da correta gestão de resíduos e devem constituir um exemplo das melhores práticas. Numa conjuntura económica difícil para o país, é importante este esforço de prevenção. Nesta iniciativa juntamos estas duas vertentes positivas: poupar nos custos e defender o ambiente".

Luís Monteiro, do ISS, reforça a importância de uma adequada gestão de resíduos, "especialmente num organismo com a dimensão do Instituto da Segurança Social. Esperemos que esta colaboração possa não só trazer benefícios ambientais e económicos ao Instituto da Segurança Social, mas também servir como incentivo a que todos os nossos colaboradores adotem comportamentos sustentáveis no seu quotidiano".

O novo vídeo institucional da Valorsul, apresentado na assinatura deste protocolo pode ser consultado na Mediateca do site da Valorsul, ou no canal da Valorsul no Youtube.

Nele são explicadas todas missões da Valorsul, que vão desde à recolha e triagem de resíduos, até à valorização energética, passando pela educação e sensibilização ambiental. As 950 mil toneladas de resíduos, de 1 milhão e 600 mil habitantes, tratadas anualmente pela Valorsul permitem, entre outras coisas, produzir energia elétrica para perto de 2 mil famílias e produzir materiais úteis a atividades como a agricultura, indústria e construção.

O Dia Mundial do Ambiente é um marco anual que tem como objetivo assinalar ações positivas de proteção e preservação do ambiente, e, ao mesmo tempo alertar as populações e os governos para a necessidade de preservar o ambiente.

Valorsul presta consultoria gratuita em gestão de resíduos 18 de novembro de 2011

A redução da quantidade de resíduos produzidos nas empresas e organizações é um dos principais objetivos do programa Menos Lixo, Mais Futuro - a Prevenção na Gestão de Resíduos. Esta ação pretende ajudar as empresas e organizações a implementar um plano de boas práticas na gestão de resíduos, com o apoio técnico da Valorsul. A abertura das inscrições coincide com a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, e terão lugar de 19 de novembro a 31 de dezembro de 2011.

O programa prevê o acompanhamento técnico dos participantes durante o ano de 2012. Numa primeira fase, as organizações inscritas terão uma ação de formação sobre a correta gestão do fluxo de resíduos, que permite adquirir conhecimentos para a implementação de um plano de gestão adequado à realidade de cada organização, apoiada com a distribuição de um guia de apoio.

As inscrições devem ser efetuadas para o e-mail (ideias_para_prevenir@valorsul.pt), e formalizadas através de uma carta de compromisso (disponível no portal da Valorsul), em que a organização assume o seu empenho na prevenção de resíduos. O profundo conhecimento desta área, das soluções existentes e a prática de gestão de resíduos, confere à Valorsul uma posição privilegiada para proporcionar uma consultoria técnica de qualidade para uma eficaz gestão de resíduos.

O programa Menos Lixo, Mais Futuro - a Prevenção na Gestão de Resíduos é direcionado a organizações públicas e privadas localizadas na área de atuação da Valorsul (19 municípios das regiões de Lisboa e Oeste), e visa atingir o cumprimento das metas comunitárias e nacionais de redução em 10% da capitação diária de resíduos até 2016, tendo como ano de referência o ano de 2007.

A Valorsul assinala ainda a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (19 a 27 de novembro) com outras iniciativas, que vão desde ações de sensibilização temáticas, visitas a várias instalações da Valorsul, iniciativas com colaboradores e a participação com um stand lúdico no centro comercial Dolce Vita Tejo.

900kg de embalagens entregues no Ecocentro da Valorsul 13 de novembro de 2011

No âmbito da 1.ª tarefa da Gincana Rock in Rio foram entregues 900kg de embalagens entregues no Ecocentro da Valorsul.

O Ecocentro da Valorsul, no Lumiar, foi o local de entrega das primeiras embalagens recolhidas pelos alunos de nove escolas de Lisboa no âmbito da 1ª tarefa da Gincana Rock in Rio. A receber as embalagens estiveram os embaixadores do Rock in Rio - Lisboa 2012, Inês Folque e Nuno Casanovas. Foram já recolhidas 900kg de embalagens, que serão posteriormente enviadas para reciclagem.

A recolha de embalagens é a primeira das seis tarefas que compõem a Gincana Rock in Rio, uma iniciativa que pretende mobilizar a sociedade através de competições (etapas) na comunidade escolar, contribuir para as três vertentes fundamentais do desenvolvimento sustentável: económica, ambiental e social. Até dia 30 de novembro, as escolas inscritas têm de recolher resíduos de embalagem do ecoponto amarelo, armazenar nas escolas e entregar nos ecocentros da sua área nos dias definidos. Por cada entrega é atribuído um comprovativo à escola como forma de validação da sua participação. Vencem as 3 escolas que entregarem a maior quantidade absoluta (kg) e as 3 escolas com maior quantidade per capita (kg) de resíduos de embalagem recolhidos.

Nesta tarefa, a Valorsul, através do Ecocentro do Lumiar, terá uma participação ativa, uma vez que receberá a totalidade de embalagens recolhidas nas escolas da sua área de atuação, que depois vão ser avaliadas por técnicos da Sociedade Ponto Verde.
Ver a reportagem do evento.

Valorsul distribuiu 850 fraldas reutilizáveis 01 de fevereiro de 2011

Para sensibilizar para a redução da produção de resíduos urbanos a Valorsul distribuiu 850 fraldas reutilizáveis no âmbito de um projeto-piloto que incentiva à utilização deste tipo de fraldas em alternativa às descartáveis.

Esta iniciativa, à semelhança do que aconteceu em todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos da EGF, de norte a sul do País, contemplou os bebés nascidos em hospitais públicos, durante a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que decorreu de 20 a 28 de novembro de 2010.

No universo da Valorsul, a entrega das fraldas reutilizáveis realizou-se nas seguintes unidades hospitalares: Maternidade Alfredo da Costa, Hospital de Santa Maria, Hospital Amadora-Sintra, Hospital Reynaldo dos Santos, Hospital de Torres Vedras e Centro Hospitalar de Caldas da Rainha. Cada família recebeu um conjunto de 3 fraldas reutilizáveis como incentivo para conhecerem e experimentarem esta solução, enquanto alternativa às fraldas descartáveis.

O projeto envolveu ainda a entrega de fraldas reutilizáveis aos colaboradores de todos os sistemas da EGF, num total de cerca de 200 pessoas que irão integrar uma amostra que permitirá aferir, por via de ações de monitorização, o real impacto da utilização das fraldas reutilizáveis na redução do volume de resíduos produzidos em contexto doméstico.
O Projeto "Fraldinhas" é uma iniciativa de parceria entre os sistemas da EGF, a Quercus, as entidades fornecedoras das fraldas a nível nacional e os municípios e outras instituições locais abrangidas pelos sistemas multimunicipais, contando com comparticipação financeira de fundos nacionais.

Só na área da Valorsul, são recebidas 3,5 toneladas de resíduos de fraldas por hora. O uso de fraldas reutilizáveis previne a produção de cerca de 1 tonelada de resíduos de fraldas por bebé, considerando a sua utilização por dois anos e meio. O uso de fraldas reutilizáveis é uma das medidas previstas no PPRU - Plano de Prevenção de Resíduos Urbanos, como forma de reduzir a quantidade de resíduos provenientes de fraldas descartáveis, na quantidade de cerca de uma tonelada por bebé por ano, que são atualmente encaminhados para deposição em aterro sanitário (74%) e para incineração (26%).

Valorsul apresenta www.valorsul.pt 22 de dezembro de 2010

O novo portal da Valorsul já se encontra disponível em www.valorsul.pt  e conta com algumas novidades.

Os visitantes vão poder encontrar o "Ecopraça", um jogo on-line, alegre, bem-humorado e muito atual, preparado para divertir e ensinar jovens entre os sete e os 97 anos. O "Ecopraça" é um produto multimédia, simultaneamente lúdico e educativo, sobre o consumo sustentável.

Informações sobre o plano de prevenção de resíduos, conteúdos técnicos sobre gestão de resíduos e ainda outros temas de interesse sobre a Valorsul e os seus projetos estão acessíveis de uma forma prática, moderna e dinâmica. A nova página surge após um processo de fusão e é o mais recente e principal interface de comunicação desta nova Valorsul que agora intervém em 19 municípios.
A nova página pretende ser uma ferramenta de consulta útil e eficiente para os visitantes (população, escolas, empresas, associações). Também os professores e educadores encontram mais recursos e materiais para desenvolver atividades na área dos resíduos.
Outra novidade é a informação geográfica, que corre na plataforma Google Earth, com a indicação de todas as unidades e Ecocentros da empresa, bem como a localização de todos os restaurantes aderentes ao programa de recolha de resíduos alimentares "+Valor".

O novo portal dá grande importância ao esclarecimento de dúvidas sobre a separação e entrega para reciclagem de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), com uma área exclusivamente dedicada ao tema. O acesso à informação sobre a atividade principal da Valorsul e de como funcionam as suas instalações também foi facilitado. Os clientes têm maior clareza no esclarecimento sobre como depositar os RSU nos Ecopontos e o preenchimento de formulários e entrega de comprovativos é mais prático.

A Valorsul desenvolve várias atividades e iniciativas de educação e sensibilização ambiental, e a sua missão não se extingue na qualidade ambiental e eficiência económica, querendo também ter um papel social nos 19 municípios que assiste, criando ações de Mecenato Social para a criação de bem-estar e melhores condições de vida dos indivíduos e das comunidades. Para além destas atividades, a Valorsul abraça outras iniciativas em parceria com os municípios e entidades da sua área de intervenção.

Visite o novo website:
www.valorsul.pt

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 16 de novembro de 2010

No dia 16 de novembro, às 15h30, na sede da Valorsul, em São João da Talha, a EGF (Empresa Geral de Fomento, sub-holding do grupo AdP), fez a apresentação pública dos Planos de Prevenção de Resíduos dos Sistemas de Gestão de Resíduos, para assinalar a Semana Europeia da Prevenção da Produção de Resíduos, que decorre de 20 a 28 de novembro.

Esta cerimónia foi presidida pelo Presidente do Conselho de Administração da Valorsul, Emídio Xavier e contou com a presença da Administradora da Valorsul, Almerinda Antas e da Subdiretora Geral da Agência Portuguesa do Ambiente, Luísa Pinheiro.

Esta apresentação decorre do compromisso, de novembro de 2009, em que todos os sistemas da EGF assinaram um protocolo de colaboração com a Agência Portuguesa do Ambiente, com o objetivo de contribuir para reduzir os resíduos urbanos até 2016, em 10% da capitação diária.

Para o alcance desta meta, os sistemas da EGF estão a desenvolver, a partir da Semana Europeia de Prevenção de Resíduos (que se realiza de 20 a 28 de novembro), de norte a sul do País, um conjunto de incitativas de incentivo à prevenção da produção de resíduos, quer junto dos colaboradores, quer dirigidas ao público em geral, com destaque para um projeto‐piloto na área da compostagem doméstica ("Compostar, outra forma de reciclar") e uma iniciativa de promoção do uso de fraldas reutilizáveis (Campanha "Fraldinhas"), também apresentados nesta sessão.

A prevenção da produção de resíduos é uma prioridade europeia com expressão nas várias estratégias e diretivas que têm vindo a ser implementadas, com o objetivo de permitir uma gestão sustentável dos resíduos urbanos produzidos pela atividade humana. Uma temática que é também para Portugal um objetivo prioritário, no âmbito do qual foi aprovado o Programa de Prevenção de Resíduos Urbanos (PPRU), pelo Despacho 3227/2010, de 22 de fevereiro, que tem por objetivo preparar o país para o cumprimento da meta nacional da prevenção.

No Programa de Prevenção de Resíduos Urbanos os sistemas de gestão de resíduos são definidos como um dos atores-chave para o sucesso deste programa, a par dos agentes económicos, das entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos, da administração local e central, da comunidade técnica científica, das organizações não governamentais (ONG's) e dos próprios cidadãos.

No âmbito dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos geridos pelas empresas da Empresa Geral de Fomento são processados anualmente cerca d 3,6 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU) produzidas em 165 Municípios, servindo cerca de 63% da população de Portugal Continental.

Valorsul comemora o 16º aniversário no Cadaval 16 de setembro de 2010

A Valorsul nasceu a 16 de setembro de 1994 e neste ano de 2010 comemora o seu 16º aniversário. A celebração foi inteiramente dedicada aos colaboradores, que todos os dias garantem a atividade e sucesso da empresa. Neste dia foram, também, anunciados os vencedores do "Prémio Valorsul Inovação" - galardão destinado aos colaboradores que apresentem as melhores propostas de melhoria ao nível da sustentabilidade da empresa.

As celebrações deste ano tiveram um caráter especial, uma vez que, em resultado da operação de fusão com a Resioeste, a empresa cresceu. Opera, agora, em 19 municípios e é responsável pelos resíduos sólidos urbanos produzidos por 1,5 milhões de habitantes. A Valorsul ganha, assim, uma nova dimensão, mas mantém a mesma missão e valores.

À Valorsul foi atribuída a responsabilidade de garantir a valorização dos resíduos sólidos urbanos dos concelhos de Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Vila Franca de Xira, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

Em 16 anos muitos são os marcos que fazem a história desta empresa, agora enriquecida com mais experiências e capacidades.

Como no início, após 16 anos de vida, a Valorsul continua a assumir-se como uma empresa de excelência, eficiente, responsável e transparente.

Valorsul premiada no Grande Prémio APCE 2010 23 de junho de 2010

A Valorsul foi distinguida na Gala de entrega dos troféus do "Grande Prémio APCE (Associação Portuguesa de Comunicação Empresarial) 2010 - Excelência em Comunicação".

O evento aconteceu no passado dia 23 de junho no Pequeno Auditório da Culturgest. A Valorsul recebeu o prémio na categoria "Edição Especial", com a edição do CD interativo "Ecopraça", no âmbito da prevenção da produção de resíduos. E foi também reconhecida com um trabalho de mérito pela publicação do "Relatório de Sustentabilidade de 2008".

Não é a primeira vez que a Valorsul está entre os vencedores do "Grande Prémio APCE". Em 2008 viu reconhecida a campanha "Pense Amarelo" que, nesse ano, conquistou o primeiro lugar na categoria "Campanha de Comunicação e Responsabilidade Social".
Criada em 1990, a APCE assume-se como um fórum de discussão e reflexão onde têm lugar todas as pessoas relacionadas com a Comunicação Empresarial e que trabalhem no domínio das Ciências da Comunicação. Este Grande Prémio é realizado anualmente pela Associação como forma de premiar os melhores projetos na área da comunicação empresarial.

Fusão entre Valorsul e Resioeste é uma realidade 16 de junho de 2010

O Decreto-Lei n.º 68/2010, de 15 de junho, criou o sistema multimunicipal de triagem, recolha seletiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos das regiões de Lisboa e do Oeste e constituiu a sociedade Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A. por fusão das sociedades Valorsul - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos da Área Metropolitana de Lisboa (Norte), S.A. e Resioeste - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.

O sistema de tratamento de RSU de Lisboa e do Oeste tem agora como utilizadores 19 municípios. Esta nova empresa passará a conter 2 Centros de Triagem, 8 Ecocentros, 1 Central de Valorização Energética, 1 Instalação de Tratamento e Valorização de Escórias, 1 Estação de Tratamento e Valorização Orgânica (a Valorsul utilizará em 50% a Central de Valorização Orgânica da Valorlis, que entrará em funcionamento em 2010), 2 Aterros Sanitários e 6 Estações de Transferência.

Valorsul e autarquia de Lisboa requalificam Casal Ventoso 19 de março de 2010

A Valorsul e a Câmara Municipal de Lisboa realizaram a requalificação e reflorestação da encosta do Casal Ventoso, um projeto ambicioso que foi anunciado no âmbito da iniciativa "Plante Uma Árvore", desenvolvido pela Comissão Europeia - Representação em Portugal.

A encosta do Casal Ventoso tem uma área de 3,4 hectares, nos quais foram plantadas mais de 600 árvores e cerca de 16.500 arbustos. Além disto, a intervenção de requalificação removeu entulhos e restos de construções existentes, que deram lugar a espaços de lazer e passeio, com iluminação e mobiliário urbano (bancos e papeleiras).

As ações de reflorestação, além de tornarem a encosta do Casal Ventoso num espaço mais apelativo e valorizado, trazem importantes vantagens sociais e ambientais. A reflorestação pretende recriar a mata mediterrânica e desenvolver habitats adequados, sobretudo à avifauna.

A intervenção permite também assegurar as ligações e a fácil acessibilidade entre o empreendimento PER Ceuta Norte, o Centro Social do Casal Ventoso e o núcleo urbano da freguesia de Santo Condestável. Todas as encostas estão agora estabilizadas e servidas com escadarias e rampas, com vedações e paliçadas nos locais necessários.

Foram assim cumpridos os objetivos principais da intervenção, que passaram pela conservação da topografia, assegurando os caminhos pedonais, e pela preservação do património natural (geológico e paisagístico), salvaguardando espécies vegetais e arbustivas. Refira-se que as árvores e arbustos plantados permitirão a redução dos níveis de dióxido de carbono (CO2), estimando-se o sequestro de 287,35 toneladas de CO2 em duas décadas.
Nesta intervenção foram investidos 660.446 euros, tendo sido cumprido o orçamento previsto para a realização do projeto.

Processo de Certificação de Qualidade da Valorsul ganha novo reforço 22 de janeiro de 2010

A Valorsul recebeu a Certificação de Qualidade, em complemento à renovação das Certificações de Ambiente e Segurança, passando a ter um Sistema de Gestão Integrada de Ambiente, Segurança e Qualidade para todas as atividades da empresa. Este é o sucesso mais recente num processo iniciado em 2005 e é um importante passo na busca contínua de melhores relações com o ambiente, sociedade, clientes e colaboradores.

O esforço para a implementação e manutenção do Sistema de Gestão Integrada de Ambiente, Segurança e Qualidade permite à Valorsul melhorar o nível de redução de impactos ambientais e custos na atividade, mas, principalmente, permite a melhoria contínua no desempenho da empresa. Maior satisfação dos colaboradores pela promoção de um ambiente de trabalho seguro e saudável e maior eficácia no planeamento operacional são condições para a maior satisfação dos clientes e de todos os intervenientes que participam na atividade da empresa.

O objetivo da Valorsul é manter os padrões de excelência que levaram a esta certificação, mas sobretudo caminhar para a extensão da certificação à Responsabilidade Social.

A certificação da Valorsul foi emitida pela entidade certificadora SGS ICS, segundo as normas NP EN ISO 9001 (Qualidade), NP EN ISO 14001 (Ambiente) e OHSAS 18001 (Segurança e Saúde no Trabalho).

Microsite da Valorsul é mais um passo na busca da sustentabilidade 18 de dezembro de 2009

A Valorsul distribuiu os relatórios de contas e de sustentabilidade de 2008, reduzindo o consumo de papel e dos resíduos inerentes à produção impressa, através do microsite que agrega a informação institucional da empresa.

O microsite reflete o empenho em implementar ações que destaquem a prevenção de resíduos como um comportamento a privilegiar por todos os cidadãos e dá continuidade à política de sustentabilidade ambiental da Valorsul.

Através desta política, a Valorsul contribui ativamente para o cumprimento das metas nacionais e europeias na prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos e ao nível da produção de energia através de fontes renováveis.

Valorsul comemora 15º aniversário 16 de setembro de 2009

A Valorsul comemorou, no dia 16 de setembro de 2009, o seu 15º aniversário.

Para assinalar a data, a Valorsul realizou, durante todo o dia, ações de formação e de "team building" dirigida aos seus colaboradores.

As comemorações prosseguiram até sexta-feira, 18 de setembro, dia em que foi atribuído o "Prémio Valorsul", que nos últimos cinco anos tem vindo a distinguir projetos que incidam sobre as problemáticas associadas à produção, recolha, tratamento e valorização de resíduos sólidos urbanos nas categorias de Jornalismo, Comunicação e Produto/Equipamento.

Valorsul cede viaturas movidas a energia elétrica à C. M. de Loures 14 de abril de 2009

A Valorsul e a Câmara Municipal de Loures assinalaram no dia 14 de abril de 2009, no Parque da Cidade de Loures (em frente ao Pavilhão de Macau), um contrato de cedência de 18 novas viaturas para limpeza urbana. A cerimónia de Declaração de Usufruto foi assinalada na presença do Secretário de Estado do Ambiente, Professor Humberto Rosa.

As novas viaturas fornecidas pela Valorsul, destinam-se a cada uma das freguesias (18) do concelho de Loures e representam um investimento na ordem dos 242 mil euros. As viaturas que entraram ao serviço são "amigas do ambiente", exclusivamente movidas a energia elétrica, não produzem CO2, fazem pouco ruído e têm um custo de exploração inferior ao dos veículos equivalentes a gasóleo.

Valorsul requalifica rotunda na Bobadela 15 de janeiro de 2009

Foi realizada, no dia 15 de janeiro de 2009, a inauguração da Fonte Luminosa no Largo Infante D. Henrique, na Bobadela.

A cerimónia contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Loures, Eng. Carlos Teixeira e do Presidente da Valorsul, Eng. Emídio Xavier.

A nova fonte luminosa é o resultado do compromisso assumido pela Valorsul com a Câmara Municipal de Loures, no sentido de proporcionar melhor qualidade de vida às populações locais.

Os projetores de várias cores, em conjunto com os 16 jatos de água da fonte e uma queda de água, permitem criar inúmeros jogos de água, luz e cor.

A Valorsul realizou um investimento neste projeto de 122.350 euros.

Valorsul colabora em projetos de florestação 20 de junho de 2008

Realizou-se, no dia 20 de junho de 2008, no Palácio Marqueses da Praia e Monforte, em Loures, a assinatura de protocolos de florestação entre a Valorsul e a Câmara Municipal de Loures.

A Valorsul, no seguimento da política de sustentabilidade ambiental da sua atividade, comprometeu-se a patrocinar projetos de beneficiação ambiental nos municípios de Amadora, Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira.

Os protocolos destinaram-se à florestação de parcelas de terrenos nas freguesias de Bucelas, Fanhões e Lousa, município de Loures, num total de 16.151 árvores e 162.350 euros de investimento.

Na freguesia de Bucelas a plantação realizada nas duas parcelas totalizou 549 árvores, cuja estimativa de absorção de dióxido de carbono,CO2, para o período de 20 anos é de 360,80 ton. Aqui a Valorsul financiou a empreitada no valor de 6.572,85 euros.

Em Fanhões foram plantadas 430 árvores, o que corresponde a uma absorção de 224 MgCO2 para o mesmo período. Esta empreitada importou financiamento por parte da Valorsul de 1.494,92 euros.

Na freguesia de Lousa foram plantadas três parcelas num total de 15.172 árvores, que em duas décadas deverão absorver 2.188,60 MgCO2. A Valorsul financiou esta empreitada com 154.283,22 euros.

Neste dia estiveram no local para procederem à assinaturas dos respetivos protocolos o Presidente da Câmara Municipal de Loures, Eng. Carlos Teixeira e Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, Dr. João Figueiredo, e o Sr. Administrador Executivo da Valorsul, Fernando Queirós.

Valorsul recebe prémio da Associação do Ambiente de Loures 18 de junho de 2008

A Valorsul recebeu, no dia 18 de junho de 2008, na sua sede em São João da Talha, um Certificado de Atuação Positiva pelo Ambiente, entregue pela ADAL - Associação do Ambiente de Loures.

Este certificado foi entregue à Administração da Valorsul, pelo projeto de instalar um posto de abastecimento a gás natural e de fornecer aos municípios acionistas viaturas bifuel, estimulando a utilização de combustíveis menos poluentes.

Emídio Xavier, Presidente do Conselho de Administração da Valorsul, referiu que "este prémio evidencia o empenho e o investimento que a Valorsul tem demonstrado na melhoria da vertente sustentável da sua atividade. É um projeto ambientalmente correto, pois permite a utilização de um combustível menos poluente; é do ponto de vista económico bastante favorável; é socialmente louvável, pela oportunidade que dá à Valorsul e seus acionistas de utilizarem o posto de abastecimento, e, espera a Valorsul que a breve prazo, permita aos seus colaboradores a às populações vizinhas, a utilização do mesmo, dada a escassez de postos de abastecimento a gás natural existentes no país".

O Posto de Abastecimento a Gás Natural Carburante (GNC) foi inaugurado, a 3 de junho, pelo Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, Professor Francisco Nunes Correia, destacando-se o facto de a sua licença de exploração ter sido a primeira concedida em Portugal. Durante o evento os convidados assistiram a título simbólico ao primeiro abastecimento de uma viatura pesada e outra ligeira movidas a gás natural.

Valorsul ganha Prémio de Responsabilidade Social 19 de maio de 2008

A campanha "Pense Amarelo" da Valorsul ganhou o Grande Prémio APCE na categoria Campanha de Comunicação de Responsabilidade Social.

A campanha "Pense Amarelo" da Valorsul foi galardoada, a 19 de maio de 2008, em cerimónia realizada no Museu da Eletricidade em Lisboa, pela APCE - Associação Portuguesa de Comunicação Empresarial, como vencedora da categoria Campanha de Comunicação e Responsabilidade Social.
Esta campanha teve início em 2007 e é uma campanha de incentivo à separação de garrafas de plástico com o objetivo de aumentar a quantidade destas embalagens encaminhadas para reciclagem e alcançar as metas impostas pela União Europeia. Ao mesmo tempo, a empresa dá continuidade à sua já longa tradição de mecenato social.

Todas as garrafas de plástico colocadas no Ecoponto Amarelo desde janeiro de 2007 e encaminhadas pela Valorsul para reciclagem estão a ser contabilizadas. E por cada 20 garrafas, a Valorsul oferece 2,5 cêntimos para ajuda social. Isto significa, por exemplo, que, se cada pessoa residente na área da Valorsul separar uma garrafa de plástico por semana, no fim do ano dá 78.000 euros para ajuda social. Mas todos nós conseguimos separar bem mais do que uma garrafa por semana!

A campanha "Pense Amarelo" teve em 2007 o seu início e maior destaque. Foi a concretização de sonhos de muitas pessoas e teve neste dia o seu reconhecimento público. A Administração da Valorsul agradece publicamente a toda a sua equipa que soube materializar a ideia; à agência LOWE Lisboa pela excelência da criatividade da campanha; à agência Brand Connection pela eficácia do plano de meios; à Cruz Vermelha Portuguesa pela parceria realizada; e a todos os habitantes que contribuem para um melhor ambiente e para o apoio social a muitas pessoas e instituições.

Valorsul inaugurou Estação de Tratamento e Valorização Orgânica 13 de março de 2008

Foi inaugurada, a 13 março de 2008, na freguesia de São Brás (Amadora), mais uma unidade operacional da Valorsul - a Estação de Tratamento e Valorização Orgânica (ETVO). Em cerimónia oficial, presidida por Sua Excelência o Senhor Secretário de Estado do Ambiente, Professor Humberto Rosa, a nova instalação foi apresentada e destacada como uma instalação com tecnologia pioneira em Portugal.

Com a entrada em funcionamento da ETVO, a Valorsul completa o seu Sistema de Gestão Integrada de Resíduos. A ETVO está preparada para receber os resíduos orgânicos separados pelos grandes produtores (restaurantes, cantinas, mercados, entre outros) dos concelhos de Amadora, Loures, Lisboa, Odivelas e Vila Franca de Xira, e tem capacidade para processar 40.000 Mg de matéria orgânica anualmente.

Através do tratamento da matéria orgânica - por digestão anaeróbia (tratamento em ambiente fechado e ausência de oxigénio) associada ao processo de compostagem - é possível produzir um composto orgânico de elevada qualidade (sem aditivos químicos), que será utilizado como fertilizante na agricultura, e gerar energia elétrica a partir do biogás que os resíduos produzem, exportando-a para a Rede Elétrica Nacional como "energia verde".

Na ETVO, a Valorsul trata e valoriza as toneladas de restos de comida que deitamos fora todos os dias - em 2007, e enquanto decorria o período experimental, já foi possível tratar 29.000 toneladas de matéria orgânica. Esta unidade é única no nosso país no que concerne à produção de eletricidade e diferencia-se das centrais de compostagem tradicionais que não produzem energia elétrica.

Secretário de Estado do Ambiente inaugura Nova Linha de Separação de Embalagens da Valorsul 21 de fevereiro de 2008

O CTE - Centro de Triagem e Ecocentro do Lumiar, da Valorsul, combina processos manuais e mecânicos de separação das embalagens, com recurso às tecnologias de separação balística e ótica.

Foi inaugurada, a 21 de fevereiro de 2008, a Nova Linha de Separação de Embalagens. Numa cerimónia presidida por sua Excelência o Senhor Secretário de Estado do Ambiente, Professor Humberto Rosa, os convidados presentes ficaram a conhecer este equipamento inovador agora implementado na triagem das embalagens, recolhidas na área metropolitana de Lisboa (Norte).

A implementação no Centro de Triagem da nova linha de triagem de volumosos (embalagens de plástico, de metal e pacotes para líquidos alimentares), com recurso às tecnologias dos separadores balísticos e óticos, permitiu um aumento da capacidade de processamento de 2,5 vezes mais quantidade. A alteração da linha de triagem do CTE consistiu essencialmente na passagem de grande parte da intervenção manual para triagem balística e ótica, combinando processos manuais e mecânicos de separação. O custo desta alteração importou 2,2 milhões de euros e possibilita o processamento de 5 toneladas/hora, face às 1,8 toneladas/hora anteriores.

Esta nova forma de triagem é mais uma vez exemplo da inovação e pioneirismo que têm caracterizado a atividade da Valorsul.

Valorsul Premiada pela "Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos" 24 de outubro de 2007

O Instituto Regulador de Águas e Resíduos e o Jornal Água & Ambiente atribuíram à Valorsul o "Prémio de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos" no tema "Qualidade do Serviço de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos prestado aos Utilizadores". O prémio foi atribuído, a 24 de outubro de 2007, em cerimónia pública, no Hotel Lapa Palace.

No âmbito da parceria estabelecida em 2006 entre o Jornal Água & Ambiente e o Instituto Regulador de Águas e Resíduos (IRAR), foi instituída a atribuição anual dos "Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos", com o objetivo de divulgar casos portugueses de excelência.

Este prémio pretende contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais urbanas e gestão de resíduos sólidos urbanos, e tem a colaboração da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

O júri decidiu por unanimidade, atribuir esta distinção à Valorsul "pelo relevante desempenho global da empresa na gestão do sistema de valorização e tratamento de resíduos à região de Lisboa, de grande dimensão, integração e complexidade, constituindo uma importante referência no setor, pelo grande esforço colocado ao nível da valorização multimaterial, da valorização orgânica, da valorização energética e da utilização de energias renováveis, nomeadamente em termos de inovação tecnológica e da sensibilização da população". Além da obtenção da certificação do sistema de gestão ambiental e do sistema de gestão de saúde e segurança no trabalho.

O prémio materializa-se na entrega de um troféu concebido pelo Arq. Álvaro Siza Vieira e fabricado com materiais reciclados no âmbito do Projeto Remade in Portugal.

Inauguração do Ecoparque de São João da Talha 08 de setembro de 2007

Realizou-se no dia 8 de setembro de 2007, a inauguração do Ecoparque de São João da Talha, um parque inovador financiado pela Valorsul. Foi "entregue" à Câmara Municipal de Loures para que a população possa usufruir de um espaço que veio contribuir para o seu bem estar e lazer.

A combinação entre ambiente e inovação presidiu à seleção dos materiais utilizados para os equipamentos deste novo espaço, que resultaram da reciclagem e reutilização de resíduos. Toda a construção do parque foi baseada neste conceito e, no local, pode ser constatado como foi feita a sua aplicação, desde os pavimentos às zonas verdes, entre muitos outros pormenores. Para além disso foram assegurados acessos para pessoas portadoras de deficiência.

A Valorsul investiu neste projeto cerca de 1.9 milhões de euros numa área de 48.000 m2 onde se podem destacar como principais equipamentos um parque infantil, uma zona de jogos populares, um campo de jogos, um ginásio ao ar livre, uma zona de jogos informais, jardins (de cheiros, remédios e sabores), circuito de manutenção, instalações sanitárias e edifício de apoio às zonas verdes.

Novas Piscinas em Santa Iria de Azóia 01 de setembro de 2007

Foram inauguradas, no dia 1 de setembro de 2007, pelo Presidente da Câmara Municipal de Loures, Carlos Teixeira, e pelo anterior Presidente do Conselho de Administração da Valorsul, António Branco, as Piscinas de Santa Iria de Azóia, um projeto financiado pela Valorsul.

As piscinas destacam-se pela modernidade das instalações e qualidade dos equipamentos utilizados. O complexo é constituído por uma piscina de 25x12,5 metros e uma outra destinada à aprendizagem, de 15x6 metros e dispõe de uma bancada para o público com 300 lugares e um espaço destinado ao aquecimento e musculação dos utentes. A polivalência deste equipamento permite, a par da aprendizagem, treino e competição de natação, utilizações de caráter recreativo, fisioterapia e manutenção, para todos os escalões etários da população.

As Piscinas de Santa Iria de Azóia, um investimento de 1,8 milhões de euros da Valorsul, resultaram de um compromisso assumido com a Câmara Municipal de Loures, e pretendem proporcionar melhores condições de vida à população. Este equipamento permite a prática regular de atividades que contribuem para a promoção da saúde, melhoria de qualidade de vida e bem estar social e veio impulsionar a dinamização da prática desportiva no concelho de Loures.
As Piscinas Municipais de Santa Iria de Azóia situam-se no complexo desportivo de Via Rara.



Valorsul oferece autocarro ao Município de Loures 31 de julho de 2007

A Valorsul ofereceu, no dia 31 de janeiro de 2007, uma viatura de passageiros ao Município de Loures, em cerimónia que se realizou no Parque Urbano de Santa Iria de Azóia e que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Loures, Eng. Carlos Teixeira; e com o Administrador Executivo Fernando Queirós e o antigo Administrador da Valorsul Dr. Fernando Ribeiro Rosa.

A viatura oferecida destina-se maioritariamente ao transporte de crianças e jovens para atividades de educação ambiental, ao serviço do Centro de Educação Ambiental do Município.


O autocarro oferecido é da marca IVECO e importou um custo de 220.220 euros. Esta viatura está dotada de 51 lugares, ar condicionado, equipamento de áudio e vídeo e está adaptada ao transporte de crianças de acordo com a legislação de segurança.
Este investimento concretiza a estratégia partilhada entre a Valorsul e os Municípios para a promoção de um melhor Ambiente, com ações concretas, que de facto possam contribuir para um melhor desempenho ambiental das instituições.

Mais espaços verdes da Bobadela 25 de julho de 2007

Realizou-se, no passado dia 25 de julho de 2007, a inauguração de novos espaços verdes na Bobadela localizados na Urbanização dos Fojos.
Os espaços verdes, no valor adjudicado de 40.345,61 euros, foram uma promessa à população da Bobadela, cumprida e executada pela Valorsul, no âmbito da responsabilidade social associada ao facto de ter sido construída a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos.

Esta cerimónia simbólica contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Loures, Eng. Carlos Teixeira, e do antigo Presidente da Comissão Executiva da Valorsul, Eng. Luís do Amaral Alves.


Este projeto, da autoria da Câmara Municipal de Loures, permitiu reabilitar um espaço de cerca de 2.315 m2 localizado na freguesia da Bobadela, cuja área de intervenção é delimitada pela Rua do Canal do Tejo e a Rua Jorge Alexandre Batalha Ferreira, consistindo essencialmente no tratamento deste espaço enquanto zona verde de enquadramento urbano.

Valorsul entrega viaturas aos Municípios da Amadora, Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira 17 de julho de 2007

No âmbito do concurso público promovido pela Valorsul para oferta de 29 viaturas de recolha de resíduos sólidos urbanos, movidas a gás natural, aos municípios da Amadora, Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira, no valor total de 4.833.622 euros (sem IVA), foram realizadas as seguintes entregas:

  • a primeira, três viaturas ligeiras ao Município de Loures, no dia 15 de novembro de 2006, em cerimónia realizada nos Paços do Concelho e que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal da Loures, Eng. Carlos Teixeira; e com o Administrador Executivo, Fernando Queirós e o antigo Administrador da Valorsul, Dr. Fernando Ribeiro Rosa;
  • seis viaturas pesadas ao Município de Loures, no dia 20 de junho de 2007, em cerimónia realizada no Parque da Cidade, no valor total de 1.292.208 euros (sem IVA);
  • cinco viaturas pesadas ao Município da Amadora, no dia 25 de junho de 2007, em cerimónia realizada nos Paços do Município, no valor total de 492.989 euros (sem IVA);
  • catorze viaturas pesadas ao Município de Lisboa, no dia 17 de julho de 2007, em cerimónia realizada nos Paços do Município, no valor total de 2.444.425 euros (sem IVA).

 

Ambiente, com ações concretas, que de facto possam contribuir para um melhor desempenho ambiental das instituições
Valorsul financia o Parque Urbano em São João da Talha 26 de janeiro de 2007

No dia 26 de janeiro de 2007, ocorreu a cerimónia de Lançamento da Primeira Pedra do Parque de Vale Figueira.

Na presença de Carlos Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Loures, Luís do Amaral Alves, antigo Presidente da Comissão Executiva da Valorsul e do Administrador Executivo Fernando Queirós, da Valorsul, foi colocada a primeira pedra do início da construção de um novo Parque Urbano financiado pela Valorsul.


À data, esta era uma área de 48.000 m2 que não está a ser aproveitada. Com este Parque, criou-se um espaço de recreio e lazer que serve principalmente a população residente. A realçar o facto de os materiais selecionados para os equipamentos serem materiais reciclados e a existência de acessos a pessoas portadoras de deficiência. Esta empreitada foi adjudicada à empresa HCI Construções, S.A., pelo valor de 1.835.452 euros.